Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

AGRONOMIA no Brasil - 175.849 profissionais ( plenos + tecnólogos+ nível médio).


Dados do Confea de junho de 2014:
Total de profissionais ativos no Sistema - 1.135.053.
Numero de Instituições de Ensino de Engenharia - 4.800.

Profissionais Plenos da modalidade agronomia:
Engenheiros Agrônomos: 88.482
Engenheiros Florestais: 12.982
Engenheiros Agrícola: 2.873
Engenheiros de Pesca: 1.656
Meteorologista: 593
Engenheiros de Aquicultura: 134

Total----------------------------------106.720

Exibições: 2047

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Agronomia para adicionar comentários!

Entrar em Rede Agronomia

Comentário de Eduardo B. Teixeira Mendes em 1 julho 2014 às 1:16

Muito interessante os números postados pelo José Leonel, ainda mais pelas inferências que ele podem sucitar:

  • Dentro do Sistema CONFEA/CREA - a modalidade agronomia corresponde a 15,49% do profissionais, sendo que os engenheiros agrônomos são 7,79% do sistema
  • Dentro da Modalidade Agronomia:
  1. 60,68% possuem curso de engenharia ou similar, sendo que 39,32% são técnicos e tecnólogos, cabendo aqui a ressalva que apesar de poucos mas os tecnólogos também são de nível superior
  2. 50,31% da modalidade é formada por engenheiros agrônomos
  3. Dos profissionais formados em engenharia e similares os engenheiros agrônomos são 82,91%. 

Um dado importante que é necessário para o debate sobre a profissão e que está ausente aqui são os cursos de tecnologia (nível superior), que estão crescendo assustadoramente e que no futuro, bem próximo, competirão diretamente com engenheiros agrônomos no mercado. Vejamos alguns exemplos:

  • Tecnólogo em Vitivinicultura e Enologia
  • Tecnólogo em Agronegócios
  • Tecnólogo em Irrigação
  • Tecnólogo em Agricultura de Precisão
  • Tecnólogo em Administração Rural
  • Tecnólogo em Irrigação
  • Tecnólogo em Horticultura

Estes são alguns exemplos, inclusive porque algumas dessas profissões não são regulamentadas, assim escaparão da Fiscalização do Sistema CONFEA/CREA. Isto para mim é mais preocupante do que muitas discussões sobre a "competição" dos técnicos agrícolas.

Outro dado ausente foi a dos Geógrafos, pois eles podem se registrar no sistema Confea/CREA e serem responsáveis por uma série de responsabilidades técnicas ligadas a área de meio ambiente, inclusive projetos de revegetação e mesmo geoprocessamento. Além disso, não podemos esquecer que os Biólogos também podem atuar em sombreamento com os engenheiros agrônomos em várias situações na área ambiental.

Mas em contrapartida temos que ressaltar que mesmo nós sendo poucos no sistema, foi o trabalho destes 175.849 profissionais, juntamente com os milhões de agricultores existentes no Brasil, que nos últimos 20 anos vem salvando a nossa economia do buraco.

© 2019   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

Offline

Vídeo ao vivo