Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

O Estádio Mário Filho (Maracanã), recentemente reformado para o PAN2007, entra novamente em reforma, quebrando o anel inferior, onde era antiga geral e onde justamente ocorreu a última reforma...

Ou seja, para o PAN2007, a área onde era a Geral, foi reformada, para que o público pudesse ficar confortavelmente sentado, enquanto assite o espetáculo. Até aí, tudo correto!

O campo de jogo, teve sua cota rebaixada em cerca de 1,5m, para atender essa demanda do Comitê do PAN2007. Mas, é justamente essa área, recém reformada, por onde começa a intervenção (Foto - Genilson Araújo - Globo.com).

Claro que adaptações tem de ser feitas para adequar o Estádio às demandas da final de uma Copa do Mundo FIFA!

Porém, quebrar o que foi recém reformado causa espécie, principalmente porque se trata de obra recém executada (2005 a 2006), justamente para adequar o Maracanã a competições internacionais, como o torneio de futebol dos Jogos Panamericanos de 2007.

E o gasto de dinheiro, registre-se, dinheiro público, deveria ser mais fiscalizado, e ter projetos adequados e cuidadosos para evitar que num curtíssimo espaço de tempo haja necessidade de nova adequação.

E o campo de jogo também deve ser reformado, melhorando o sistema de macro-drenagem: a drenagem do campo para o fosso funciona a contento, porém, deste para fora do Estádio, por vezes entra em colapso e há refluxo de água para o campo. Além da drenagem, a grama em si tem de ser trocada, em função do excesso de uso, bem como da aparência manchada (diversas manchas de coloração diferentes), provavelmente oriunda de mutação varietal.

Exibições: 902

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Agronomia para adicionar comentários!

Entrar em Rede Agronomia

Comentário de Artur Melo em 5 setembro 2010 às 16:05
É Gilberto, como abordamos, chegam a ser 200 eventos no Gramado em 365 dias. . .
Porém as diferensas de tons de verde, no gramado, são mais ligadas a contaminação de invasoras, ou mutação varietal. . . De qualquer forma, na reforma do Estádio, deverá haver intervenção no campo, que deve solucionar o problema!
ARTUR MELO
Comentário de Gilberto Fugimoto em 4 setembro 2010 às 19:35
Caro Arthur,

Lembro do nosso curso de Gramados Esportivos que tivemos a oportunidade de visitar o gramado do Maracanã.


Realmente sem conhecer o projeto, fica difícil entender pra quê refazer uma obra, se já fora refeita para o PAN!
Síndrome de país rico...


Quanto ao gramado do Maracanã, pelos comentários naquela ocasião, fica difícil uma grama resistir a uso tão intenso e tão variado. Quanta diferença dos gramados europeus!
Comentário de Artur Melo em 4 setembro 2010 às 10:52
Alves,
Não parece o caso de contaminação varietal. Pelo menos não no plantio, pois demorou muito para ficar evidenciada a diferença de cores... Já houve, no Maracanã, diferença de variedades no plantio (em 2000), onde 1/3 do campo tinha uma cor diferente do restante do tempo. Mas desta vez (reforma 2005/2006, para o PAN) não parace ter sido o caso. Me parece mais uma mutação, ou invasão externa. . .
ARTUR MELO
Comentário de Afranio M. de Melo Franco em 4 setembro 2010 às 5:21
É ralmente uma vergonha o desperdício de dinheiro público neste país.
Comentário de Alves Nascimento Filho em 3 setembro 2010 às 23:10
...ou então contaminação mesmo, não? Grama misturada...
Comentário de Artur Melo em 3 setembro 2010 às 18:03

Na foto geral, vê-se o quanto o gramado está castigado e com diferente tons de verde (mutação varietal, provavelmente)

© 2022   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço