Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

Minha primeira tentativa de convencer os colegas a trabalharem com o programa R foi dia 4/12/2015 (portanto há mais de 2 anos atrás), com o post "Matematicando, tô ligado!", hoje encontrado à página No. 18 dos blogs, que teve 1.022 exibições, 9 páginas de figuras e textos (relativos à hidráulica, hidrologia, limnologia, irrigação, saneamento e outros assuntos) mas apenas 3 comentários (*).

Hoje eu volto à carga, deslumbrado com o que pode fazer um dos seus pacotes, no tema Hidrologia, calculando a permeabilidade de um aquífero com apenas duas linhas de comando, uma para baixar o pacote, chamado de Library (biblioteca, em inglês) e outra para enunciar os parâmetros mostrados no croqui. Compare os resultados do Excel e do R.

Os pacotes do R podem ser baixados no site:

https://cran.r-project.org/web/packages/available_packages_by_name....

No caso do geotech (Geotechnical Engineering):

https://cran.r-project.org/web/packages/geotech/index.html

o pacote, em pdf, tem 34 folhas com dezenas de aplicações, além da que apresentei.

Da minha experiência profissional posso afirmar que, a precisão e clareza dos cálculos que apresentamos nos projetos que nos confiam, contribuem bastante para o prestígio da Agronomia. E o R (além do Excel) pode ajudá-lo bastante.

(*)http://agronomos.ning.com/profiles/blogs/matematicando-t-ligado

Exibições: 165

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Agronomia para adicionar comentários!

Entrar em Rede Agronomia

Comentário de JOSÉ LUIZ VIANA DO COUTO em 4 janeiro 2018 às 14:05

TENTE O R

http://tryr.codeschool.com/

Com tanta badalação em torno deste software (gratuito, diga-se de passagem) nos meios acadêmicos e nas redes sociais, a recusa dos leitores em baixá-lo, ao meu ver, só pode ser preguiça mental ou indiferença pelo novo.

Pois bem; se tiver medo de fazê-lo por não saber como operá-lo, o link acima cria um ambiente que simula o console, executando funções sugeridas pelo tutorial. Mas é só uma amostra, não se anime. Todo aprendizado requer um esforço pessoal que, no caso, sugiro que seja um tutorial em português. Divida a tela em duas: o R do lado esquerdo e o tutorial do lado direito, e faça cada exercício lembrando de como, quando na escola primária, desenhava as letras e fazia caligrafia. Sem vergonha. Tente o R.

Comentário de JOSÉ LUIZ VIANA DO COUTO em 3 janeiro 2018 às 8:19

Bom dia, Eduardo.

Desculpe só agora responder ao seu comentário; é que fui comemorar a virada do ano fora da cidade.

Realmente, os cursos de R a cada dia estão mais presentes, mesmo nas redes sociais. Nas universidades principalmente e uma das instituições de pesquisa pioneiras foi a Fiocruz, aqui no Rio de Janeiro.

O direcionamento para a área de Estatística não é coincidência; as ferramentas do software nessa área são imbatíveis pois, além de resolverem a parte matemática da questão, possibilitam a feitura de mapas e ilustrações maravilhosas e didáticas.

Pena que nossos colegas ainda não acreditem nisso. 

Um abraço.

Comentário de Eduardo B. Teixeira Mendes em 28 dezembro 2017 às 22:43

Boa noite José Luiz....

Em janeiro haverá dois cursos de R na ESALQ. Veja as datas lá.

Os cursos são direcionados a área de estatística

Comentário de JOSÉ LUIZ VIANA DO COUTO em 27 dezembro 2017 às 10:16

O TRIÂNGULO TEXTURAL

Comentário de JOSÉ LUIZ VIANA DO COUTO em 25 dezembro 2017 às 12:24

COR DE MUNSELL (SOLOS)

CARTA DE MUNSELL

Vocês devem estar lembrados desta Carta de Munsel, que o Professor de Pedologia levava ao campo para identificarmos a cor do solo, a fim de classificá-lo. Os círculos eram janelas através das quais comparávamos a amostra do solo úmido para escolher a cor mais parecida.

No R, usando o pacote MUNSELL, podemos reproduzir a cor do solo identificado na Carta de Munsell. Exemplo:

> library(munsell)

> plot_mnsl("7.5YR 5/6")

resulta no quadrado que inseri na Carta, logo abaixo do nome da cor.

Pois bem. O pacote "munsell", com 16 páginas, faz muito mais do que isso. Confira em:

https://cran.r-project.org/web/packages/munsell/munsell.pdf

Bom proveito.

Comentário de JOSÉ LUIZ VIANA DO COUTO em 25 dezembro 2017 às 10:14

OS 20 PACOTES MAIS POPULARES

(Segundo pesquisa na rede)

https://www.kdnuggets.com/2015/06/top-20-r-packages.html

Bom proveito.

Comentário de JOSÉ LUIZ VIANA DO COUTO em 22 dezembro 2017 às 9:14

OS MELHORES PACOTES PARA VISUALIZAÇÃO

https://www.computerworld.com/article/2921176/business-intelligence...

Bom proveito e Bom Natal.

Comentário de JOSÉ LUIZ VIANA DO COUTO em 22 dezembro 2017 às 9:04
Comentário de JOSÉ LUIZ VIANA DO COUTO em 18 dezembro 2017 às 14:55
Comentário de JOSÉ LUIZ VIANA DO COUTO em 13 dezembro 2017 às 7:22

PACOTE PRA MODA
Esse software R é mesmo incrível. Calcula os principais parâmetros estatísticos com um único comando: média, mediana, desvio padrão, variância e outros. Só não fazia o mesmo com a moda (o valor que mais se repete em uma série). Pois bem. Ontem, estudando um dos vários manuais disponíveis na Internet, deparei-me com a solução. É só baixar o pacote MODEEST. Exemplo:
> x <- c(5,5,5,13,7,11,11,9,8,9)
> library(modeest)
> mfv(x)
[1] 5

© 2018   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

Offline

Vídeo ao vivo