Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

Informação

TRANSGÊNICOS

Existem realmente riscos no cultivo e na alimentação a base de plantas geneticamente modificadas(OGM)?

Quais os avanços tecnológicos conseguidos com cultivares transgênicos?

VAMOS COMPARTILHAR NOSSAS EXPERIÊNCIAS

Membros: 104
Última atividade: 29 Nov

Fórum de discussão

Os Transgênicos e as novas pragas

Eu gostaria de discutir com o pessoal daqui do grupo como tem sido a experiência de vocês com o manejo de pragas em culturas transgênicas, pois eu vi muitas lavoura com tecnologia BT e similares…Continuar

Iniciado por Eduardo B. Teixeira Mendes 5 Abr, 2014.

DOW APOSTA EM TRANSGÊNICO RESISTENTE A TRÊS DIFERENTES HERBICIDAS 1 resposta 

A Dow AgroSciences está colocando todas as fichas em um novo transgênico e na renovação de um antigo - e controverso - agrotóxico para desafiar a hegemonia da tecnologia Roundup Ready, da Monsanto,…Continuar

Iniciado por Jorge Antonio RJ. Última resposta de Marcos Roberto Pimpinati Aranda 19 Ago, 2013.

Lançamentos de sementes transgenicas no Brasil sob análise da CTNBio

"Todas as liberações nesse sentido precisam de uma atenção especial", diz o engenheiro agrônomo Leonardo MelgarejoO mercado brasileiro deverá contar, a partir de outubro, com três novas variedades de…Continuar

Iniciado por Jorge Antonio RJ 19 Ago, 2013.

Lançamento do ENLIST - Polêmica atrasa sinal verde dos americanos

O lançamento do Enlist nos Estados Unidos está pelo menos dois anos atrasado e não deverá acontecer antes de 2015, na melhor das hipóteses. O principal obstáculo da Dow é convencer as autoridades…Continuar

Iniciado por Jorge Antonio RJ 19 Ago, 2013.

Caixa de Recados

Comentar

Você precisa ser um membro de TRANSGÊNICOS para adicionar comentários!

Comentário de Primeira Escolha EAD em 8 agosto 2017 às 9:00

Comentário de Francisco Cezar Dias em 23 janeiro 2017 às 21:22

Matéria de cunho ideológico, com o objetivo claro de desqualificar tecnologias que estão elevando a capacidade de produção de alimentos.

A pesquisa somente acelerou um processo que ocorre na natureza porque se depender dos ecotec de plantão, viveremos dos produtos industrializados produzidos no universo inglês do mundo.

Comentário de Jose Luiz M Garcia em 23 janeiro 2017 às 21:03

Convido a todos os colegas que ainda não conhecem o Blog do Instituto de Agricultura Biológica para o visitarem em :

www.institutodeagriculturabiológica.org

Vários artigos de interesse para quem quiser fazer uma agricultura mais limpa, com maior produtividade e com menor custo.

Aproveitem

Jose Luiz

Comentário de Gilberto Fugimoto em 4 janeiro 2017 às 18:00

Comentário de Gilberto Fugimoto em 4 janeiro 2017 às 17:38

Milho transgênico provoca câncer em ratos, aponta pesquisa na França

As TVs não param de mostrar imagens impressionantes de ratos com tumores imensos. O governo francês acionou as agências de segurança alimentar europeias.

Na França, uma pesquisa que acaba de ser divulgada mostra que o milho transgênico provoca câncer em ratos. Os resultados alarmantes do estudo ganharam grande destaque na imprensa e o chamado escândalo de saúde pública já causa polêmica. As TVs não param de mostrar imagens impressionantes de ratos com tumores imensos depois de terem sido alimentados com transgênicos. O governo francês acionou as agências de segurança alimentar europeias e pediu que elas analisassem esses resultados.

Pesquisadores da Universidade de Caen fizeram o estudo em total sigilo durante dois anos, com 200 ratos. O estudo da tem a particularidade de ser o primeiro realizado por um período longo. Até hoje, as pesquisas para demonstrar a inocuidade dos transgênicos à saúde cobriam um período de no máximo 90 dias de observação. Segundo especialistas, as doenças começam a se manifestar justamente a partir do quarto mês.

A comentarista de economia Flavia Oliveira ressalta que a modificação genética aumenta muito a produtividade no campo, mas é preciso ter um cuidado muito grande com as consequências disso

Comentário de Francisco Cezar Dias em 4 janeiro 2017 às 14:43

Pobre glifosato, pobres seres humanos e pobres cientistas.

Toda a tecnologia a disposição para aplicação de defensivos agrícolas parece que vira pó na mão destes ecosociopatas. Com a missão de produzir alimentos para o mundo, precisamos ouvir bobagens como estas que se referem ao glifosato.

Fazer o quê? Seguimos em frente na busca da eficiência para as propriedades rurais.

Comentário de Jose Luiz M Garcia em 19 maio 2015 às 0:46

Denise,

As más notícias com relação ao Glifosato, no qual grande parte da tecnologia GM está apoiada, não param de chegar.

Vejo no topo dessa mesma página uma mentira que é repetida como um meme ou seja, de que os transgênicos viriam para "reduzir o impacto ambiental , a biodiversidade "e infelizmente não pude mas me conter. Essa mentira é repetida "ad nauseam" e você sabe que uma mentira repetida um milhão de vezes torna-se verdade. Os nazistas foram os primeiros a utilizar essa estratégia.

Infelizmente, para esses mesmos mentirosos, os dados que continuam chegando não são nada bons. A revista THE LANCET ONCOLOGY, a publicação mais respeitada na pesquisa sobre o cancer, recentemente publicou um trabalho da OMS  e sua agencia IARC ( Agencia Internacional para a Pesquisa do Cancer), no qual eles classificam o GLIFOSATO como um "provável CARCINOGÊNICO".

Para quem entende a linguagem conservadora dos cientistas isso significa em bom português : É uma gelada, cai fora. Na escala que vai de 1 a 4 esse grau seria o Grupo 2A - Provavelmente carcinogênico para humanos.

Com o andar da carruagem e com um maior acumulo de dados vamos ver no futuro o que hoje eles já sabem mas o seu conservadorismo os impedem de declarar, que seria o GLIFOSATO passar paro o grau superior ou seja o Grupo 1: Carcinogênico para humanos.

Desde a introdução das sementes OGM em 1996. o volume de GLIFOSATO usado em lavouras nos EUA aumentou de 27 milhões de libras em 1996 para 250 milhões de libras em 2009. Como então essa mentira deslavada estampada no topo dessa página de que "culturas transgênicas reduzem o impacto ao meio ambiente ". Mais agrotóxico significa mais impacto ao meio ambiente. Ou não ?

Para a informação da moça que declarou que "meu pai plantou e produziu muito bem", hoje o milho transgênico vai demandar 3 pulverizações para o controle da lagarta e sendo assim aonde estaria o menor impacto ao meio ambiente ?

Os OGM foram introduzidos com a falsa promessa de reduzir impacto ambiental via redução do uso de agrotóxicos, porém isso realmente não aconteceu.

Gostaria de solicitar a remoção daquela mentira deslavada publicada por uma revista custeada pelas empresas de transgênicos, a revista GM Crops, por que isso depõe contra esse portal e depõe contra a nossa profissão.

Não podemos ser usados como "inocentes úteis" pelas multi nacionais do veneno.

Atenciosamente

Jose Luiz M Garcia

Comentário de Jackson Majewski em 4 junho 2014 às 11:50

Boa colocação Eduardo.... estamos precisando de alguma pauta pra discutirmos e todos colocarem suas opiniões. 

Sugiro voltarmos a falar de uma tema recorrente: A DEPENDÊNCIA DOS PRODUTORES SOBRE OS PACOTES TECNOLÓGICOS ADQUIRIDOS PELAS MULTINACIONAIS. No momento estou fora do campo, por isso gostaria da opinião de alguém que esteja utilizando transgênicos sobre este ponto de vista.

Comentário de Eduardo B. Teixeira Mendes em 4 junho 2014 às 0:53

ACABARAM OS PROBLEMAS COM OS TRANSGÊNICOS!!!!! AFINAL DE CONTAS NINGUÉM AQUI DISCUTE NADA

Comentário de Jackson Majewski em 22 março 2013 às 13:49

É..... a principal critica aos transgênicos é o pacote tecnológico que vc compra junto com a semente, o que traz certa dependencia das empresas.... por outro lado, é como vc mencionou, há uma redução do uso de muitos defensivos, já que ele é transgenico para isso mesmo, e por consequencia produz muito....

MAIS......  NÃO VAMOS ESQUECER DE MANTER VARIEDADES CRIOLAS....

transgenico deve ser a opção de quem nao tem mais opção.....nos casos que realmente não se pode mais usar cultivares melhorados simplesmente...Vamos manter o minimo de coerencia e não banalizar o uso.

 

Membros (104)

 
 
 

© 2017   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

Offline

Vídeo ao vivo