Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

Engo. Agro. José Luiz Viana do Couto

jviana@openlink.com.br

 

.

Uma das coisas que diferencia as pessoas bem-sucedidas das demais é o uso que elas fazem do seu tempo, diz o pedagogo Luiz Moreno (Gestor: escravo ou dono do tempo ?, Revista Gestão Educacional, novembro 2011, pág.29).

.

Tirando o tempo gasto nos deslocamentos casa-trabalho, que em algumas cidades grandes, é considerável, o restante do nosso dia/noite, nós podemos “gerenciar”. Desconfie das pessoas que dizem “não ter tempo pra nada”.

.

Tive um amigo que, toda noite antes de deitar, fazia uma revisão mental de como havia distribuído o seu tempo durante o dia, e o que de produtivo havia conseguido fazer. A Figura abaixo reflete mais ou menos esta filosofia. Pense!

.

.

RECOMENDAÇÕES PARA O USO DO TEMPO

1 – PLANEJAR

Adote um plano de ação para o seu dia. Não deixe que suas ocupações diárias lhe roubem o tempo de planejar.

.

2 – CONCENTRAR-SE

Aqueles que têm sérios problemas com a falta de tempo estão, quase sempre, tentando fazer coisas demais simultaneamente.

.

3 – FAZER PAUSAS

Trabalho contínuo por longos períodos faz com que a sua energia diminua, o tédio se instale, venha o cansaço físico e a tensão se acumule. Digo que é o [u]ócio criativo[/u] (veja o meu exemplo, ao final deste texto).

.

4 – EVITAR A DESORDEM

Significa que você não vai empregar tempo em procurar as coisas. E o rendimento do seu serviço aumenta (o complemento é meu).

.

5 – NÃO SEJA PERFECCIONISTA

O seu esforço para conseguir o ótimo é alcançável, reconfortante e salutar mas, o seu empenho para atingir a perfeição, é quase inatingível, frustrante e neurótico.

.

6 – NÃO TENHA MEDO DE DIZER NÃO

Tem muita gente que se preocupa em não ofender os outros e acaba vivendo segundo as prioridades alheias.

.

7 – NÃO ADIAR

Não faça as coisas com pressa excessiva, mas tome a iniciativa, dê o primeiro passo e continue.

.

8 – CIRURGIA RADICAL

Se perde tempo com o que o aborrece (hábitos, rotinas e atividades) e o afastam dos seus objetivos, acabe com eles.

.

9 – DELEGAR

Concentre-se nas questões importantes e delegue as demais (mas fique sempre de olho) para os seus subordinados.

.

A MINHA EXPERIÊNCIA

Aproveite as oportunidades

Na única vez em minha vida profissional em que assumi um cargo de chefia, na década de 70, foi como Diretor do Departamento de Projetos e Financiamentos da Pesca Comercial, na Superintendência do Desenvolvimento da Pesca – SUDEPE, um órgão do Ministério da Agricultura, localizado aqui no Rio de Janeiro. Mais de 130 empresas de pesca, a maioria do Sul do país, tinham liberados recursos do Imposto de Renda para aplicarem no desenvolvimento da pesca comercial. A burocracia era infernal, com dezenas de análises técnicas, administrativas e contábeis para a liberação dos recursos. Empresários ou seus prepostos visitavam diariamente minha sala, querendo saber o andamento do seu processo e a data da liberação dos recursos. Na ocasião, não havia Internet e o desvio momentâneo (do trabalho) de um dos meus funcionários para informar o andamento, era improdutivo e criava uma intimidade indesejada por um possível favorecimento. Logo no início, vendo a situação calamitosa da atividade, parei para pensar e decidi: na parte da manhã, não faria parte da rotina e a usaria apenas para PENSAR. Antes, me inteirei de toda a rotina.

.

Em pouco tempo, criei um Quadro grande de camurça (com linhas de costura esticadas a letras feitas numa fita de PVC com uma maquineta manual) enfeitando a minha sala onde, nas linhas, relacionei todas as 130 empresas dependentes de liberação e, nas colunas verticais (como numa Planilha Excel), as várias etapas burocráticas que os pedidos de dinheiro feitos pelas empresas deveriam percorrer, até o final. Recomendei aos funcionários que, ao despacharem o processo de uma dada empresa de um setor para o outro, fossem até o tal quadro e espetassem um alfinete com bolinha de cor na ponta, na linha e coluna respectiva.

.

Pronto. Matei 2 coelhos com uma só cajadada: resolvi o problema burocrático e fiquei com mais tempo para simplificar os formulários com a decisão final da liberação que, antigamente, tinha várias folhas e eu (com a ajuda de um amigo Economista da empresa) reduzi para apenas três.

 

 

Exibições: 282

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Agronomia para adicionar comentários!

Entrar em Rede Agronomia

Comentário de JOSÉ LUIZ VIANA DO COUTO em 15 novembro 2011 às 6:23

Caros colegas Gilberto, Willian, João e Francisco,

Considerando a máxima que TEMPO É DINHEIRO, como Profissionais, quanto mais nos organizarmos, mais o nosso tempo vai RENDER (dividendos e satisfação pessoal). Por outro lado, uma faceta que não damos importância mas TEM, é executarmos as tarefas SEM QUALQUER QUESTIONAMENTO (mesmo que seja emanada do nosso superior hierárquico).

Lembro de uma construção civil que eu vi em 1968, quando fiz o Mestrado em Saúde Pública (Fiocruz - RJ). Era uma ETE com Filtro Biológico (um cilindro alto de concreto cheio de brita, com o esgoto circulando de cima para baixo). Nosso Professor de Saneamento nos chamou a atenção para um detalhe: ele tinha uma cúpula, também de concreto, em meia-laranja. A explicação: o projeto havia sido importado da França onde, no inverno, a neve prejudicava o tratamento. Só tem 2 detalhes: aqui no Rio não neva, e esta variante de ETE precisa de ar e luz pois a atividade principal é feita por microrganismos aeróbicos.

Algo parecido com a explicação que nos davam nossos Professores de Agricultura Geral para a necessidade de ararmos SEMPRE os solos (até o surgimento do Plantio Direto).

Resumo da ópera: TEMOS DE PENSAR !

Um abraço em todos.

Comentário de Francisco Cezar Dias em 14 novembro 2011 às 16:04

Se você não coordena, não se organiza, não acha tempo para nada, seu dia está improdutivo e você irado, descontente com seu desempenho, mas, é casado. Então tem uma oportunidade para mudar de vida.

Olhe para ela e veja que é uma especialista em organização. Sua colocação na sociedade ensinou isto a ela. Por isto estamos perdendo todos os postos de comando. Isto é inevitável. Tente mudar seus paradigmas. Organização é questão cultural. Pense nisto.

Comentário de João Antonio Pagliosa em 14 novembro 2011 às 16:00

Muito bom, José Luiz. É preciso sempre, simplificar as coisas.

João

Comentário de Willian Alves de Oliveira em 14 novembro 2011 às 11:29

é o meu tempo tambem é bem corrido preciso tomar uma decisão assim

Comentário de Gilberto Fugimoto em 14 novembro 2011 às 9:57

Caro José Luiz,

 

Ótima dica e experiência nesse tempo que não temos tempo pra nada...

© 2020   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço