Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

Mesa redonda: CRIAÇÃO DA AGENCIA NACIONAL DE ATER - 09/05 no RJ

CONVITE MESA REDONDA

LOCAL: CLUBE DE ENGENHARIA

Está sendo elaborada uma proposta de CRIAÇÃO DA AGENCIA NACIONAL DE ATER ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL, e para tanto realizaremos uma Mesa Redonda, no próximo dia 09 de maio de 2013, quinta-feira, das 14 às 18 horas, no auditório do Clube de Engenharia, Avenida Rio Branco 124/20º andar, Rio de Janeiro, RJ.

Já está confirmada a participação de representantes das entidades abaixo listadas na programação da Mesa Redonda.

MESA REDONDA

Tema: CRIAÇÃO DA AGENCIA NACIONAL DE ATER - ASSISTENCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

Data: 09 de maio de 2013, quinta-feira;          Horário: 14 às 18 horas,

Local: Clube de Engenharia, Avenida Rio Branco 124/20º andar, Rio de Janeiro, RJ.

 

Entidades Promotoras:

SENGE-RJ Sindicato dos Engenheiros do Estado do Rio de Janeiro

AEARJ Associação dos Engenheiros Agrônomos do Estado do Rio de Janeiro

FNEA Fórum Nacional dos Engenheiros Agrônomos

CLUBE DE ENGENHARIA

 

Expositores / Debatedores Convidados:

MDA, MAPA, FASER, ASBRAER,

EMATER-RIO, PESAGRO-RIO, EMBRAPA

AFERJ, CONFAEAB, APEFERJ

 

Eng. Agr. JORGE ANTONIO DA SILVA

Coordenador do FNEA

Diretor do SENGE-RJ

Conselheiro da AEARJ 

21-21792292 

21-84741018

Exibições: 549

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Agronomia para adicionar comentários!

Entrar em Rede Agronomia

Comentário de Márcio Sousa Rocha em 28 abril 2013 às 21:48

Concordo com o José Luiz. Assim que houver melhoria na produtividade dos agricultores familiares, o aumento da renda levará ao aumento da qualidade de vida. Observa-se hoje uma carência notável de assistencia à produtores familiares e o abandono das instituições de ATER existentes (há excessões), é perceptível os avanços alcançados por produtores que tem acesso a algum tipo de assistencia técnica.

Uso de técnicas que permitam avaliar objetivamente os resultados do trabalho de extenção é de fundamental importância para que a sociedae e as autoridades sejam sensibilizadas para a importância deste trabalho.

Parabéns pelo evento.

Comentário de Carlos André Gavinho em 27 abril 2013 às 16:32

Acredito que seja necessario determinar diretrizes basicas de trabalho, focalizando os objetivos que podem dinamizar as atividades, colocando em prãtica medotodologias que possam atender os interesses dos agricultores. no entanto nao se deve focar uma unica atividade, como por exemplo fomento crediticio, ou fomento de insumos, mas sim todos as demandas e atvidades ou metodologias de extensão. O excesso de foco em uma determinada prioridade governamental ou politica publica, acaba gerando distorções que se perdem e confundem os particiapantes e beneficiários, levando ao crescente desmantelamento do setor.

é essencial o planejamento e o cumprimento de metas, que não devem ser preenchidas com falsas informaçoes e paliativos somente para prestar conta ao TCU ou MDA. Infelizmente a intervencao politica tem gerado desequilibrio e desnorteamento da proposta de ATER. E prioritariamento a base de ATER são os tecnicos, os governos estaduais e prefeituras que nao contratam ou fazem concurso não merecem respeito da sociedade e dos agricultores. Eng. Agronomo - Manaus, AM

Comentário de Jorge Antonio RJ em 25 abril 2013 às 20:43

O objetivo da mesa redonda é conhecer o que está sendo pensado pelo Governo Federal sobre a Agencia.

Comentário de Jorge Antonio RJ em 25 abril 2013 às 20:42

São boas todas as contribuições recebidas e vamos externá-las na abertura da Mesa Redonda no dia 09/05.

Estamos vendo a possibilidade de transmissão online.

Comentário de Gustavo Santa ClaraRoque da Mata em 25 abril 2013 às 19:31

Uma solução simples e de graça controlando as pragas da lavoura do feijão no sertão do Ceará, e antes dessa assistência técnica, o agricultor usava "defensivo"eu gosto de chamar "veneno"na lagarta que atacava a sua lavoura e agora ele não precisa ir na cidade e comprar um "veneno"com um preço elevado e ainda parou de contaminar o solo, a sua familia e a ele próprio e ainda está agora consumindo o feijão. Ele agora não usa nada além de um extrato aquaso de folhas da planta NEEM INDIANO. Então fica a verdade: Ele aprendeu a preparar um extrato na sua propriedade e agora está super feliz e produzindo bem sem se preocupar em comprar na cidade aquele "veneno". ATER de qualidade, focada em solucionar o problema da lavoura e fazer o agricultor produzir dignimente. Produção limpa, com qualidade e regularidade. Segurança alimentar. fica a dica: http://youtu.be/rwheWpAyuWk

Comentário de Gustavo Santa ClaraRoque da Mata em 25 abril 2013 às 19:25

http://youtu.be/rwheWpAyuWk vejam este vídeo que criei.

Comentário de Gustavo Santa ClaraRoque da Mata em 25 abril 2013 às 19:22

Caros colegas Engenheiros Agrônomos,

Estou bastante preocupado com a situação da ATER no meu estado, Pernambuco e em todo o Nordeste. Trabalho supervisionando ATER por uma ONG e tenho 05 técnicos agrícolas sob a minha supervisão, porém, vejo que fora este trabalho que fazemos, que é muito pouco, pois a ONG não tem verba suficiente para comprar carro e nem moto propria e nem tem verba para dar continuidade da ATER durante todos os meses do ano, devido ao final do projeto financiado pela FBB, tudo vai parar. Vejo que o campo está sem técnicos, os Engenheiros Agrônomos estão sendo ignorados pelo poder público. As Prefeituras não tem secretarias de Agricultura com Engenheiros Agrônomos, e na sua maioria não tem Engenheiros Agrônomos na equipe técnica. Isso é um absurdo! Falta de Respeito! Meu desejo é que criemos uma LEI MUNICIPAL para que a Secretaria de Agricultura seja OBRIGADA A CONTRATAR UM ENGENHEIRO AGRÔNOMO. Não é possível que um município não conheça a necessidade técnica de todos os seus agricultores e agricultoras. Não tem um município em Pernambuco que tenha um plano estratégico de combate a pragas e doenças. Não existe um planejamento em forragens, safras, zoneamento agrícola, apoia na irrigação e drenagem. Se cada município contratar um Engenheiro Agrônomo para a secretaria de Agricultura vamos ter uma revolução no campo. Os técnicos do governo local são apenas técnicos agrícolas e nào estão preparados para ter uma visão completa das necessidades do campo e não podemos deixar o campo sem ATER. Preciso mobilizar todos os Engenheiros Agrônomos de Pernambuco para este movimento e ter o apoio de vários deputados federais e estaduais e do governador e criar esta LEI. 

Comentário de Ademir Vieira da Silva em 25 abril 2013 às 18:12

Concordo com o Francisco, a extinção da EMBRATER foi péssima. Esperamos que possamos ter uma Agência que cuide da direção estratégica geral e acompanhamento dassas ações. Esta empresa deverá ser entregue á um profissional técnico com perfil de administrador e nunca um político, caso contrário é melhor que não seja criada. São as referências que temos. O exemplo da EMBRAPA foi perfeito. 

Comentário de Francisco Lira em 25 abril 2013 às 15:23

 A extinção da EMBRATER foi um terrível golpe ao desenvolvimento da ATER brasileira. Se por um lado a EMBRAPA cresceu e virou referencia para o mundo, o abandono a assistência ao micro e pequeno produtor foi talvez o golpe mais terrível ao desenvolvimento da qualidade vida do agricultor familiar. Esperamos a volta de um empresa com a mesma eficiência e importância como a EMBRAPA no caso aplicado as pesquisas a quem realmente precisa e necessita.

Comentário de Albani A Pacheco Junior em 25 abril 2013 às 14:32

Que, por ocasião da possível criação desta agência, a assistência técnica seja realmente reconhecida como um insumo extremamente importante junto à atividade produtiva, e que nós profissionais da ASTEC  sejamos mais valorizados, além de, abrir novas possibilidades para nós profissionais que vivemos exclusivamente da ASTEC, e que atualmente enfrentamos a concorrência desleal de outros profissionais, e mesmo dentro da nossa própria categoria com os PHD's (Profissionais habilitados em defensivos) que só pensam em vender sem critérios técnicos, visando unicamente o recebimento de comissões de vendas, atrapalhando o trabalho dos assistentes técnicos de fato.

© 2020   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço