Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

Custos de reposição de benfeitorias não produtivas, no contexto das avaliações de imóveis rurais

A NBR 14.653-3 recomenda  que as benfeitorias não produtivas devem ter seus valores obtidos através de seus custos de reposição, isto é, deve-se apresentar um orçamento analítico sobre a benfeitoria não produtiva. Este fato torna nosso trabalho enquanto avaliadores de imóveis rurais, um tanto penoso e demorado pois não existem orçamentos analíticos sobre todas (e são muitas!) ou sobre a maioria das benfeitorias passíveis de serem encontradas no meio rural. PERGUNTO:- Como vocês estão contornando essa situação?

Pois bem....eu milito nessa área há mais de 10 anos, e para isso criei meu banco de dados sobre custos de reposição de benfeitorias, produtivas e não produtivas. São centenas de benfeitorias cujos orçamentos analíticos eu os criei em planilha eletrônica. Assim, o meu banco de dados facilita muito o meu trabalho.

Exibições: 798

Respostas a este tópico

Olá, Nelson Moreira de Andrade,

Ao tempo que dou-lhe as minhas boas vindas ao Grupo "Perícias e avaliações rurais", quero também parabenizar-lhe pela iniciativa de criar um banco de dados que facilite a elaboração de orçamentos analíticos e a avaliação de benfeitorias não reprodutivas. Como você sabe, por meio de um banco de dados, é possível resolver a grande maioria dos casos de avaliação de benfeitorias não reprodutivas e isso significa um importante passo, no sentido de facilitar o trabalho e minimizar custos. Com isso, restariam dependentes de orçamentos analíticos apenas os casos específicos, não contemplados pelo referido banco de dados.   

É isso aí, Eliezer.

Só não consigo imaginar, como alguém faria uma avaliação de imóvel rural, atendendo as diretrizes da NBR 14653-3, sem um banco de dados confiável. Imagino que seria um trabalho penoso construir os orçamento analíticos de  benfeitorias não produtivas passíveis de se encontrar  em um imóvel rural, em curto espaço de tempo, e por consequencia, com custos reduzidos. Um imóvel rural, por menor que seja, se apresenta com várias benfeitorias não produtivas, como por exemplo, estradas internas, rede interna de eletrificação, cercas perimetral e internas,barragens, fossas sépticas, poço artesiano ou cisterna, etc... além das edificações para as mais diversas finalidades.

Assim, entendo que a aproximação dos Engenheiros Agrônomos através desta rede, poderá ser extremamente importante na capacitação dos colegas, visando oferecer ao mercado de consumo, produto de qualidade, pois aquilo que não tem qualidade, não tem valor econômico e em nada contribui para a valorização de nossa classe.

Caro Nelson,

Eu tenho feito exatamente como você tem feito, so que nao tenho o banco de dados!

Abraços

uééé.....então como  você faz os cálculos dos valores das benfeitorias?

Se for como estou pensando, haja tempo!


 
Ronaldo Santos disse:

Caro Nelson,

Eu tenho feito exatamente como você tem feito, so que nao tenho o banco de dados!

Abraços

RSS

© 2018   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

Offline

Vídeo ao vivo