Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

O Jogo Chivas x Inter, pela final da LIBERTADORES, será realizado no novíssimo Estádio Omnilife, no México (Guadalajara).

Este Estádio, foi recém inaugurado numa partida entre Chivas e Manchester United. E o Chivas ganhou!!!

O Internacional fez o reconhecimento do gramado e sentiu o mesmo problema de adaptação que o Manchester, ao gramado.

Trata-se de um gramado sintético, segundo os jogadores, de "borracha e plástico", onde a bola é mais rápida, mais viva e, de quebra, no contato com a pele (carrinho) queima. . .

É fato que a tecnologia dos gramados esportivos sintéticos ainda não evoluiu o sificiente, para que estes possam concorrer com bons gramados naturais; vários também, são os estudos médicos que ligam os gramados sintéticos ao aumento de contusões. Apesar de toda essa resistência aos sintéticos, porém, o uso destes tende a aumentar, principalmente em Centros de Treinamento, onde haverá a opção de treino indor.

Exibições: 281

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Agronomia para adicionar comentários!

Entrar em Rede Agronomia

Comentário de Artur Melo em 19 agosto 2010 às 13:16
Incrível como o segundo jogo, ontem no Beira Rio, foi diferente. Todos os jogadores se lançando à bola com afinco e dando carrinhos... Coisa que não aconteceu no gramado sintético em Guadalaja. Ninguém queria se queimar no gramado. . .ARTUR MELO
Comentário de Alves Nascimento Filho em 12 agosto 2010 às 16:19
A FIFA permite jogos em gramados sintéticos, mas ouvi também bastante comentários ruins a respeito, principalmente sobre queimar a pele (carrinhos, queda, etc) e sobre problemas no joelho. Eu particularmente já joguei em grama sintética e na minha opinião prefiro sem sombra de dúvidas o campo natural.
Comentário de Artur Melo em 11 agosto 2010 às 15:46
E, se chover, no gramado sintético, o jogo ficará ainda mais complicado, devido ao acréscimo de velocidade da bola, quando toca o gramado. . .
Comentário de Artur Melo em 11 agosto 2010 às 14:19
O técnico Celso Roth, abandonou a diplomacia e reclamou da situação do gramado:

Nesta terça-feira, Roth deixou claro que não está nada feliz com a ideia de decidir uma Libertadores da América assim. O treinador lembrou que nem o clube mexicano está acostumado a jogar ali.

- "O que a gente estranha é que uma final de Libertadores tenha uma situação em que o Internacional não está acostumado e nem o time da casa, o dono do estádio. Ele também não está acostumado. Fez um jogo amistoso aqui, contra o Manchester, mas também não treina aqui. É essa a circunstância. O tamanho disso como problema eu não sei mensurar. Só sei que não vai ser normal. Isso não vai ser" – disse o técnico, colorado à Rede Globo.
Comentário de Artur Melo em 11 agosto 2010 às 13:54
Concordo, Gilberto.
Mas temos de reconhecer que os sintéticos evoluiram muito na última década. Um dia, poderão estar em condições de poderem ser utilizados em larga escala. Num futuro próximo, certamente não, mas a longo prazo, isso é possível.
ARTUR MELO
Comentário de Gilberto Fugimoto em 11 agosto 2010 às 13:15
Cá entre nós qualquer peladeiro sabe que gramado de grama sintética é muito bom para quadra que aluga o espaço por hora e tem ocupação o dia inteiro.
Futebol profissional devia ter outro tratamento...
Comentário de Artur Melo em 11 agosto 2010 às 12:03
O Gramado Esportivo sintético tem o seu papel e sua função. Com o tempo e a evolução tecnológica, passará a ganhar mais espaço. Principalmente em CTs, áreas de pisoteio intenso e onde há limitações para o gramado natural.
ARTUR MELO

© 2021   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço