Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

Beatriz Cordeiro Alcantara Cunha
  • Feminino
  • Rio de Janeiro
  • Brasil
Compartilhar no Facebook Compartilhar no Facebook Compartilhar
  • Mensagens de blog
  • Tópicos
  • Eventos
  • Grupos
  • Fotos
  • Álbuns de Fotos
  • Vídeos
 

Página de Beatriz Cordeiro Alcantara Cunha

Últimas atividades

Beatriz Cordeiro Alcantara Cunha atualizaram seus perfis
19 Maio
Beatriz Cordeiro Alcantara Cunha curtiram o evento Irrigação e drenagem de Lais Lorena Queiroz Moreira
19 Maio
Beatriz Cordeiro Alcantara Cunha curtiram o evento Produção de mudas micropropagadas de Clayton Debiasi
19 Maio
CARLOS ALBERTO DE CONTI deixou um comentário para Beatriz Cordeiro Alcantara Cunha
"Oi Beatriz. Trabalho no MAPA em 2 setores sendo um deles o de fertilizantes. Por várias vezes fiscalizamos a Ambiental Lixo Zero, uma empresa situada em Duque de Caxias que produzia um composto orgânico a partir do uso de frutas e…"
15 Dez, 2015
Beatriz Cordeiro Alcantara Cunha é agora um membro de Rede Agronomia
14 Dez, 2015

Informações do Perfil

Escola que cursou Agronomia
UFRRJ
Ano de formatura
2013
Atividade atual:
Engenheira Agrônoma na Prefeitura Municipal de Cachoeiras de Macacu; Gestão de resíduos orgânicos, compostagem, fertilidade do solo e Biotecnologia.

Caixa de Recados (2 comentários)

Você precisa ser um membro de Rede Agronomia para adicionar comentários!

Entrar em Rede Agronomia

Às 14:30 em 9 janeiro 2016, Hugo disse...

Boa tarde, 

Gostariamos de lhe apresentar o Tree T-PEE, uma ideia revolucionária vinda da Flórida que visa a economia de água e antecipação do retorno de seu investimento. 

Todas as informações em www.treetpeelatam.com

Muito Obrigado

Às 18:02 em 15 dezembro 2015, CARLOS ALBERTO DE CONTI disse...

Oi Beatriz. Trabalho no MAPA em 2 setores sendo um deles o de fertilizantes. Por várias vezes fiscalizamos a Ambiental Lixo Zero, uma empresa situada em Duque de Caxias que produzia um composto orgânico a partir do uso de frutas e legumes retirados diretamente do CEASA-Irajá. Infelizmente há cerca de 3 anos a empresa fechou. Não sei exatamente o que aconteceu mas nas duas últimas vezes em que conversei com um de seus diretores, por le me foi dito que não encontrou respaldo em seu trabalho junto ás prefeituras fluminenses, o que é uma pena pois empresas com esta visão estavam dando um destino rentável a um grave problema ambiental e criando um produto precipuamente orgânico. Parabéns por ter escolhido estas áreas de trabalho, tão necessárias à atividade agropecuária em equilíbrio com o ambiente natural. Respeitosamente, CACONTI.

 
 
 

© 2017   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

Offline

Vídeo ao vivo