Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

Decisão da Câmara Especializada de Agronomia – CEAGRO

 

Agora entendi porque o colega Samuel Correa esta tendo problemas no CREA-Pará. É por essas e por outras que a gente se revolta, temos que ter postura, como é que uma coordenação de agronomia é coordenada por um engenheiro florestal e com maioria composta por colegas eng. Agrônomos e os caras aceitam uma imoralidade dessas, aqui no Piauí podemos ter muitos defeitos, mas na ultima vez que um sabidinho pasmem eng. Agr. veio querer atribuir geoprocessamento a um Tec. Em agropecuária a gente caiu em cima, posso ate esta errado, mas mesmo errado defendo minha carreira Professional.

http://www.creapa.com.br/CreaPaNorte/Doc/DecisaoCEAGRO/DecisaoCEAGR...

Exibições: 172

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Agronomia para adicionar comentários!

Entrar em Rede Agronomia

Comentário de Gilberto Fugimoto em 24 julho 2013 às 19:36

Esclarecendo a Decisão da Câmara de Agronomia CREA -PA

Só esclarecendo a postagem do colega Francisco.

A Câmara de Agronomia do CREA-PA decidiu que projeto silvicultural ou projeto de reflorestamento poderá ser feito preferencialmente por engenheiro florestal ou "por engenheiro agrônomo com atribuição para atuar na área florestal (aquele com atribuições do Decreto nº 23.196, de 12 de outubro de 1933, ou aquele que recebeu atribuição através de decisão especifica da CEAGRO, devidamente anotada na ficha do profissional)"

A sutileza da questão é que, de acordo com algumas interpretações, apenas agrônomos antigos teriam direito a realizar silvicultura e reflorestamento.

Ora, se o próprio Decreto, que tem força de Lei, atribui ao engenheiro agrônomo a competência em silvicultura como uma decisão específica da Câmara de Agronomia do Crea teria competência para caçar essa atribuição?

Uma batalha jurídica e política a ser travada pela Agronomia!

© 2020   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço