Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

(Camila Nóbrega, Razão Social, O Globo, 18/10/11, pág. 14)

 

Engo. Agro. José Luiz Viana do Couto

jviana@openlink.com.br

 

.

Mês passado a Presidente Dilma assinou a Lei No. 12.484 de 8/9/11, que trata da Política Nacional de Incentivo ao Manejo Sustentado e ao Cultivo do Bambu – PNMCB. Trata-se de incentivar o cultivo e a utilização dessa planta pela Agricultura Familiar, através da técnica agro-silvo-cultural, com vistas à produção de colmos, extração de brotos (comestíveis) e obtenção de serviços ambientais. Esta Lei concederá crédito rural, juros baixos, assistência técnica e acompanhamento do processo produtivo. Dois problemas, contudo, devem ser evitados: a monocultura e o uso de agrotóxicos.

.

Considerado o “Bom-bril da Agricultura” por suas múltiplas utilidades, estima-se que o bambu sirva de sustento para mais de 1 bilhão de pessoas (seja através do seu cultivo, como da alimentação) em todo o mundo. No Brasil, a área plantada é de 18 milhões de hectares só na Amazônia, dos quais 40% só no Estado do Acre.

.

A Figura abaixo mostra alguns usos corriqueiros do bambu.

.

.

Usos sem tratamento

> Culinária (brotos)

> Papel e celulose

> Carvão vegetal

> Drenos agrícolas

> etc.

 

Usos com tratamento

> Construção (casas, pontes, cercas)

> Móveis, artesanato, decoração

> Laminados (pisos, revestimentos, caixas)

> Tubos (andaimes, postes, irrigação)

> Varas (pesca, salto com)

> etc.

.

ESPÉCIES

Estima-se a existência de 1.250 espécies da planta (62% na Ásia, 34% nas Américas e 4% na África e Oceania), das quais 200 no Brasil. Embora 75% das espécies sejam aproveitáveis, apenas 50 delas têm uso comercial já desenvolvido, sendo que 19 são prioritárias para fins econômicos. O rendimento florestal pode chegar a 40 t/ha.ano e o preço de uma única vara, segundo a Embrapa, alcança R$ 30,00 (virgem) a R$ 70,00 (tratada).

.

TRATAMENTO

Por ser sensível às pragas agrícolas, as varas de bambu, após o corte (aos 3 anos e com 12 cm de diâmetro), devem ser tratadas com Sulfato de Cobre e Dicromato de Sódio. Pode haver, também, um tratamento térmico.

.

ECONOMIA

O mercado do bambu movimenta cerca de US$ 7 bilhões/ano (dados da Embrapa e Instituto Ebiobambu). Estima-se que cada hectare de bambu plantado no Brasil, gera cerca de 5 empregos diretos.

.

Uma casa feita totalmente de bambu, chega a custar até 40% menos do que uma convencional. E há registro de casas com até 7 andares.

.

China, Indonésia e Tailândia têm uma cultura milenar dedicada ao bambu. Na América Latina, a Colômbia e o Equador são referências, principalmente na construção de moradias.

.

CURIOSIDADES

1 – Minha primeira régua de cálculos, com exceção do visor deslizante (que era de vidro), era totalmente confeccionada com bambu.

.

2 – Na década de 60, a ETE de Macaé-RJ, no sistema de Filtro biológico (tanque cilíndrico cheio de brita onde o esgoto circula várias vezes, de cima pra baixo), apresentou rachadura nas paredes e teve de ser esvaziado. Como havia muito bambu na região, os técnicos da CEDAE tiveram a idéia de testar tocos do colmo no lugar da pedra britada. Deu tão certo que, após a recuperação, esse passou a ser o material de enchimento. 

 

 

Exibições: 1494

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Agronomia para adicionar comentários!

Entrar em Rede Agronomia

Comentário de JOSÉ LUIZ VIANA DO COUTO em 9 setembro 2019 às 18:52

BICICLETA DE BAMBU

Esta não é só o aro.

https://www.facebook.com/fabricadeideiasbr/videos/2388279804626979/

Data: 09/09/2019

Comentário de Maria da Graça P A Buratta em 31 outubro 2011 às 9:05

Muito legal e oportuna esta matéria!!!!

Acho que seria bom se conseguissemos divulgar também

as espécies mais utilizadas ou as com mais aptidões às diferentes regiões...

Abçs

Graça Buratta

Comentário de joão carlos flôres em 28 outubro 2011 às 12:49

Colega José Luiz Viana

Muito oportuno o assunto sôbre BAMBU - " o vegetal do século XXI " segundo alguns. Temos aí um fonte inesgotável de utilizações. Além de todas as já citadas no artigo, ainda colocaria em destaque o uso para contenção de erosões/voçorocas, a utilização em construções rurais. Hoje estamos assistindo um progresso muito importan te, muito salutar na chamada BIOCONSTRUÇÃO com inúmeras aplicações do bambu.

Temos também o surgimento das ECOVILAS - em cuja maioria delas, as construções são ecológicas e lógicamente utilizam o bambu em suas construções.

Além  da Rede www.bamboo.ning.com - já lembrada pelo colega Gilberto, coloco mais quatro sites que podem ser de muita utilidade aos que tiverem interesse em conhecer mais sôbre o assunto :

www.viver-sustentavel.blogspot.com

www.bambubrasileiro.com

www.ebiobambu.com.br

www.tibarose.com

Saudações agronômicas

joão flôres

Comentário de Gilberto Fugimoto em 25 outubro 2011 às 10:11

Ola José Luiz e colegas,

 

Bambu é realmente um tema a ter nossa atenção.

Um campo enorme de possibilidades se abre como material para construção, móveis etc.

Múltiplos usos, até alimentação ele se presta.

 

Falando nisso há uma rede social do bambu da qual também faço parte.

Quem se interessar: bamboo.ning.com

 

Rede de Informações, Relacionamentos e Divulgação, Comunidades de Prática e Aprendizagem, Ponto de Encontro de Agricultores, Pesquisadores, Botânicos, Arquitetos, Engenheiros, Artistas, Construtores, Designers, Decoradores, Ecologistas, Artesãos, Gastrônomos, Músicos, Médicos, Educadores e todos os interessados no cultivo e produção, no manejo sustentável, no consumo consciente ou na utilização variada, profissional ou amadora, do BAMBU, a milenar planta multiuso com mais de 1.300 espécies e mais de 4.500 utilizações catalogadas.

© 2019   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço