Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

Guia para iniciantes sobre Agricultura de Precisão (AP)

Você se lembra da primeira vez que ouviu falar de agricultura de precisão (AP) ?

Hoje, um terço dos produtores brasileiros utilizam a AP, e esse número só tende a crescer.

No entanto, provavelmente você já ouviu falar de “comprar gato por lebre” dentro da Agricultura de Precisão.

E só existe um jeito disso não ocorrer e você poder tirar o máximo de benefícios da AP: conhecimento.

Por isso, hoje vou falar sobre tudo o que você precisa e ainda não lhe contaram sobre Agricultura de Precisão:

O que é Agricultura de Precisão?

Agricultura de Precisão é um conceito de manejo diferenciado das lavouras.

Esse manejo considera que as lavouras não são uniformes.

Ou seja, considera que cada pedaço de sua fazenda é diferente: seja no solo, no relevo, na temperatura, nas plantas que ali estão, etc.

Assim, é necessário um sistema de gestão que busque otimizar e aproveitar melhor cada porção da área.

Agricultura de Precisão também significa trabalhar levando em conta a sustentabilidade do sistema.

Continue lendo o artigo na íntegra aqui.......

Exibições: 38

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Agronomia para adicionar comentários!

Entrar em Rede Agronomia

Comentário de Eduardo B. Teixeira Mendes em 20 maio 2018 às 22:19
Bom, seria interessante saber a base de dados que a ABMR se utilizou. Se a base de dados foi o perfil do Produtor Rural Brasileiro, produzido pela CNA, isso representa menos de 20% dos produtores rurais.

Se for a própria pesquisa que a ABMR publicou, isso representou um universo menor ainda.

A estatística é uma ciência maravilhosa, porém o modo que inferimos sobre os dados podem causar distorções. Não sei se o atual censo agropecuário nos trará dados sobre a adoção da agricultura de precisão, porém ele é uma base mais ampla.

Mesmo, no caso do estado de SP, onde está sendo concluído o LUPA, não me recordo de ter visto dados específicos sobre a AP. E são dois exemplos de levantamentos censitários.

Por isso é importante te realizar uma análise crítica do dado. Eu concordo que o crescimento da AP é muito grande, mas vivenciando o atendimento de produtores rurais no interior de SP, eu não creio neste número tão elevado, quanto apresentado no seu artigo.

Fica a dica!
Comentário de Maikon Schiessl em 20 maio 2018 às 17:02

@eduardo, o dado é da ABMR de 2017, é o dado mais recente sobre o uso de AP.

Eu também concordo com vc que são muitos, mas no estudo eles levam em consideração que apenas usando alguma técnica de AP já é usuário desta tecnologia.

por exemplo, amostragem de solo.

Se for analisar o ciclo completo de AP, acredito que este número caia consideravelmente.

Comentário de Eduardo B. Teixeira Mendes em 19 maio 2018 às 1:07
É interessante, o artigo.
Porém tenho que discordar do dado apresentado no segundo parágrafo.

O país, tem mais de 6,5 milhões de produtores rurais destes, perto da metade são agricultores exclusivamente. O que representa mais de 3 milhões.

Eu particularmente não acredito que já tenhamos atingido mais de um milhão de usuários de AP. Qual seria a fonte desse um terço?
Comentário de José Leonel Rocha Lima em 17 maio 2018 às 20:17

Muito bom baixei o arquivo e vou dar uma lida!!!

© 2018   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

Offline

Vídeo ao vivo