Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

Geoprocessamento

Informação

Geoprocessamento

Aos profissionais da Agrônomia que trabalham ou gostam de Geotecnologias.

Membros: 139
Última atividade: 7 Out

Fórum de discussão

Oportunidade de Negócios 5 respostas 

Olá ,Estamos buscando de parceiros de negócios para atuar na indicação (remunerada) em compra e venda áreas de terra (plantio, cerrado e reflorestamento) em todo o território nacional.…Continuar

Iniciado por Fabio Queiroz. Última resposta de Amélia Simões Schwertner 1 Mar, 2015.

Caixa de Recados

Comentar

Você precisa ser um membro de Geoprocessamento para adicionar comentários!

Comentário de Caetano Raphael Cardoso em 5 novembro 2010 às 9:43
Obrigado Raul
Essas informações serão de grande utilidade
Vou correr atras de cada uma delas...
Só tem um probleminha.. Quando a coisa apertar...SOS Raul

Abraço
Comentário de Raul em 5 novembro 2010 às 3:26
Caro colega em primeiro fico feliz pelo seu interesse pelo assunto; saiba que geoprocessamento é um presente crescente, hoje está deste um mapa em um livro das séries iniciais até grandes pesquisas, projetos e teses. Observando seu perfil percebi que será de grande utilidade na sua área de trabalho, como é na minha, não só no enriquecimento estético dos teus projetos mais geração de dados para melhor direcioná-los e até executá-los.

Em resposta:

Caro Caetano no seu caso específico, é possível sim com o uso de um SIG executar não só o mapa de declividade da tua área de trabalho como também mapa hipsométrico, extrair topos de morros, delimitar APP, mapear as classes do uso do solo e também mapear as classes de aptidão agrícola dessa área, e até gerar MNT apartir de uma imagem SRTM redefinida, tudo sempre em função do objetivo do projeto. Basta que você entenda como funciona o spring, conhecimento em geodésica, projeções cartográficas, sensoriamento remoto entre outros, além do estudo das ferramentas computacionais, como o spring, para isso existe muitas apostilas, tutorias e rotinas na internet.
Quanto a sua frustrada tentativo posso aqui de da uma ajuda de forma bem sintetizada:
Entenda, para que um SIG cumpra sua finalidade, há a necessidade de dados. A aquisição de dados em geoprocessamento deve partir de uma definição clara dos parâmetros, indicadores e variáveis, que serão necessários ao projeto a ser implementado.
Não basta você ter uma imagem composta na área de projeto no spring “imagem essa sem respostas espectral nenhuma”, porque você não teria condições de fazer visualmente analises complexas necessárias para execução do teu projeto. Como você deve saber que um SIG utiliza técnicas matemáticas e computacionais para tratamento das informações cartográficas, permitindo análises complexas, ao integrar dados de diversas fontes.
Você deve primeiro levantar dados que iram subsidiar o projeto em órgãos apropriados(IBGE,DSG,prefeituras,DHN,ICA,CPRM,EMBRAPA,IBAM,INPE e outros). Dados esses no seu caso especifico:
-Mapa Base (Planialtimetrico,solo,geologia) de preferência em escala pequena, porque quanto menor a escala mais precisão no resultado, Cena Orbital registrada ex:Imagens orbitais TM Landsat-7, utilizadas para análise da paisagem e estabelecimento do uso atual das terras,GPS para levantamento da área em estudo, Dados de campo, Dado Climatológico etc...
Para trabalha com esses dados em meio digital, você cria um banco de dados e configura o seu projeto no SIG, não esqueça de definir a área de projeção do projeto. Volto a dizer, para isso existe tutorias na internet, http://www.dpi.inpe.br/spring/portugues/manuais.html.
Após criado o banco de dados e o projeto com seus devidos modelos de dados no spring , você começa a importar os dados levantados em meio digital, cada um na sua devida entidade e categoria. Daí é só gerar mapa de declivida, altitude, cruzar informações, e fazer as analises que o programa permite em busca do teu resultado.
Obs:
Os Bancos de Dados do Spring podem ser construídos por Gerenciadores de Bancos de Dados diferentes como DBase, Access, Oracle, MySQL, PosgreSQL. Nos SIGs utilizando Spring o gerenciador mais utilizado tem sido o Access e Dbase.
Comentário de Caetano Raphael Cardoso em 4 novembro 2010 às 18:55
Tenho estudado um pouco sobre geoprocessamento...de forma auto didata. Leio uma coisa aqui, outra lá.... E na veredade o que tenho é um mosaico meio desconectado. Entendo o processo, mas esbarro no dominio de softwares livres como o spring por exemplo.
Fiz um curso no instituto de pericias de SC sobre avaliação de imóveis rurais. Num determinado momento é preciso levantar as classes de capacidade de uso do solo. Aí dizem que o spring aproxima o terreno em até 20 metros de altura, podendo -se assim observar com clareza o relevo, a vegetação. Tentei mas perdi de 10 x 0 do spring 5.1.6 . Uma outra coisa legal foi o que tu levantou sobre as possibilidades do uso da imagem. É fantastico.
 

Membros (139)

 
 
 

© 2019   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço