Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

Engo. Agro. JOSÉ LUIZ VIANA DO COUTO

jviana@openlink.com.br

.

Aproveitando que eu estou com a mão na massa, deixe-me fazer um resuminho das relações das áreas impermeáveis com o meio ambiente. Não custa lembrar que, fora os costões rochosos (e a cidade do Rio de Janeiro, onde moro, tem muitos deles, a começar pelos que sustentam a imagem do Cristo Redentor e as estações do bondinho do Pão de Açúcar), a urbanização crescente reúne as principais CAUSAS da impermeabilização dos terrenos. Como a água da chuva é impedida de se infiltrar, aumentam as enxurradas, que levam às enchentes nas cidades. Isso sem falar no lixo das ruas, que é um complicador. Vide abaixo.

.

.

Eu estava falando de “piscinão” e, numa das comunidades, uma amiga disse que não sabia como eles funcionavam. Por ser carioca, talvez ela tenha feito confusão com o Piscinão de Ramos, uma área de lazer no subúrbio, às margens da Baía de Guanabara. O piscinão usado como uma das SOLUÇÕES para as áreas impermeáveis, é uma depressão artificial do terreno, localizada numa praça pública, p.ex., destinada a reter parte da água de uma chuva intensa, para libera-la num tempo estimado de 24 horas.

.

Aliás, os pisos permeáveis e as bacias, são soluções ditas SUSTENTÁVEIS, e começam a ser incluídas nos Planos Diretores Urbanos de Drenagem das nossas cidades, como a de Porto Alegre-RS, p.ex., em oposição às galerias de drenagem pluvial que, além de encarecerem as ações de engenharia, só fazem transportar o problema das enchentes para mais longe.

. 

Eu estava falando de “piscinão” e, numa das comunidades, uma amiga disse que não sabia como eles funcionavam. Por ser carioca, talvez ela tenha feito confusão com o Piscinão de Ramos, uma área de lazer no subúrbio, às margens da Baía de Guanabara. O piscinão usado como uma das SOLUÇÕES para as áreas impermeáveis, é uma depressão artificial do terreno, localizada numa praça pública, p.ex., destinada a reter parte da água de uma chuva intensa, para libera-la num tempo estimado de 24 horas.

.

Aliás, os pisos permeáveis e as bacias, são soluções ditas SUSTENTÁVEIS, e começam a ser incluídas nos Planos Diretores Urbanos de Drenagem das nossas cidades, como a de Porto Alegre-RS, p.ex., em oposição às galerias de drenagem pluvial que, além de encarecerem as ações de engenharia, só fazem transportar o problema das enchentes para mais longe.

Exibições: 1225

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Agronomia para adicionar comentários!

Entrar em Rede Agronomia

© 2019   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço