Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

O Congresso Nacional aprovou dia 24.6.2020 o marco do Saneamento Básico, permitindo que a empresa privada possa universalizar os serviços de água e esgoto, quando 100 milhões de pessoas no Brasil não têm coleta de esgoto e 35 milhões não têm acesso à rede de água. O saneamento melhora a qualidade de vida, a educação e a produtividade. Serão necessários entre R$ 500 bilhões e R$ 700 bilhões para universalizar a prestação de serviços de saneamento no Brasil até 2033.

Pesquisa desta semana mostrou que, no Brasil, a classe mais afetada pelo Covid-19 foi, justamente, a mais pobre, onde a densidade habitacional é maior e milhares de famílias nem água potável têm em casa se quer para lavar as mãos.

O fato da urbanização ter chegado no Brasil aos 85%, não diminui a responsabilidade dos ruralinos (nós no meio), seja por contribuirmos com os nossos próprios esgotos mas, principalmente, pelos dos animais domésticos e indústrias rurais. Além do mais, a boa formação em Hidráulica e Biologia (as bases do Saneamento Básico) do Engenheiro Agrônomo, o habilita a colaborar com a empreitada, mesmo que restrita ao campo, com o projeto de estações de tratamento de esgotos por zona de raízes, wetlands construídas, irrigação com esgoto bruto, campos de infiltração, e outros.

Há, também, materiais típicos do campo, que podem ser úteis no tratamento da água e esgotos como, p. ex., sementes da morangueira e palha de arroz calcinada no tratamento da água, e plantas aquáticas como o aguapé e pedaços de bambu (como suporte de tanques biológicos aerados) para o tratamento de esgotos domésticos.

Serviços de água: 33 milhões de pessoas no Brasil vivem sem acesso à água potável. Como boa parcela da população bebe água de poço raso, se nós difundíssemos o uso da garrafa cloradora feita com PET, areia lavada de rio e Hipoclorito de Cálcio, já seria u'a mão na roda.

Coleta e tratamento de esgotos: 104 milhões de pessoas, ou quase a metade da população brasileira não tem acesso a serviços de esgoto em casa. Aqui na Rede Agronomia, já escrevi dezenas de artigos falando sobre o assunto.

Destino adequado do lixo: existe uma lei de 2010 que 'ordena' a substituição dos lixões por aterros sanitários em todos os municípios do país, que nunca foi cumprida por sucessivos adiamentos de prazo. E por falar em resíduos sólidos urbanos, é bom lembrar que a mistura da matéria orgânica (que compõe cerca de 60% do lixo doméstico no país) com a poda de árvores ou restos culturais (lascas de madeira, palha de arroz e outros materiais do campo), são a base para a compostagem do lixo que, além de aumentar (o dobro) a vida útil dos aterros sanitários, produz um excelente condicionador do solo, que pode ser usado na agricultura.

Macrodrenagem pluvial: esta é a quarta parcela que compõe o Saneamento Básico, e é a responsável pelas inundações.

Exibições: 3640

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Agronomia para adicionar comentários!

Entrar em Rede Agronomia

Comentário de JOSÉ LUIZ VIANA DO COUTO em 9 setembro 2021 às 17:36

DIMENSIONAMENTO DE ETE POR LODOS ATIVADOS

Fonte: Tratamento de Esgotos Domésticos, Eduardo P. Jordão e Constantino A. Pessôa, ABES, 8a.ed, 2017.

Comentário de JOSÉ LUIZ VIANA DO COUTO em 23 agosto 2021 às 16:55

TABELA RESUMO DADOS TÉCNICOS ETE

Comentário de JOSÉ LUIZ VIANA DO COUTO em 25 junho 2021 às 12:31

BIODIGESTOR DA EMBRAPA SUÍNOS E AVES

Fonte: Curso Básico de Geração e Utilização de Biogás a partir de Resíduos  Agropecuários, Embrapa, 2018.

https://www.embrapa.br/documents/1355242/0/Curso+Biogás+-+03+-+Os+modelos+de+biodigestores+e+bases+para+seu+dimensionamento.pdf

Comentário de JOSÉ LUIZ VIANA DO COUTO em 25 junho 2021 às 11:25

OUTRO ROTEIRO DE CÁLCULO PARA BIODIGESTOR DE SUINOCULTURA

Comentário de JOSÉ LUIZ VIANA DO COUTO em 23 junho 2021 às 10:24

BIODIGESTOR COM FEZES DE SUÍNOS

Modelos

Dimensionamento

Dimensionados com base nos seguintes critérios: biodigestor modelo canadense, o qual tem um custo menor e atualmente é o mais difundido no Brasil; tempo de retenção hidráulica de 30 dias para os biodigestores; conhecimento da vazão média de dejetos para o biodigestor por animal, sendo de 7,3 litros/animal.dia.

Consumo de biogás

Comentário de JOSÉ LUIZ VIANA DO COUTO em 30 maio 2021 às 14:17

LEILÕES PROMETEM VIABILIZAR ENERGIA DO LIXO

(O Globo, caderno Economia, 30.05.2021, pág. 40)

Governo inicia em Setembro cronograma de licitações que poderá viabilizar usinas geradoras de eletricidade a partir de resíduos sólidos, como já é feito em vários países (Japão, China, Coreia do Sul, França e Alemanha, nesta ordem). No Brasil, quase 80 milhões de toneladas são desperdiçadas.

A Associação Brasileira de Recuperação Energética de Resíduos (Abren) fez um levantamento que indicou haver no Brasil um potencial de instalação de 120 unidades geradoras de energia a partir do lixo nas 28 regiões metropolitanas com mais de 1 milhão de habitantes. Juntas, teriam potência instalada de 2.358 megawatts (MW), em condições de suprir 3% da demanda nacional de energia. Esses empreendimentos também poderiam gerar empregos, com investimentos de R$ 75 bilhões nos próximos anos.

O poder calorífico do lixo (um quilo) é de 4,8 kwh (quilowatt-hora) e, comparado com outros materiais, como mostrado na Figura abaixo, não deve ser desperdiçado. (1)

Na página da Covanta Environmental Solutions, que calcula os benefícios do descarte de resíduos em energia, 1 tonelada de lixo gera 550 kWh de energia, suficiente para abastecer uma residência durante um mês, além de outros benefícios como, p. ex., evita a emissão de 1 tonelada de Gás carbônico (CO2), responsável pelo efeito estufa. (2)

Poder calorífico de alguns materiais

O significado de 1 kwh

  • 1 homem adulto é um processo químico que gera em repouso, em média, 100 watts de calor excedente.
  • 1 homem pode produzir 100 Watt de mão de obra útil durante um período de tempo mais longo.
  • 1 homem dançando energicamente pode produzir 400 watts de energia térmica.
  • Durante curtos períodos de tempo, os atletas podem gerar até 800-1000 Watt.
  • 1 homem, na casa dos cinquenta, em condições físicas razoáveis, com um hometrainer, pode produzir 120 Watts por 30 minutos no pulso 120. Com suor, mas não exausto.
  • 1 barril de petróleo = 8 anos de trabalho físico humano.
  • 1 kwh = 1 dia de trabalho físico pesado.

REF.:

[1] DeepResources, Energy related conversion factors, 2012.

https://deepresource.wordpress.com/2012/04/23/energy-related-conver...

[2] COVANTA Environmental Solutions.

http://www.covanta.com/who-we-are/resources/waste-calculator

Comentário de JOSÉ LUIZ VIANA DO COUTO em 18 maio 2021 às 12:28

GLOBO RURAL NA TV MOSTRA TRATAMENTO DE ESGOTOS

Fonte:

https://g1.globo.com/economia/agronegocios/globo-rural/noticia/2021...

Comentário de JOSÉ LUIZ VIANA DO COUTO em 2 setembro 2020 às 22:03

Maurício.

Obrigado pelo elogio. Pois é; uma das intenções do texto, com relação aos colegas Engenheiros Agrônomos, foi mostrar que a sua base de Biologia e Hidráulica, são suficientes para que colaborem, com seu projetos, para a universalização esperada das redes de água e esgotos. Nem que seja apenas na zona rural. (Uma pena que outros também não opinem).

Um abraço

J.Luiz

Comentário de Mauricio Dutra Garcia em 2 setembro 2020 às 13:00

Excelente texto. Parabéns por dividir coim nossa categoria  de Engº Agrônomos(as) tão nefasto marco regulatório de nossas água.

Comentário de JOSÉ LUIZ VIANA DO COUTO em 31 agosto 2020 às 9:02

HIDRÓGRAFA UNITÁRIA

Chama-se Regime de um Rio a variação dos seus níveis d´água e vazões ao longo do tempo. A representação gráfica desse fenômeno é feita através da Hidrógrafa. Hidrógrafa Unitária é aquela originada a partir de uma unidade de chuva, ou seja, de 1 mm ou 1 cm, sobre toda a bacia hidrográfica considerada no estudo hidrológico.

A formação da hidrógrafa, seguindo o Ciclo Hidrológico, é resumido na Figura abaixo. Parte da chuva que cai é retida pela vegetação, outra chega ao solo e parte cai diretamente nos cursos d´água. Da porção que caiu no solo, uma parte se infiltra, e outra escorre (superficial ou subterraneamente) para os cursos d´água. A vazão dos rios é que dará origem à Hidrógrafa.

O conceito de Hidrograma ou Hidrógrafa é a curva que representa a variação da vazão ou descarga de um rio ou córrego, ao longo do tempo. A Figura abaixo mostra as 3 fases da construção dessa curva: 1) a régua linimétrica, instalada na seção transversal do rio, mede a altura do nível d´água; 2) a Curva-chave transforma essa altura em vazão ou descarga; e 3) ainda no escritório, marca-se num sistema de eixos ortogonais o ponto relativo à medição. No sentido vertical, a evolução do traçado.

Forma do hidrograma

Levando em conta que o hidrograma representa o volume de chuva que escoa pela superfície, e que este escoamento depende da infiltração da água no solo, a Figura abaixo mostra o que significa a ‘evolução’ dos terrenos de uma bacia com o avanço da urbanização.

Observa-se claramente que, nos terrenos com floresta, as vazões são menores e levam mais tempo para acontecer; ao contrário, das cidades, onde os picos de vazão são mais altos e acontecem em pouco tempo, o que provoca as enchentes.

O formato da curva depende de uma série de fatores, listados na Figura abaixo.

Parâmetros da Hidrógrafa

A Figura abaixo apresenta os parâmetros da hidrógrafa, nas duas formas comuns de sua representação gráfica: natural ou triangular (linhas tracejadas).

A hidrógrafa é a representação gráfica dos efeitos da chuva sobre a bacia, gerando escoamento superficial sob a forma de uma curva tipo sino, como mostra a Figura abaixo.

A diferença entre Hidrógrafa e Hidrógrafa Unitária, é que esta última refere-se à curva gerada por uma unidade (métrica) de chuva, o milímetro (mm) ou centímetro (cm). Observe que na Figura acima, que representa a Hidrógrafa (não a unitária), o início da curva fica acima do eixo dos X (o horizontal ou dos tempos), ao contrário da Hidrógrafa Unitária (imagem central da Figura abaixo).

Projeto

Bom proveito.

© 2021   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço