Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

ATER - Assistência Técnica e Extensão Rural

Informação

ATER - Assistência Técnica e Extensão Rural

Grupo voltado para discussões sobre o atual modelo de ATER no Brasil.

Local: Brasil
Membros: 72
Última atividade: 14 Mar

Fórum de discussão

Senado aprova a criação da Anater

19/11/2013 - 19h10 Plenário - Votações - Atualizado em 19/11/2013 - 20h26Senado aprova a criação da Anater …Continuar

Iniciado por Marcus Peixoto 22 Nov, 2013.

PLC nº 81/2013 (PL n° 5.740-E, de 2013, na Câmara dos Deputados) - cria a ANATER

O momento é de discussão do conteúdo do , que tramita no Senado Federal e autoriza o Poder…Continuar

Iniciado por Marcus Peixoto 24 Out, 2013.

Auditoria do TCU sobre a PNATER e PRONATER

Caros membros do Grupo,Percebendo uma falta de tópicos neste importante momento para a ATER no Brasil, sugiro uma leitura e debate do relatório de de auditoria operacional realizada em conjunto pela…Continuar

Iniciado por Marcus Peixoto 24 Out, 2013.

EVOLUÇÃO DA EXTENSÃO RURAL 5 respostas 

Há anos atrás a extensão era muito embasada nos pacotes tecnológicos importados e que trouxeram enormes prejuízos ao modelo brasileiro de produção. Imprimiram uma forma de cultivo com base nos…Continuar

Iniciado por Charles Leonel. Última resposta de Cesar Souza 13 Set, 2013.

Caixa de Recados

Comentar

Você precisa ser um membro de ATER - Assistência Técnica e Extensão Rural para adicionar comentários!

Comentário de Eduardo B. Teixeira Mendes em 31 março 2017 às 1:57

Kléber, é muito importante esta informação que você está passando sobre o desenvolvimento de uma política de ATER para médios produtores. Acredito que existam várias formas de facilitar o acesso a assistência técnica, desde convênios, como você disse. Mas recentemente tenho pensado muito na assistência vinculada ao crédito rural.

Sabemos, inúmeros produtores somente tem o contato com profissionais não ligado a revendas, quando eles buscam financiamento nos bancos. O MCR, trata a assistência técnica como opcional... e se ela fosse tornada obrigatória?

Comentário de KLEBER SOUZA DOS SANTOS em 26 março 2017 às 5:08

Certamente, Eduardo. Precisamos lembrar que o "Médio Produtor", que tem importantíssimo papel social, está carente de ATER. Entre os órgãos federais o MAPA, considerando objetivo de universalizar ATER para agricultores familiares e "médios produtores", o MAPA prioriza o atendimento ao"Médio Produtor". Neste sentido está em andamento pesquisa sobre características e demandas dos "Médios Produtores" em todo País; em função desta pesquisa foram efetivados convênios, até o momento, com 14 unidades federativas estaduais mais o DF. Em relação aos escritórios de planejamento (ATER "privada") o MAPA está elaborando critérios para credenciamento de prestadores de ATER (públicos e privados).

Comentário de Eduardo B. Teixeira Mendes em 20 fevereiro 2017 às 0:32

Caro Kleber, a discussão sobre ATER é fundamental. Devemos lembrar que além dos pilares colocados pelo PNATER, que é fundamentalmente destinado ao atendimento do pequeno agricultor.

Mas eu digo, que hoje uma das categorias, mais desassistidas de apoio técnico é o médio agricultor, pois em geral ele não é alvo de políticas públicas, que corretamente atendem os menores, mas em geral o médio produtor também não pode contratar os serviços especializados de grandes empresas de assessoria, como os grandes produtores.

Infelizmente este médio produtor, fica a mercê dos técnicos e agrônomos de balcão ou de vendas a domicílio, que não tem compromisso com produção econômica e ambientalmente sustentável.

Eu atuo como ATER privado, buscando atender tanto pequenos como médios produtores. Como meu trabalho não é vinculado a nenhuma atividade de venda ou promoção de produtos, tenho muito compromisso com o meu cliente.

E digo que nesta discussão sobre a ATER, não podemos deixar de lado a ATER Privada.

Comentário de KLEBER SOUZA DOS SANTOS em 19 fevereiro 2017 às 19:45

Realmente, temos muito para conversar sobre ATER. Ainda mais com atual momento vivenciado pelo País. A ANATER continua a existir por lei, mas está em fase de estruturação; entaõ, o que esperamos e queremos sobre o atuação da ANATER para dinamizar a ATER no País? Quais Ministérios teriam capacidade de dinamizar a ATER? Como as entidades de classe poderiam influenciar o processo de ATER, com as condicionantes de universalizar o atendimento com prioridade aos pequenos produtores rurais, com atenção à qualificação dos Extensionistas?

Comentário de Eduardo B. Teixeira Mendes em 2 fevereiro 2017 às 0:16

Caros colegas... será que não temos nada para discutir sobre a ATER no Brasil??? Os debates estão paralisados há meses.

Comentário de KLEBER SOUZA DOS SANTOS em 5 fevereiro 2016 às 1:31

A ANATER está em processo de implementação com a designação de membros após a posse do presidente, engenheiro agrônomo Paulo Guilherme. Importante discutir criticamente o atual momento visando a contribuição da categoria agronômica para a implementação de ATER de qualidade como instrumento de desenvolvimento sócioeconômico!

Comentário de Maria Alcinda Jardim em 1 junho 2015 às 16:26

Pessoal, participei do curso  Asseagri onde aprendi a trabalhar com Geo com Arcgis e Qgis p/ o CAR o legal é que após o curso o prof. nos encaminhou material, exercícios para reforçarmos o que foi visto  no curso. Vale a pena conferir www.asseagimg.com.br Abriram novas inscrições, tenho certeza que irão gostar.

Comentário de Gustavo Santa ClaraRoque da Mata em 24 novembro 2014 às 11:12

 Estou comercializando um produto já consagrado Europa e EUA, na agricultura orgânica- TORTA de Neem Indiano e Óleo de Neem indiano."

Comentário de Marcus Peixoto em 7 julho 2014 às 17:58

Para quem ainda não sabe, saiu o DECRETO Nº 8.252, DE 26 DE MAIO DE 2014 da Anater foi editado. Vai demorar "um pouco" até serem instituídos a Diretoria-Executiva, o Conselho de Administração, o Conselho Fiscal, o Conselho Assessor Nacional.

Depois de constituídos, segundo o Decreto, teremos de esperar por:

  • aprovação do estatuto social (pelo Conselho de Administração, 60 dias após criado)
  • política de atuação institucional,
  • planejamento estratégico,
  • plano de trabalho anual,
  • proposta do orçamento-programa e o plano de aplicações,
  • plano de gestão de pessoal e ao plano de cargos, salários e benefícios, e o quadro de pessoal;
  • regulamento para o credenciamento de pessoas físicas e jurídicas para a prestação de serviços de assistência técnica e extensão rural; e o regulamento de licitações e contratos, convênios e instrumentos congêneres relativos a obras, serviços, inclusive de publicidade, compras, alienações e locações (até 26 de setembro).

  • valor da remuneração dos membros da Diretoria-Executiva

  • contrato de gestão com o Ministério do Desenvolvimento Agrário
  • seleção para admissão de pessoal (concurso público)

Além disso a Anater terá que ter uma sede plenamente instalada, e terá que definir os padrões de atuação dos técnicos, treina-los, supervisionar os trabalhos, etc.

Me palpite é de que, na melhor e mais otimista das hipóteses, seus trabalhos se iniciarão somente em 2015.

Comentário de KLEBER SOUZA DOS SANTOS em 6 julho 2014 às 21:10

A atual fase de implementação da ANATER constitui grande oportunidade para a categoria agronômica retomar o protagonismo na construção de políticas públicas.

 

Membros (71)

 
 
 

© 2018   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

Offline

Vídeo ao vivo