Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

Você já teve algum contato com Enologia ou Viticultura? Já trabalhou com isso, ou já conheceu alguém que trabalha? Já viajou para/conheceu uma grande produção de uvas para vinho?

Conte sua experiência, inclusive sobre a abrangência desse mercado para agrônomos.

Exibições: 312

Respostas a este tópico

Sim, já visitei as seguintes áreas de produção de uvas e vinhos: 1) Vale do vinhedo no Rio Grande do Sul, Brasil; 2) Vale do Maipo, Chile; 3) Vale do Colchagua, Chile; 4) Mendoza, Argentina (perímetro irrigado + cultura da oliva). Vou visitar no mês de maio de 2011: 1) Região da Toscana, Itália; 2) Região do Veneto, Itália; 3) Região da Provença, França; 4) Região de Bordeaux e 5) Região do Vale do Rio Loire.

Também fiz um curso de Sommelier pela Associação Brasileira de Sommeliers - ABS/ RJ, em Penedo, Resende/ RJ, em 2010, com degustação e harmonização culinária.

Estudo, de forma autodidata, a viticultura e a enologia atinentes a agronomia.

O mundo do vinho é surpreendente, pois existem uma diversidade enorme de locais de produção, de tipo de uvas etc...Acho interessante as diferentes estratégias de mercado , num lado  os franceses , que acentuam a questão do terroir e de outro os americanos que iniciaram a divulgação do vinho pelo tipo de uva e acabaram influenciando todo o mercado.

Conheço o Vale dos Vinhedos. Visitei a Valduga,Miolo, Lidio Carraro,  No Chile visitei  a vinícola Concha y Toro e região produtora de Pencahue, que visitei com o engenheiro agronomo chileno Pedro Hidalgo, que desenvolve alguns projetos de irrigação na região de Talca. Pedro também tem uma finca onde já produziu Cabernet Sauvignon e atualmente cultiva amoras organicas. Recentemente estive na Espanha, na região de Mérida, Extrema Dura, visitando um amigo que  produz e comercializa vinho de cooperativas locais. A região não é muito conhecida mais tem vinhos surpreendentes. Provei um vinho branco muito bom da uva Verdejo. A região é extremamente seca , possibilitando uma condição excelente para produção de uvas, com baixa ocorrencia de doenças etc..

Muito interessante, Mario. Conte-nos a respeito do seu estudo autodidata sobre a viticultura: como começou essa paixão? quais os seus materiais de estudo?

Mario Lucio Machado Melo Jr. disse:

Sim, já visitei as seguintes áreas de produção de uvas e vinhos: 1) Vale do vinhedo no Rio Grande do Sul, Brasil; 2) Vale do Maipo, Chile; 3) Vale do Colchagua, Chile; 4) Mendoza, Argentina (perímetro irrigado + cultura da oliva). Vou visitar no mês de maio de 2011: 1) Região da Toscana, Itália; 2) Região do Veneto, Itália; 3) Região da Provença, França; 4) Região de Bordeaux e 5) Região do Vale do Rio Loire.

Também fiz um curso de Sommelier pela Associação Brasileira de Sommeliers - ABS/ RJ, em Penedo, Resende/ RJ, em 2010, com degustação e harmonização culinária.

Estudo, de forma autodidata, a viticultura e a enologia atinentes a agronomia.

Olá, sou estudante de Agronomia na UFSM, participo de projetos de pesquisa na área de uvas e vinho e mantenho um blog com textos de minha autoria sobre o mercado, a produção e tudo o que engloba o setor vitivinícola. Quem quiser dar uma conferida o endereço é "leandroebert.blogspot.com.

há artigos como: O Eng. Agronomo à servíço do vinho, Vinhos transgênicos, globalização do vinho e vários outros.

Leandro;

Os tópicos "tipos de uvas" e "desafios agronomicos em Enologia" foram elaborados exatamente para a divulgação de ideias e pensamentos a respeito dessa área. Seria possivel voce postar seus artigos do blog nesses tópicos, para divulgar seu blog e enriquecer nosso grupo?

  Agradecemos sua presença por aqui.

Larysse


Leandro Correia Ebert disse:

Olá, sou estudante de Agronomia na UFSM, participo de projetos de pesquisa na área de uvas e vinho e mantenho um blog com textos de minha autoria sobre o mercado, a produção e tudo o que engloba o setor vitivinícola. Quem quiser dar uma conferida o endereço é "leandroebert.blogspot.com.

há artigos como: O Eng. Agronomo à servíço do vinho, Vinhos transgênicos, globalização do vinho e vários outros.

Boa-noite agrônomos do Brasil ( se eu estivesse na UFSM, diria, Boa-noite batateiros!) : D

Sou agrônomo formado na UFSM, mestre em Ciência e Tecnologia de Alimentos, pela mesma UFSM, enfase em enologia. Trabalhei no "antigo" NIDAL (não sei se a denominação permanece) com o professor Carlos Eugenio Daudt por 8 anos. A saber um dos mais respeitados pesquisadores em enologia no Brasil. Pós-graduado fui professor na, anteriormente, Escola Agrotécnica Federal de Bento Gonçalves, hoje IFRS. Berço do ensino em enologia no Brasil. Assim como na UFSM, fui professor substituto (ou prostituto, conforme se olhe.), depois da escola trabalhei na iniciativa privada vendendo e assessorando insumos para vinícolas. Ainda, na enologia, trabalhei em duas vinícolas do RS das quais destaco, por ser fora da região tradicional, a Vinhos Dom Robertto em Santa maria, casa da UFSM.

Ou seja, tenho a visão de quem trabalhou em todos os aspectos da enologia, deste fantástico mundo do vinho!

Anexos

RSS

© 2021   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço