Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

Informação

GRAMADOS ESPORTIVOS

Grupo destinado à discussão sobre a importância dos Gramados Esportivos e do Eng Agrônomo, como profissional responsável pelos projetos, execução e manutenção dos mesmos (Campos de Golf, Campos de Futebol, Pólo, Bowls, tenis, etc)

Membros: 201
Última atividade: 10 Jun

PROFISSIONALIZAÇÃO

É impressionante como ainda vemos hábitos errados, porém arraigados, na construção dos gramados esportivos, principalmente os de futebol. Solos argilosos, terra vegetal, manilhas porosas, material orgânico de procedência duvidosa, irrigação errada, etc., são alguns exemplos destes usos tão nefastos à qualidade dos gramados nacionais.

Ainda há leigos e até profissionais que trabalham para empresas, clubes, prefeituras e governos estaduais, utilizando materiais e hábitos inteiramente defasados em construção, reforma e manutenção de gramados de futebol.

Embora haja no Brasil profissionais com expertise e know-how em gramados esportivos, o que vemos, via de regra, é a cópia de projetos e práticas inteiramente defasadas que não só contribuem para termos péssimos gramados, como prejudicam mesmo a qualidade geral dos mesmos. Tudo isto sob a desculpa do “menor custo” (licitações Municipais e estaduais).

 

Com a chegada dos grandes eventos esportivos no Brasil, empresas e profissionais estrangeiros se aproximam com projetos e soluções instantâneas. . . Muitas vezes sem visto de trabalho no País, sem reconhecimento de diploma de graduação ou registro no sistema CONFEA/CREAs... Ou seja, sem haver nenhum tipo de responsabilização se algo ocorrer de errado! Pois sem visto de trabalho, sem registro de ART, que tipo de responsabilização pode haver???


Mas, na verdade, o que falta é profissionalismo e conhecimento de causa aos gestores/administradores de Estádios e CTs na condução dos processos de construção, reforma e manutenção dos campos de futebol, para que se obtenha o melhor custo (e não necessariamente o menor). Isso se dá porque há um viés político muito explícito, na ocupação desses cargos.

Projetos bem dimensionados, com materiais e práticas modernas de construção e manutenção, contribuem para a alta qualidade final de um gramado esportivo, bem como para sua durabilidade elevada, dentro dos modernos conceitos de sustentabilidade. E é atribuição do Eng Agrônomo atuar nessa área, desde o projeto, até à manutenção do gramado.


ARTUR MELO


Fórum de discussão

VII SIGRA

O VII SIGRA (Simpósio sobre Gramados) será realizado nos dias 9 e 10 de Junho, na cidade de Botucatu-SP. Informações e inscrições abertas no site: …Continuar

Iniciado por Thomas Fiore de Andrade 24 Mar, 2015.

Atribuição de Responsabilidade Técnica 4 respostas 

 A REVISTA do CREA-MS, publica em sua última edição (52), artigo que defende a Atribuição de Responsabilidade Técnica dos Gramados Esportivos ao Eng. Agrônomo, uma vez que dos profissionais do…Continuar

Iniciado por Artur Melo. Última resposta de rondinelle oliveira 25 Jul, 2013.

FALTA DE ESTRUTURA DO FUTEBOL CARIOCA 6 respostas 

O Técnico Campeão Brasileiro, Muricy Ramalho, reclama da falta de estrutura do Futebol Carioca, que vive do talento, sem que os Clubes façam os investimentos necessários em estrutura:…Continuar

Iniciado por Artur Melo. Última resposta de Márcio Bueno Morais 10 Jul, 2013.

Sombreamento no Gramado 2 respostas 

Achei interessante essa notícia em um site de notícias português sobre o estádio de Alvalade.O Arthur tinha já comentado sobre esse problema no Alvalade do sombreamento no lado sul, no curso de…Continuar

Iniciado por Tiago Rezende. Última resposta de Tiago Rezende 8 Abr, 2013.

Caixa de Recados

Comentar

Você precisa ser um membro de GRAMADOS ESPORTIVOS para adicionar comentários!

Comentário de Artur Melo em 16 abril 2015 às 11:51
Comentário de Artur Melo em 24 março 2015 às 9:21

Mais do que isso, Willian, Conforme colocado em várias palestras, não há nada de errado com a drenagem do gramado do Maracanã, que foi bem executada.

Ocorre é que na obra do PAN2017 o campo teve sua cota rebaixada para atender a curva de visibilidade de colocação de cadeiras onde era a geral. Daí ficou em cota desfavorável em relação às áreas de entorno do Estádio e do Rio Maracanã. Tanto que, tão logo a água baixou no entorno, a drenagem rapidamente atuou (tinha cota para escoamento) e houve condições de jogo.

Abs Artur

Comentário de Willian Luis de Lima em 23 março 2015 às 22:35

Concordo Gilberto..

A chuva foi aquelas das piores que se podem ter (grande periodo de chuva amena antes e depois uma 'tromba' d'água) o sistema já encharcado leva seu tempo a conseguir drenar toda, porém funcionou eficientemente dando condições muito melhor que o estadio onde o Corinthians jogou, que mesmo sem chuva estava igual um chiqueiro.

Mas aquela velha história, quem pouco sabe muito fala, ele foi infeliz no comentário 

Comentário de Gilberto Fugimoto em 23 março 2015 às 22:16

Achei injusta a crítica da imprensa para o Flamengo X Vasco deste domingo (22/03/15) no Maracanã. Houve meia hora de chuva pesada (ou mais) que encharcou o campo mas que, em 30 minutos de partida parada, deixou o campo completamente seco pelo sistema de drenagem a vácuo ali instalado. 

A Band (leia-se Boechat) achou um absurdo que o campo com aquele custo tivesse "virado uma piscina". 

O que se viu depois que o jogo recomeçou foi um campo completamente seco sem poças ou o menor resquício de chuva.

O que acham?

Comentário de Artur Melo em 6 agosto 2014 às 17:30

Palestra em 06/08/2014 em São Paulo - Husqvarna

Comentário de Artur Melo em 2 agosto 2014 às 18:59

Comentário de Amistander Santos em 7 julho 2014 às 18:08

Valeu Enio Sicchiero Junior, vejo que não estou sozinho nessa ideia. Por um lado o mercado pede profissionais altamente qualificado na área, mas do outro, falta cursos de qualificação. Em Portugal tem um mestrado em gramados esportivos, na Argentina tem um curso de um ano também só sobre gramados esportivos. Um curso desse nível no Brasil, iria proporcionar um grande salto de qualidade nos gramados e dos profissionais na área. Eu entrei messe mercado a pouco tempo desde 2013 em um curso que fiz de 24 horas no Rio e percebi um grande potencial de crescimento. um abraço

Comentário de Denizart Pirotello Vidigal em 7 julho 2014 às 11:55

A revista Irrigazine de junho/14 publicou artigo de José Giacoia Neto sobre a irrigação nos gramados da Copa.

Interessados podem visitar o site www.irrigazine.com.br ou o facebook : https://www.facebook.com/pages/Irrigazine/102327316525230#!/pages/I...

Comentário de Gilberto Fugimoto em 5 julho 2014 às 13:25

Prezados,

Vi agora, alertado pelo colega Eduardo Mendes, a matéria da Carta Capital com entrevista do Artur sobre a qualidade dos gramados na Copa.

http://www.cartacapital.com.br/sociedade/gramados-empresa-culpa-fif...

Comentário de Enio Sicchiero Junior em 5 junho 2014 às 19:59

Desculpe-me  -  Amistander, isso é pelo seu comentário...

 

Membros (201)

 
 
 

© 2020   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço