Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

Achei interessante essa notícia em um site de notícias português sobre o estádio de Alvalade.

O Arthur tinha já comentado sobre esse problema no Alvalade do sombreamento no lado sul, no curso de Gramdos, mas parece que os fungos também estão sendo um grave problema.

 

A notícia:

O presidente do Sporting, José Eduardo Bettencourt, confirmou neste domingo que pode instalar grama sintética no José Alvalade. Inaugurado em 2003, um ano antes da Eurocopa disputada em Portugal, o estádio já teve seu gramado trocado sete vezes, mas os problemas com fungos no gramado persistem.
Os problemas do estádio do Sporting foram atribuídos a um defeito arquitetônico: a parte norte é mais exposta ao sol que a sul, o que tornou mais fácil a propagação de fungos no campo.
Em declarações aos jornalistas, Bettencourt afirmou que os jogadores do Sporting, entre eles os brasileiros Anderson Polga, Tales Souza e Liédson (naturalizado português), estão sendo prejudicados por atuarem em um campo que não os favorece.
O custo do gramado sintético, de acordo com a imprensa portuguesa, se estima em 200 mil euros, mas implicaria em menores despesas para manutenção.

Exibições: 238

Respostas a este tópico

É fato o problema severo de sombra no Estádio José de Alvalade, que já visitei 03 vezes e que tem a Enga Agrônoma Filipa Mateus como responsável técnica. Tem sido feitas inúmeras mudanças no manejo e o gramado melhorou muito, por conseguinte, não acredito que a troca para o gramado sintético vá resolver.

Tem de se responsabilizar "arquitetos" que projetam Estádios onde o gramado não pode sobreviver. . .

Foto abaixo numa das visitas ao Estádio - 2011

Não sei qual era o horário que foi tirada a foto, mas já pode perceber a extensão da sombra.

RSS

© 2020   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço