Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

DEBATENDO UMA QUESTÃO BASTANTE IMPORTANTE! CRIAÇÃO DA AGENCIA NACIONAL DE ATER

Exibições: 340

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Agronomia para adicionar comentários!

Entrar em Rede Agronomia

Comentário de Ailton Santos em 6 maio 2013 às 17:05

Amigos, quais foram os resultados gerados a partir dessa mesa redonda? Onde posso ver as pautas discutidas e outras coisas? Grato.

Comentário de João Dias Filho em 1 maio 2013 às 13:52

Rede agronomia, a criação da ANATER é imprescindível para agricultura brasileira, e concordo com Fenando Almeida, é preciso reunir todos os elementos necessários na elaboração e na criação desta Agência. Aqui no XXVIII Congresso Brasileiro de Agronomia (em Cuiabá MT 19 a 22 de novembro de 2013), dedicamos um espaço exclusivo para um Fórum em defesa da ANATER. Não sei se ainda é possível junto com as instituições responsável pela criação ainda fazer inserções e ou mudanças no texto, mas precisamos ficar atentos.

Aproveito a oportunidade para convidar a todos a acessar a página do XXVIII CBA no seguinte endereço: www.congressodeagronomia.com e faça sua inscrições e venham participar desse momento importante na história da Agronomia Brasileira.  

Comentário de FERNANDO EVENOR DE BRITO ALMEIDA em 29 abril 2013 às 15:12

AMIGOS, MAIS DO QUE NECESSÁRIO E URGENTE. TRANSFERENCIA DE TECNOLOGIA E CONHECIMENTO ENTRE AS PARTES COM CERTEZA IRÁ MELHORAR EM MUITO E PRODUZIR AUMENTO DA RENDA PARA OS PRODUTORES ENVOLVIDOS. LEMBRO PORÉM AOS AMIGOS QUE A ATER É APENAS UM DOS 20 ITENS DA LEI 8.171´/ DE JANEIRO DE 1991. QUE SEGUNDO ESPECIALISTA COM ROBERTO RODRIGUES É UMA COLCHA DE RETALHO, CHEIO DE EMENDAS.

TEMOS QUE PRESSIONAR PARA QUE SE CRIE UMA LEI MODERNA E ATUANTE. UM MINISTÉRIO FORTE PARA QUE POSSAMOS RESOLVER PROBLEMAS ESTRUTURAIS QUE TRAVAM A EXPANSÃO DO MAIS IMPORTANTE SETOR DA ECONOMIA EM NOSSO PAIS. TEMOS QUE DISCUTIR: ATER, CRÉDITO RURAL( PREFERENTEMENTE REGIONALIZADA E/OU ATÉ MESMO MUNICIPALIZADA,,SEGURO, MERCADO,INFR-ESTRUTURA DE ESCOAMENTO DA PRODUÇÃO - PORTOS, AEROPORTOS, TRANSPORTE MODAL ETC... INFRAESTRUTURA HIDRICA/ENERGÉTICA. IMPLANTAÇÃO DA LEI DA IRRIGAÇAO. ETC... FORMAÇÃO DA MÃO DE OBRA TECNICA E QUALIFICADA....SITUAÇÃO DAS EMPRESAS ATER ESTADUAIS ---- FALIDAS - ; JUNTAR AGRICULTURA FAMILIAR E AGRONEGÓCIO... VIA PRODUÇÃO SUSTENTÁVEL.. A ATE SOMENTE VAI FUNCIONAR SE ESTIVER JUNTO DO PRODUTOR, ONDE AS COISAS ACONTECEM ... E TIVER UMA VISÃO AMPLA DO QUE OCORRE DENTRO E FORA DAS PORTEIRAS......

Comentário de Rossana Faraco Bianchini em 29 abril 2013 às 12:35

Teremos acesso on line?

Comentário de paulo ricardo rickli em 29 abril 2013 às 9:32

proposta muito interessante desde que pessoas com bom conhecimento técnico e experiência  engajadas numa proposta de desenvolvimento rural  SUSTENTÁVEL,  pena que nao poderei estar ppresente nesse dia mas ficaria muito feliz em poder participar, para poder colaborar com o desenvolvimento técnico.

Comentário de Ailton Santos em 29 abril 2013 às 0:42

Oba, finalmente, quero ser Extensionista efetivo, e seria ótimo essa Agência aqui na Bahia e em outros Estados do Nordeste, pois as empresas de Extensão daqui estão falidas, devido a causas trabalhistas, sem efetivo, e um monte de gente velha que não guenta mais nada....

Comentário de Eliezer Furtado de Carvalho em 28 abril 2013 às 23:36

Eliezer adicionou foto

Comentário de José Leonel Rocha Lima em 28 abril 2013 às 20:13

Agencia Nacional de ATER é uns dos debates mais importantes do momento!!!

Uma Extensão Rural Pública e de Qualidade, direito constitucional dos produtores rurais e dos consumidores de alimentos, passa por uma coordenação nacional e financiamento estatal com canalização de recursos de bancos e organismos internacionais.

A articulação com as prefeituras e com os estados é fundamental.

O direcionamento das pesquisas para a agricultura familiar e o aumento do crédito para a adesão das novas tecnologias também são requisitos para aumentar a produtividade e produção de alimentos de qualidade.

Por fim para o reconhecimento e valorização dos extensionistas rurais, bem como o aumento dos atuais 18 mil para pelo menos 50 mil profissionais, habilitados e treinados, com condições de trabalho articulado e utilização das modernas ferramentas da computação e transmissão de dados.

Vamos ao debate!!!

© 2020   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço