Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

Uso de Sensoriamento remoto na avaliação do estagio evolutivo das Culturas

A utilização de dados de Sensoriamento Remoto e informações coletadas in loco
possibilitam avaliar o estágio evolutivo das culturas. Através de diferentes composições de bandas se obtém o Índice de Vegetação por Diferença Normalizada do cultivo, dessa forma
sensoriamento Remoto Aplicado à Agricultura objetiva gerar conhecimentos e metodologias voltadas para: estimar área plantada e produtividade de culturas agrícolas; Através de sensores, e métodos de processamentos de imagens, incorporados a tecnologia de SIG e de GPS para auxiliar na análise das imagens. Nesse processo são usadas imagens de sensores de média resolução espacial (Landsat/TM ou ETM+, CBERS/CCD, SPOT...) e baixa resolução espacial (NOAA/AVHRR, CBERS/WFI, MODIS, SPOT/VEGETATION), o resultado contribui de forma efetiva na elaboração de métodos e sistemas operacionais para estimativa e previsão de safra.

O resultado da técnica pode ser empregado no estudo do ciclo de crescimento vegetacional e na verificação de possíveis interferências no ciclo sazonal de plantações.


Os resultados podem ser utilizados nas seguintes atividades:


  • Monitoramento do ciclo de crescimento;
  • Cálculo de produtividade;
  • Identificação de desmatamentos e áreas queimadas
  • Cálculo de área foliar;
  • Modelagem hidrológica;
  • Cálculo de produtividade; 
  • Balanço de carbono.

 



Exibições: 80

Responder esta

© 2019   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço