Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

Milhares de propriedades rurais de todo o Brasil já foram inseridas no Cadastro Ambiental Rural - CAR, mas ainda faltam uns 4 milhões que estão na fila. Para a recomposição das áreas de preservação permanentes - APPs, em muitas delas será recomendado o plantio de mudas florestais (de espécies nativas e outras). É inimaginável a quantidade de substrato que será necessário para a formação das mesmas, quando ainda estiverem no viveiro de mudas. Essa é uma questão.

A outra, vem da possibilidade de usarmos como substrato o material oriundo da compostagem dos resíduos sólidos urbanos - RSU (ou lixo doméstico). Se as Prefeituras Municipais priorizassem a compostagem, gastariam menos da metade do seu orçamento (estimado em 5% do total) em sua destinação (aterros sanitários), já que quase 60% do nosso lixo é matéria orgânica.

A pergunta que lanço para discussão é: vale a pena investir nesse substrato, ou ele (talvez pelo teor de metais pesados) é inviável tecnicamente para fins de produção de mudas florestais ?

Exibições: 328

Respostas a este tópico

Prezado José,

Esta visão sua deverá ser a visão dos gestores em municipais, pois essa sua idéia sendo implementada será a solução para fornecer substrato localmente. 

Todos os municípios deveriam ter uma compostagem municipal, é a lógica correta de uma visão racional e técnica do uso correto com o aproveitamento do resíduo do Programa Municipal de Resíduos Sólidos, PMRS, todos os municípios devem implantar o que diz na lei, e a compostagem deverá ser o ponto principal deste sistema e vem a ser a salvação da lavoura para o reflorestamento das áreas de APP e RL para as áreas degradadas e que precisam ser reflorestadas pelo PRA que vai ser gerado a partir do CAR. 

Lógico de vale a pena investir neste substrato, e tendo ou não traços de metais pesados é viável tecnicamente para produção de mudas florestais nativas. 

Agora, as prefeituras são muito desorganizadas e seus gestores são na sua maioria despreparados e suas equipes são desarticuladas com o contexto técnico e com pouca visão técnica de gestão e muitos nem sabem o que fazer, e ai que abri uma vasta oportunidade para os bons e eficientes técnicos agronômicos para prestar este serviço e dar essa consultoria técnica.

Gustavo,

Que as Prefeituras não contam com equipe técnica para equacionar e resolver o problema do lixo, acabamos de ver com a prorrogação da Lei dos Resíduos Sólidos de 2014 para 2018. Dado o teor de metais pesados (Mercúrio, inclusive) e fragmentos de materiais perfuro-cortantes (possível presença de lâminas metálicas e lascas de vidro) no composto gerado nas Usinas de Compostagem, eu temia que não fosse indicado o seu manuseio nos saquinhos de plástico. A minha proposição é que nos antecipemos à grande demanda por mudas florestais do CAR para estimar parâmetros como quilos de composto por hectare plantado, viveiristas e ensacadores por mil mudas, R$/hectare de viveiro, e outros. O interesse das Prefeituras não deveria se limitar à produção de mudas só para atender o CAR mas, também, para a arborização urbana e o paisagismo, dos quais as nossas cidades se ressentem muito. O que acha ?

Eu acho muito pertinente as suas colocações, muito atuais. Imagino que este curso do CAR está lhe deixando muito atento as próximas etapas e o que vem por ai, muito interessante o seu pensamento desejoso, eu por outro lado produzir com substrato por mim criado a partir de substrato de usina de cana de açucar misturado com calcário e gesso agrícola, produzimos um excelente substrato e produzimos mais de 500 mil mudas de nativas, me registrei no MAPA, com registro no RENASEM, e esperei que com a aprovação do novo código florestal todos os gestores municipais e secretarias estaduais e empresas sob multas e TAC iriam me procurar para executar o reflorestamento, mas a realidade é outra, estes orgãos não fiscalizam, e os executados pelo TAC não se mexem porque o orgão não fiscaliza a execução e o ciclo de ineficiencia e se prevaricação está estalado em todas as esferas do estado. Mas é muito importante os seus argumentos e suas preocupacões. Boa sorte e vamos em frente.

Na verdade o que o deveria funcionar era que todos os municípios deveriam ter na secretaria de agricultura um engenheiro agrônomo contratado para executar as necessidades do campo do município. 

de acordo com a lei ambiental já consolidada no Brasil, precisamos reflorestar obedecendo estes limites, e não precisamos esperar CAR e nem PRA, a lei é antiga, agora começou essa "brincadeira" de CAR e PRA e agora vai? Espero que comecem a reflorestar !! Estou já de cabelo branco e cheio de mudas e ainda nada começou!! Vamos reflorestar e colocar os que são contra para longe do nosso caminho. As mudas devem ser produzidas localmente, respeitando a ecofisiologia local e preservando a fitofisionomia local das espécie. É PROIBIDO PELA LEI REFLORESTAR EM UM ESTADO COM MUDAS DE OUTRO ESTADO COM OUTRA FITOFISIONOMIA. TEMOS QUE FICAR ATENTO, PORQUE TEM EMPRESAS QUERENDO COMPRAR MUDAS DE EMPRESAS DE OUTROS ESTADOS POR ESQUEMA DE PREÇOS E FACILIDADES E DESRESPEITANDO A FITOFISIONOMIA DAS ESPÉCIES DO BIOMA LOCAL, ISSO É CRIME!!!

Gustavo,

Pelo que escreveu, me parece que você é um viveirista (esse é o termo correto ?), não ? Você também afirmou que a produção de mudas deve ser Estadual. Você é aqui do estado do Rio de Janeiro ou de qual UF ? Seria possível divulgar aproximadamente o custo de produção de uma muda de espécie nativa aqui da Mata Atlântica ? No custo de produção de mudas, qual a porcentagem do preço do substrato, em comparação com a compra da semente e da sua manutenção até ir ao campo ? Dispõe de algum projeto de Viveiro de Mudas, com irrigação instalada, que pudesse disponibilizar aqui na Rede Agronomia ? Na sua opinião, quem deveria divulgar para os agricultores (cadastrados no CAR) que a sua empresa é fornecedora de mudas para plantio ?

Sou de Recife-PE. 

O custo depende de vários itens. volume de substrato produzido, preço de compra do substrato, dos ingredientes, trabalhador, etc.

Sou consultor independente. Engenehiro Agrônomo. Cadastrado no RENASEM/MAPA. 

Quem deveria comprar as mudas era a secretaria de meio ambiente municipal e estadual e federal. As empresas com passivos ambientais e sob TAC.

Os viveiristas que estão comigo como parceiros são assentados da reforma agrária, trabalhadores rurais e produzimos 500 mil mudas, as sementes são adquiridas de reservas estaduais preservadas no nosso entorno.

Como manda a LEI, estamos prontos para reflorestar no nosso entorno.

RSS

© 2020   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço