Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

RASTREABILIDADE VEGETAL, SINÔNIMO DE ALIMENTO SEGURO?


Em um Mundo Globalizado a busca dos consumidores por Alimentos Seguros, só aumenta. E no caso dos mercados de FLV’s (Frutas – Legumes e Vegetais) a tendência por um Sistema de Produção Sustentável baseado na Utilização de Boas Práticas Agrícolas e de Fabricação, unindo relações mais transparentes, com um produto de melhor qualidade e um valor superior para o consumidor final, exige do segmento Varejista um produto melhor, mais fresco e seguro. Implicando em uma mudança de cenário.
Nesta mudança a Rastreabilidade aprovada através da INC 02/2018 do Governo Federal é fundamental, pois garante Qualidade, Padrão, Respeito, Confiabilidade, Diferenciação e Segurança aos Produto de Origem Vegetal comercializados. Mais para que isso funcione todos os elos da Cadeia produtiva devem estar alinhados.
O Engenheiro Agrônomo com seus conhecimentos técnicos deverá acompanhar o produtor desde a confecção do CADERNO DE CAMPO, bem como a emissão dos Receituários Agronômicos, e orientações de aplicação de Agrotóxicos, para que em nenhum momento, haja margens, para inconformidades de analises residuais.
É fundamental a presença do Responsável Técnico Engenheiro Agrônomo, pois em inúmeras culturas rastreáveis prevalece os Minor Crops tornando os Produtores o “ELO” mais fraco da cadeia produtiva. Correndo os riscos de terem seus produtos impedidos de serem comercializados por apresentarem inconformidades nas Análises Multiresiduais de Agrotóxicos por falta de Orientação Técnica. É ai que entrar a Defesa Agropecuária em Parceria com a Vigilância Sanitária.
As ações de fiscalização e Inspeções desde a origem ao Consumidor final passarão a ter um papel fundamental, pois os Órgãos envolvidos nestas ações estarão garantido a população que os FLV’s estão sendo monitorados.
Cabe agora o Governo Federal definir ações nos Estados e Municípios e proporcionar contrapartidas que assegurem as realizações das atividades de Defesa e Inspeção Vegetal, a fim de que, se cumpram as determinações em todos os âmbitos da INC 02/2018, para que a Sociedade tenha a certeza concreta que o alimento com rastreabilidade consumido é SEGURO!!!


José Ivo Souza Cruz Júnior
Fiscal Estadual Agropecuário.
Engenheiro Agrônomo.

Exibições: 68

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Agronomia para adicionar comentários!

Entrar em Rede Agronomia

Comentário de Francisco Lira em 7 novembro 2019 às 20:46

Excelente artigo Ivo, parabéns.

Comentário de Eduardo B. Teixeira Mendes em 30 outubro 2019 às 23:52

Parabéns pela postagem José Ivo

Esse tema é realmente muito importante e ainda está passando despercebido por grande parte da população. Hoje mesmo estive em um supermercado e observei, que em nenhuma das gôndolas tinha disponível dados sobre a rastreabilidade para os consumidores consultarem.

Creio que é fundamental nós engenheiros agrônomos puxarmos esse debate com a sociedade.

Comentário de Gilberto Fugimoto em 30 outubro 2019 às 11:19

Caro Ivo,

Parabéns pela postagem. 

Um tema importante neste momento de implantação da rastreabilidade de vegetais frescos. 

Como toda nova política é preciso atenção dos elos da cadeia para sua adoção em favor da sociedade, dos prodtores e da Agronomia!
abração

© 2019   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço