Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil



O briquete é uma lenha ecológica (biocombustível) que substitui com muita
eficiência o óleo BPF, o gás, a energia elétrica, o carvão, a lenha ou outros
combustíveis utilizados em caldeiras industriais.


Os briquetes são normalmente de forma cilíndrica, com um diâmetro de cerca de
63-103mm e um comprimento de cerca de 40-400mm; substitui a lenha na sua
totalidade, sem a necessidade de qualquer modificação no equipamento, inclusive
os novos fornos à lenha compacta, trazendo economia, comodidade, rentabilidade e
garantia no fornecimento. Além disso, o briquete reduz o volume de gases
poluentes como o enxofre, fósforo e fumos.


Quanto mais denso for o briquete, maior será a eficiência energética dele. Briquetes
podem ser produzidos com uma densidade de até 1,2g/cm³. A biomassa solta varia
sua densidade entre 0,1 a 0,3g/cm³. Para fins energéticos, a melhor densidade
situa-se entre 0,9 e 1,2g/cm³.

Dados técnicos:

  • 1 ton de briquete - 4,6 a 7 mts estéreo de lenha.
  • Poder calorífico :(PCI)-3800 a 4000 kcal/kg, (PCS)-4300 a 4700 kcal/kg
  • Umidade - 10% a 12%.
  • Cinzas - 6% a 7%.
  • Materiais voláteis - 72% a 73%.
  • Carbono fixo - 20% a 22%.
  • Densidade - 1,23ton/m3.
  • 2,1 ton briquete = 1 ton de óleo BPF
Vantagens:
  • Sua Empresa colabora com a preservação do meio ambiente;
  • Possui regularidade térmica;
  • É de fácil manuseio;
  • É mais higiênico e possui aparência ecológica;
  • Reduz o custo na geração de energia;
  • Reduz a importações de pragas e animais peçonhentos;
  • São produzidos em tamanhos e embalagens padronizadas.
  • Devido a baixa umidade, a temperatura se eleva rapidamente.
  • Espaço de armazenagem reduzido, possibilitando assim a manutenção de estoques reguladores e de
    emergência.
  • Não danifica a fornalha no manuseio de abastecimento
  • Menor mão-de-obra na alimentação
  • Maior higiene e melhor aparência que a lenha, ideal para indústrias
    alimentícias;
  • Produto de fácil controle e manuseio, pois é vendido por tonelada e não por metro estéreo;
  • Produto industrializado, disponível o ano todo;
  • Utilizado também em consórcio com a lenha ou outra biomassa, mesmo que não esteja em ponto
    ideal de queima (úmida);
  • Sem conservantes e químicas, pois na compactação ocorre a plaetificação da lignina;
  • Isento de guia de reposição florestal,pois é industrializado
  • Contribui para a limpeza do meio ambiente e reduz, sensivelmente, a necessidade
    de derrubadas de árvores para produção de calor;

As fontes da matéria-prima para briquetes podem ser : casca de arroz, bagaço de cana, pó de fumo, sisal, grama, capim elefante, serragem, maravalhas, casca de café, girassol, algodão, uva, turfa, fibra de coco, madeiras nobres como eucalipto,
pinos, imbuía, peroba, cerejeira, marfim, madeira do norte, entre outras. O
briquete é composto de resíduos agrícolas em geral.


RECICLE


A conscientização para a melhoria e preservação ambiental vem crescendo devido
aos danos causado ao meio ambiente pelo uso incorreto de seus recursos.


Quando nos preocupamos em diminuir o impacto do lixo, devemos sempre pensar na ideia
dos três R's: REDUZIR, REUTILIZAR e RECICLAR. Reduzir o desperdício, reutilizar
sempre que for possível antes de jogar fora e reciclar os materiais que não
podem ser reaproveitados.


Ao falarmos em reduzir, nossa atuação pode começar desde o momento da compra de um
produto. Evitar produtos com exageros na embalagem, principalmente aquelas de
isopor, papel celofane ou papel alumínio, que apresentam pouca ou nenhuma
aceitação no mercado de reciclagem e levam muito tempo para se degradar no meio
ambiente, é um bom começo.


Para recuperar e proteger o meio ambiente é preciso mudança de atitute na busca de
hábitos sustentáveis. Atitudes que simbolizam a falta de conscientização e respeito
do ser humano só acelera a degradação ambiental. O desperdício e mau uso dos
recursos naturais, o incorreto descarte de lixo e outros resíduos, o aumento de
gases emitidos para a atmosfera e o desmatamento descontrolado são alguns
exemplos de desenvolvimento insustentável que devem ser combatidos.


Pensando no bom funcionamento do meio ambiente e na qualidade de vida que podemos ter, a
BioEnergia adota o conceito de combustíveis alternativos para a produção de
energia. Ao reaproveitar as sobras de madeira que antes eram jogadas ao lixo e
poluíam o meio ambiente para produzir briquetes e carvão ecológico, o que era
lixo se renova. Assim, a BioEnergia faz a sua parte para preservar a natureza
ao economizar os recursos energéticos e impedir o desmatamento.


Faça você também a sua parte. Adote os três R’s em sua vida e seja parceiro da BioEnergia
na defesa do meio ambiente.


Exibições: 423

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Agronomia para adicionar comentários!

Entrar em Rede Agronomia

© 2020   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço