Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

Manejo e Conservação dos Recursos Naturais

Informação

Manejo e Conservação dos Recursos Naturais

Membros: 132
Última atividade: 16 Jun, 2016

Fórum de discussão

Desenvolvimento Sustentável 4 respostas 

Excluir comentárioDesenvolvimento Sustentável. Como produzir mais sem afetar o meio…Continuar

Iniciado por Fúlvio. Última resposta de Thelma Santos de Mélo 7 Mar, 2015.

5 vagas para Representantes Comerciais - Paraná

Ola.A empresa Caltec Química Industrial S/A, busca representantes comerciais (com experiência) para fazer trabalhos de campo na área de Corretivos Agrícolas nas regiões de Guarapuava, Campo Mourão,…Continuar

Iniciado por Fabiano Lenzi 1 Ago, 2014.

Grupo de Trabalho da Rio+20 do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia

Prezados amigos,Sou Ibá dos Santos Silva, Engenheiro Agrônomo, Coordenador do GT Rio+20 do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia, CONFEA.Como Grupo de Trabalho  participamos como membros da…Continuar

Iniciado por Ibá dos Santos Silva 22 Abr, 2013.

Caixa de Recados

Comentar

Você precisa ser um membro de Manejo e Conservação dos Recursos Naturais para adicionar comentários!

Comentário de Joaquim Alves da Costa Junior em 30 abril 2014 às 10:36

Comentário de Luiza Callado em 15 março 2013 às 9:34

Atenção Engenheiros!

Interessados em pós graduação no Rio de Janeiro, entrem em contato com a Escola Nacional de Botanica Tropical do Jardim Botanico. Ainda há como se inscrever para o curso Pòs graduação em Gestão da Biodiversidade.  

 

http://www.jbrj.gov.br/enbt/extensao/index%20bio.html

Comentário de Sindicato dos Engenheiros RS em 31 outubro 2012 às 15:41

No dia 8 de novembro, o SENGE-RS realiza o Seminário Alimento Seguro e Responsabilidade Técnica, com inscrições gratuitas. 
Conheça a programação em http://bit.ly/PHwCNn  e participe!

Comentário de Fúlvio em 21 julho 2012 às 0:04

Tenho 2 ha de mata nativa, alguém sabe se tem como alguém comprá-la ou alugá-la para servir como reserva legal para outras propriedades?

Comentário de Paulo Manzano em 11 julho 2012 às 1:07

Sempre procurei desenvolver uma agricultura sustentável, fis um curso de controle alternativo de pragas e doenças e gostaria de desenvolver algum trabalho nesta área.

Comentário de Leonardo Silva Carneiro de Sousa em 1 novembro 2011 às 16:12
Olá, gostaria de me inserir neste tema do qual me interessa muito.Tenho uma empresa que é a RNCF-Engenharia. Nesta empresa, trabalhamos com recursos naturais, conservação e florestas.Se alguém se interessar, podemos discutir uma série de informações relevantes ao tema.
Comentário de marco aurelio dos santos em 21 outubro 2011 às 8:59

Acessem meu blog e vejam o sucesso do gel de plantio.

Obrigado

Comentário de Gilberto Fugimoto em 28 setembro 2011 às 16:36

Ontem a Terra entrou em déficit ecológico

 

O planeta Terra entrou ontem, dia 27 de setembro, em déficit ecológico, entendendo como tal a diferença entre os recursos naturais disponíveis anualmente e aqueles destruídos pela humanidade. Segundo os últimos dados da Global Footprint Network (Rede da Pegada Ecológica Global) e do centro de estudos londrinense NEF (sigla em inglês da Fundação para uma Nova Economia), criadores do Dia da Pegada Ecológica, no atual ritmo de consumo dos recursos produzidos pelo planeta permite satisfazer a demanda desses recursos apenas até o dia 27 de setembro: tudo o mais que consumimos até o final do ano é a conta de recursos que o Planeta não pode produzir e de contaminantes que a terra não é capaz de absorver.


A reportagem é de Walter Oppenheimer e está publicada no jornal espanhol El País, 27-09-2011. A tradução é do Cepat.

“Vivemos acima das possibilidades ecológicas do Planeta, degradando os fundamentos que sustentam a nossa própria existência sobre a Terra”, denuncia Aniol Esteban, chefe de Economia Ambiental da NEF. Na sua opinião, isso se deve ao fato de que o sistema econômico mundial se baseia em um crescimento infinito do consumo em um planeta finito. “É preciso efetuar uma transição para um modelo econômico que não dependa desse crescimento (consumo), mas que seja capaz de gerar emprego e nos prover de serviços sociais, pensões, etc.”, aponta Esteban.


Mas as soluções que oferece para resolver esse problema parecem mais uma lista de bons desejos do que propostas concretas: “Medir e avaliar aquilo que importa às pessoas; corrigir preços para que refletim o valor (custo) real; desenvolver novos indicadores econômicos e de progresso para complementar o PIB; criar um contexto que favoreça a atividade empresarial responsável (social e ambientalmente); repartir o trabalho entre a população; investimentos em atividades que criam valor positivo para a sociedade”.


Uns contaminam mais que outros. A população do globo necessitaria de cinco planetas para viver no ritmo de consumo de recursos de um cidadão dos Estados Unidos e três planetas para viver como um espanhol. Mas apenas um planeta para viver como um cidadão da Índia. A Espanha consome 3,35 vezes mais que sua biocapacidade: se os espanhóis tivessem que subsistir com seus próprios recursos, ao ritmo atual estes teriam se esgotado no dia 19 de abril. “Bem geridos, os recursos naturais renováveis podem ser uma fonte infinita de alimentos, emprego e benefícios econômicos. Mal administrados, colocamos em risco sua capacidade de gerar benefícios para sempre”, adverte Aniol Esteban
 

Membros (131)

 
 
 

© 2017   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

Offline

Vídeo ao vivo