Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

As principais funções do CREA é verificar, orientar e fiscalizar

- Verificar :- esta palavra tem que ser interpretada, como é composta na língua portuguesa, procurar a consistência social do profissional, que compõe a estrutura básica desta entidade.
Se acaso, quando se pesquisa sobre a presença profissional no mercado sendo ela física ou jurídica, ou ambos; então a verificação deve ser sobre sua sustentabilidade econômica, em caso de não conseguir pagar suas contribuições, a esta autarquia, e se ele não deveria ser sacrificado, com tais cobranças e agravantes sobre a sua renda, então temos na verdade a verificação.

- Orientação :- assim também isto nos diz, sobre quais as formas e maneiras do profissional, desempenhar sua capacitação associado a sua habilidade, realizando o trabalho que sua profissão exige na sociedade. Veja que nesta interpretação, temos a bem da classe e a bem da população.

- Fiscalização :- esta palavra é o papel da autarquia, evitando o abuso, e o mal exercício desta capacitação, além de contribuir em melhorar a ela, estimulando a habilidade deste profissional, não é apenas um meio de vida deste órgão que é público, não é apenas uma entidade arrecadadora, é uma autarquia com função de melhorar e perpetuar atividades relacionadas a Engenharia e a Agronomia.

O Código de Defesa do Consumidor garante a proteção tanto física como psíquica do consumidor, e vejam que somos todos consumidores, assim como somos todos trabalhadores. E é o que nos inclui na proteção a vida, ao meio ambiente, além e também da proteção no fator econômico, descriminando-se quais são esses direitos e qual a forma para viabilizar essa proteção :- Para que tal código tenha sua importância no desempenho. É que existe as autarquias públicas como o C.R.E.A. a Justiça, a Polícia, etc...agora se utilizar delas apenas como órgão de arrecadação, é no mínimo desonestidade, não é para isto que elas existem!. Enfim antes de cobrar, estas autarquias arrecadadoras deviam avaliar se este profissional, esta empresa, ou mesmo este empreendedor, ( trabalhador), esta arrecadando o suficiente para poder pagar o peso destas tributações, que nem sempre tem finalidade social, sendo fator de extermínio dos pequenos empreendedores e formadores de empregos deste Brasil. O que é triste e nos revolta, é que aquele que arrecada, não aceita diminuir seu caixa, doe a quem doer.
Cat 20/09/2.018 – Eng. Agr. Manoel José Sant´Anna.

Exibições: 50

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Agronomia para adicionar comentários!

Entrar em Rede Agronomia

© 2019   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço