Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

Agronomia e mercado de trabalho

Trabalho, carreira ou vocação?

Já fomos únicos; agora: florestais, alimentos, agrícolas, ambientais e quem mais?

Que outras ameças?

Quantos Projetos de Lei ainda surgirão? 

Biólogos RT Sementes e Mudas?

Receituário Agrícola substituindo o Agronômico?

Perseguição ou avanços democráticos da sociedade?

 

O que é um bom Conselho para Agronomia?

Ficar onde está ou partir pra outra?

 

E o meu espaço quem define: eu ou os outros?

Quando me queixo da falta de mobilização: culpo os outros ou olho pro espelho?

 

Afinal que espaços eu tenho?

Agronegócio e Agricultura familiar

Agroenergia e Alimentos

Solos e água: insumos e preservação

Irrigação, Armazenamento e Comercialização

Social, Ambiental, Econômico

Reforma Agrária, Código Florestal 

 Fitopatologia ou Fitossanidade?

Agrotóxicos ou Agricultura Orgânica?

Híbridos, Transgênicos ou Naturais?

Quantas outros campos podemos cultivar: além daqueles que a memória não lembra, quantos ainda serão conhecidos?

 

Juntos somos mais fortes, todos sabemos

Mas queremos ser / estar juntos?

O que temos em comum?

Que bandeiras são consenso?

Até onde podemos chegar quando todos quisermos?

E eu / nós com isso?

 

 

Feliz Dia dos Engenheiros Agrônomos a todos nós!

Exibições: 1213

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Agronomia para adicionar comentários!

Entrar em Rede Agronomia

Comentário de José Luis Orlandeli em 13 outubro 2012 às 14:05

Sábias colocações.  Os fatos são evidentes e todos estamos de acordo mas precisamos de muita reflexão.  Muita coisa mudou e não estamos acompanhando isso por falta de discussão.  Precisamos rever os nossos conceitos diante da situação, sobre a nossa postura, a formação de novos engenheiros agrônomos, o comportamento do mercado, as mudanças na legislação...  Tudo deve ser levado em conta.  As coisas estão acontecendo mais rápido do que podemos digerir.    A todos nós falta a iniciativa de participar das discussões junto às representações pra unificar esforços e começar alguma coisa.  Ignorar tem nos imposto um alto preço. De nós mesmos sai a resposta aos problemas, mas pra isso acontecer é necessário envolvimento.  Infelizmente na atualidade isso é quase nulo ou incipiente na nossa classe.  Precisamos também deixar de  individualismos e aumentar a cumplicidade entre nós buscando ser mais solidários.  As classes profissionais que agem assim se saem bem melhor.  Tenho percebido que os profissionais mais novos tem demonstrado isso mais claramente.  Nos últimos dias tive a grata satisfação de receber uma importante ajuda de um jovem colega que se envolveu com o meu problema de forma totalmente altruísta, o que me valeu muito.  Outra coisa importante a qualquer profissional é a ousadia responsável e consciente.  Respeitando as outras opções volto a bater na tecla de que precisamos buscar a independência e despertar o nosso lado empreendedor.  O início pode ser custoso, mas o resultado é compensador.  Um forte abraço aos (às) colegas dessa nobre profissão que tenho orgulho de pertencer..

Comentário de Geice Coutinho Oliveira em 12 outubro 2012 às 22:47

Bela mensagem, mas apesar dos pesares temos que nos doar ao máximo e fazer nosso trabalho bem, produzindo cada vez mais respeitando o meio ambiente para assim alimentarmos esse mundão!!! Parabéns á todos nós....

Comentário de José Leonel Rocha Lima em 12 outubro 2012 às 20:36

Meu colega Gilberto excelente reflexão sobre o trabalho, carreira e a vocação dos engenheiros agrônomos, tão bastante ampla como a nossa profissão.

Concordo com você que somente juntos e organizados, participando e fortalecendo as entidades, ocupando os espaços e mobilizando todos os colegas é que poderemos aproveitar as oportunidades e avanços democráticos da sociedade.

O que temos em comum é a profissão.

Uma das bandeiras o maior respeito.

 

 

 

Até onde podemos chegar quando todos quisermos?

E eu / nós com isso?

Comentário de Francisco Cezar Dias em 12 outubro 2012 às 12:45

Estou com a OEAB-Ordem dos Engenheiros Agrônomos parada por falta de recursos.O estatuto está pronto com a primeira diretoria para oficialização pronta e chegar na Internet,etc.
Preciso de R$5.500.00 para isto e só arrecadei R$ 2.700.00. Socorram-me antes que desista.

Comentário de Luis Guilherme Dalmácio Roma em 12 outubro 2012 às 11:06

Prezado Gilberto,

Obrigado.

Que bom que existem pessoas que além de perseverarem na solução individual pensam no coletivo.

Profissão muito ampla, que exige muita atenção com micro e macro situações, vivas ou não, lucrativas ou não.

Talvez por generosidade e humildade acolhemos e orientamos sem pensar nas perdas e sim em produtividade, colheita e vida. Por isso dividimos as responsabilidades de alimentar, garantir a vida e sua sustentabilidade.

Não poderia existir dia melhor para homenagem a nossa profissão, pois ter nossa padroeira e as crianças nos abençoando é o reconhecimento de nossa importância profissional.

Um abraço.

© 2021   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço