Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

Engo. Agro. JOSÉ LUIZ VIANA DO COUTO

jviana@openlink.com.br

 

A maioria dos cálculos de drenagem pluvial, no Brasil, faz-se com base na chamada Fórmula Racional (Q=C.i.A/360), que estima a vazão máxima (Q) em uma bacia hidrográfica em função do coeficiente de escoamento superficial (C), da intensidade da chuva (i) e da área drenada (A). O método é simples, mas tem sérias limitações, a começar pela área, que não deve ser superior a 5 km2. Além do mais, costuma superdimensionar os resultados. Assim, numa área de 40 ha em Porto Alegre-RS (25 ha urbanizada, C=0,85 e 15 ha com mata, C=0,15), adotando uma chuva com 30 minutos de duração e 2 anos de recorrência, chega-se a uma vazão máxima de 4,11 m3/s.

 

Os norte-americanos, em vez do coeficiente de escoamento, costumam usar a curva-número (CN), que está relacionada ao tipo de solo e à ocupação que se faz do terreno. O método racional só calcula a vazão máxima mas, o ideal, é mostrar a forma da curva além do seu máximo. Pois bem. Está disponível na rede um programinha chamado WinTR-55 (Small Watershed Hydrology = Hidrologia de Pequenas Bacias), cuja tela de abertura (na parte de acima da Figura abaixo) e o resultado do cálculo (curva da vazão, abaixo), que eu superpus, estão mostrados a seguir.

 

 

Observe que a vazão máxima não chega a Q = 3,5 m3/s, ao contrário da fórmula Racional. Bacana é que o software, desenvolvido nos EUA, já trás com ele os dados de chuva de todas as cidades do seu território. De fazer inveja para o nosso programa do IRPF (embora com outra finalidade) do Ministério da Fazenda, pela sua performance.

 

Como há a necessidade de dados de chuva do lugar, para a confecção da curva, para usá-lo no Brasil, tomando a equação das Chuvas Intensas, fiz variar o Tempo de Recorrência, mantendo constante em 24 horas a duração da chuva.

 

Aliás, no menu de Ajuda do próprio programa, consta um extenso Manual de Uso, inclusive com alguns exercícios. O que você está esperando ? Mãos à obra.

Exibições: 183

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Agronomia para adicionar comentários!

Entrar em Rede Agronomia

© 2019   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço