Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

Amélia Simões Schwertner
  • Feminino
  • Santa Maria - RS
  • Brasil
Compartilhar no Facebook Compartilhar no Facebook Compartilhar

Grupos de Amélia Simões Schwertner

 

Página de Amélia Simões Schwertner

Informações do Perfil

Escola que cursou Agronomia
UFRGS
Ano de formatura
1972
Atividade atual:
Arquiteta paisagista

Fotos de Amélia Simões Schwertner

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Caixa de Recados (1 comentário)

Você precisa ser um membro de Rede Agronomia para adicionar comentários!

Entrar em Rede Agronomia

Às 14:20 em 15 maio 2012, Artur Melo disse...

Prezada Colega,

O Arquiteto Urbanista, por causa de uma resolução "caduca" do CONFEA, de 1978, é o únivo profissional da área legalmente autorizado a registrar ART de "Paisagismo", no CREA. O termo "paisagismo" é "exclusivo do profissional de Arquitetura.

Nós, Engs Agrônomos e o Florestal, fazemos exetamente a mesma coisa, só que registramos a ART de "Parques e Jardins"... Digo que a resolução é Caduca porque foi feita numa época em que a disciplina de Paisagismo era "optativa" para Engs Agrônomos e Florestais. Há muito tempo, nas boas Instituições de Ensino, é disciplina obrigatória da grade curricular... assim, não haveria porque haver exclusividade no termo, mas a há...

O problema é que há essa PL no Congresso, pode vir a abrir mais ainda o leque de profissionais com  o direito de atuar na área.

Hoje, mesmo somente graduados (Arquitetos e Engs Agrônomos e Florestais) podendo, legalmente, registrar esse tipo de ART ("Paisagismo" ou "Parques e Jardins"), vemos projetos com "plantas de sombra" a pleno sol, "plantas de sol" na sombra, jardineiras com problemas de drenagem (ou sem ela, causando infiltrações), áreas de paisagismo sem irrigação, problemas de pragas e doenças em ornamentais causados por má localização do vegetal no terreno, uso ilegal e indiscriminado de fungicidas e agroquímicos em paisagismo. . . Enfim, com essa PL, a coisa, na minha avaliação, só pode piorar. . . Essa é a questão!!!

Deveríamos nós profissionais (Colegas Arquitetos e Engs Agrônomos/Florestais) unirmo-nos, não só vigiando  essa PL mas também em equipes de trabalho.

Somar o conhecimento de hamonização da forma, cor e porte do Arquiteto, com a Fisiologia vegetal, irrigação e drenagem dos Engs. Para evitar, por exemplo o que vem ocorrendo com os Estádios modernos em que só o Arquiteto faz o projeto e concebe Estádios onde a sobrevivência do gramado (palco do espetáculo futebol) é dificílima por causa do sombreamento das coberturas. . .

Usando um jargão de "boleiros", devemos somar e não dividir aptidões e conhecimentos, nos projetos e vigiando a PL 2043/2011.

Aliás essa PL só poderia vir mesmo da "Classe Política", que vive numa realidade abstrata, tão distante da dos brasileiros que trabalham e pagam impostos que os sustentam!

Um forte abraço,

ARTUR MELO

 
 
 

© 2019   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço