Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

Olá pessoal! Gostaria de esclarecer uma dúvida. Conheço um senhor que tem vontade de plantar alguns eucaliptos em sua propiedade mas falaram a ele que o eucalipto seca poço artesiano, isso é verdade? Desde já agradeço pela resposta!

Exibições: 2098

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Agronomia para adicionar comentários!

Entrar em Rede Agronomia

Comentário de Lázara Lopes em 9 março 2012 às 14:55

Obrigada Carlos, seu comentário foi muito útil!

Comentário de CARLOS ALBERTO DE CONTI em 29 fevereiro 2012 às 0:50

Colega, pessoalmente sempre tenho "um pé atrás" com o eucalipto. Deve ser preconceito. Como técnico, entretanto, não há lugar para preconceitos. Há 12 anos ganhei de um colega do MAPA (Luiz Sérgio C. Coutinho) uma publicação de um grupo de especialistas da USP que propunha "eucaliptar" extensas áreas, dentro e fora  da Amazônia legal objetivando diminuir as pressões sobre as matas nativias residuais e também sequestar e imobilizar carbono. Ficou conhecido como PROJETO FLORAM. O interessante desse trabalho era que eles listaram uma dezena de cruzamentos - dentro do universo de mais de 600 espécies conhecidas do Gênero  Eucalipto - que tinham uma caracteristica singular: seu metabolismo era tal que "trabalhavam" com enorme afinco durante a primavera e verão. Nestas duas estações do ano, quando em geral há excesso de água no perfil do solo, esses vegetais selecionados apresentavam taxas de evapotranspiração muito elevadas, com fatores Kc acima de 1,25 até 1,30. Mas quando chevaga o outuno e o inverno, época de escassez de água no solo, essas linhagens (produto desses cruzamentos)reduziam bastante o seu metabolismo, de tal forma que o consumo de água baixava muito. O coeficiente cultural (Kc) se reduzia a valores inferiores à metade daqueles observados no primerio caso. Então, cara colega, não dá para falar apenas em eucalipto "genericamente". Fica a sugestão para que nossos pesquisadores - a partir de materiais genéticos já melhorados nesse sentido - venham refinar a pesquisa e, pouco a pouco, produzir novas linhagens que incorporem esse comportamento, fato que beneficiaria a muitos. Abração.

Comentário de Lázara Lopes em 24 fevereiro 2012 às 13:30

Muito obrigada Thiago! Com certeza com essa explição tão bem detalhada, o dono da propiedade plantará os eucaliptos com tranquilidade! Mais uma vez obrigada!

Comentário de Thiago Tombini em 23 fevereiro 2012 às 12:20

Uma característica do sistema radicular (raízes) dos eucaliptos utilizados em plantios comerciais, que é a concentração, nos primeiros 60 cm do solo, das raízes responsáveis pela absorção de água e nutrientes. A raiz pivotante, que é a responsável pela sustentação da árvore, normalmente não ultrapassa a faixa dos 3 metros de profundidade.

Dessa forma, a crença popular de que a raiz de eucalipto cresce para baixo o mesmo tanto que a copa cresce para cima não condiz com a realidade, e jamais atingem os lençóis freáticos, situados os em profundidades bem maiores.

A folhagem ou copa do eucalipto retém menos água de chuva do que as árvores das florestas tropicais, que possuem copas mais amplas. Por isso, nos plantios de eucalipto mais água de chuva vai direto para o solo enquanto que na floresta tropical nativa a água retida nas copas das árvores evapora-se diretamente para a atmosfera. Entao condizendo a sua pergunta nao precisa se preocupar pois garanto que o poco artesiano  deste senhor 'e bem mais profundo que 30 metros (semiartesiano).

Comentário de Lázara Lopes em 23 fevereiro 2012 às 10:04

Obrigada Camila!

Comentário de Camila Queiroz em 22 fevereiro 2012 às 16:48

Sua dúvida, é a de muitos. 

Há uma série de discussão em torno desse assunto. A meu ver, o correto manejo e o bom senso (como o Fabricio discorreu com relação a proximidade de canais d'água'), o eucalipto se torna bem rentável.

Comentário de Lázara Lopes em 14 fevereiro 2012 às 14:15

Muito obrigada Fabricio por sua resposta!

Comentário de Fabricio Gusmão Ribon em 14 fevereiro 2012 às 12:56

Muito se fala nisso, mas que eu saiba não existe nenhum estudo cientifico a respeito. Ao meu ver não tem nenhum problema. O certo é que o plantio não poderá ser em cima da saída de água, e deverá os eucaliptos  a serem plantados uns 4 a 8 metros de distância, formando em volta uma área sombreada. Um problema que poderá ocorrer no futuro é que caso ele venha a realmente plantar e depois fazer o corte, a área vai ficar estremamente stressada, compactada, tendo em epocas de chuvas uma certa lixiviação( dependendo do terreno). Com certeza se plantar coqueiro anão ou alguma manga vai ser pior. Essas culturas chegam ao consumo de 150 litros /dia na época de crescimento dos frutos, a água do poço iria ficar por conta disso. Qualquer mais ajuda meu email é fabricio_ribon@yahoo.com.br

© 2020   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço