Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

Adalberto Pereira Lima
  • Masculino
  • Fortaleza
  • Brasil
Compartilhar no Facebook Compartilhar no Facebook Compartilhar

Amigos de Adalberto Pereira Lima

  • José Boaventura da Rosa Franco
  • RODRIGO AP DELAVELA

Discussões de Adalberto Pereira Lima

O PROGRAMA NACIONAL DE HABITAÇÃO RURAL (MINISTÉRIO DAS CIDADES)
4 respostas 

Prezados colegas,Pasmem para a decisão do CREA-CE.Há mais ou menos um mês, solicitamos a emissão de uma ART para elaboração e execução de um projeto no âmbito do PNHR, para beneficiar agricultores…Continuar

Iniciou esta discussão. Última resposta de Andre Cesar 14 Fev, 2014.

 

Página de Adalberto Pereira Lima

Informações do Perfil

Escola que cursou Agronomia
Escola de Agronomia da Universidade Federal do Ceará
Ano de formatura
1976
Atividade atual:
Consultor Técnico com foco na elaboração e acompanhamento de projetos. Especialista em Permacultura e Licenciatura Plena em Biologia.

Blog de Adalberto Pereira Lima

O PROGRAMA NACIONAL DE HABITAÇÃO RURAL

Postado em 16 novembro 2013 às 19:16 0 Comentários

O PROGRAMA NACIONAL DE HABITAÇÃO RURAL (MINISTÉRIO DAS CIDADES)

Continuar

Caixa de Recados (2 comentários)

Você precisa ser um membro de Rede Agronomia para adicionar comentários!

Entrar em Rede Agronomia

Às 11:51 em 5 outubro 2016, Gustavo Maicon disse...

Adalberto, tudo bem?

O Agrobusca é uma plataforma online de venda de defensivos agrícolas. Através dela você pode disponibilizar um serviço completo para o produtor, desde a prescrição até a entrega dos agroquímicos.

Para você oferecer o menor preço, nós negociamos com a indústria e disponibilizamos tudo em seu celular e computador. Durante a negociação, garantimos todo o suporte necessário e depois que o pedido é realizado, depositamos sua comissão. Pra você não se preocupar, cuidamos da entrega.

Comece a negociar, cadastre-se em: www.agrobusca.com

Se tiver dúvidas, fale conosco em: contato@agrobusca.com

Às 16:35 em 9 outubro 2014, Gilberto Fugimoto disse...

Ola Adalberto,

De fato, embora hoje haja mais vagas que há 25/ 30 anos (a mal fadada década perdida) acredito que seria possível ampliar o nº de vagas fruto de um processo continuado de valorização profissional.

Por outro lado a implantação da ATER deverá abrir vagas no país.

abração

 
 
 

© 2020   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço