Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

Como a agronomia pode contribuir para a prevenção de catástrofes?


Deslizamento de encosta com vegetação preservada em Ilha Grande (jan/2010).

Estamos todos chocados com a tragédia do Rio de Janeiro. No entanto, parece que esse fenômeno tem tudo para se repetir: ocupação irregular de encostas, corte da vegetação original e ampliação das áreas ocupadas pelo simples crescimento populacional. A tudo isso acrescente-se o aquecimento global, ingrediente fundamental para a recente catástrofe. Segundo meteorologistas, o aumento da temperatura das águas do oceano forneceu umidade extra para o volume absurdo de chuvas em tão pouco tempo.


Deslizamento de encosta no Rio de Janeiro sob forte ocupação urbana (6/abr/2010)


Os telejornais despejam volumes industriais de informação, orientação e opiniões de especialistas sobre como deveria ser a realidade. O que nós engenheiros agrônomos temos a contribuir com o debate na sociedade para prevenir esse tipo de tragédia? Muito mais que um fenômeno local, parece uma realidade que tende a se repetir não só nas metrópoles brasileiras como na maioria de nossas cidades.

Deixe sua contribuição.

Exibições: 1353

Responder esta

Respostas a este tópico

Saudações. Caros colegas, em meu município tomei a iniciatica de levar ao governante ( Prefeito e secretário) as formas adequadas de crecauções de inundações e desmorronamento (Garopaba-SC), aproveitando um adendo das tragedias que assolaram nosso estado em anos passados.
Procedi da seguinte maneira: elaborei um geoprocessamento do municipio, destacando áreas de risco ( áreas de alagamento e encostas ),em seguida ajustei as carracteristicas dos solos superficialmente e, utilizando sonda de 5 metros de prufundidade pude constatar:
Fragilidade dos solo - capacidade de retenção de água - enrraizamento de plantas - capacidade produtiva.
Assim, e com uma gama de informações técnicas levei as autoridades e ocorre hoje uma exigência as novas construções prescritas no plano diretor. Deixo bem claro a indagações futuras, este trabalho fim ppor conta e com recursos próprios, já que sou ambientalistas e utillizo os mesmo para meus próprios trabalhos.
Acredito que os demais colegas criarão outras metodologias para diminuirmos este grave problema que assola uma vasta população e tende se agravar.
Alcides,

Parabéns, excelente proposta e iniciativa.
Como foi a receptividade de seu trabalho no município?
abração
Bom, primeiramente tenho a lhe dizer que a área de agronomia no município onde moro ( produção de alimentos ) apresenta grandes restrições pela supervalorização dos imóveis, urbanos e rurais, pela cultura do povo, ligado a pesca, pela influência do turismo e sua vasta variedade de costumes, mas com tudo isto e outros mais, hoje a legislação Brasileira com seus artigos tornei-me um ambientalista de conciderável renome, ista por que sempre agi de forma coletiva. Hoje paticipo da reconstituição do novo plano diretor, auxilio a camara de vereadores em seus atos, aconcelhando-os de forma mais humanitária e, busco a conciência coletiva onde sou convidado para palestra no município e fora dele. Acredito ter respondido sua questão, obrigado.

Responder à discussão

RSS

© 2020   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço