Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

Engo. Agro. JOSÉ LUIZ VIANA DO COUTO

jviana@openlink.com.br

.

A revista VEJA desta semana (No.2222) trás uma reportagem falando sobre o caso da bactéria (E.coli) que está assustando a Europa com mortes em série por infecções, após a ingestão de produtos orgânicos. Descobriu-se que o vilão eram brotos de feijão adubados com esterco mal curtido. Um alerta para quem faz compostagem sem se preocupar com a fase do processo em que a temperatura da massa deve elevar-se a 70oC, para exterminar esse tipo de microrganismo patogênico. O desperdício, no caso, refere-se à matéria orgânica, que compõe mais da metade dos nossos RSUs (lixo doméstico) mas que, por outro lado, permite a compostagem.

.

A mesma revista divulga uma entrevista com o ex-Presidente (dos EUA) Bill Clinton, de visita a São Paulo, dizendo que o Brasil desperdiça a oportunidade do aproveitamento da energia solar em seu território.

.

Após essa rápida vista d´olhos no semanário mais lido do Brasil, parei para pensar quanta coisa nós desperdiçamos no nosso dia a dia. A Figura abaixo, fruto das minhas elocubrações, lista uma série de desperdícios no Brasil (seja por excesso, ou por falta de aproveitamento), ligados aos ramos onde ocorrem.

.

.

Vejamos apenas 4 casos:

1 – O gás do lixo (GDL), principalmente o metano, polui o ar, é 21 vezes mais perigoso ao meio ambiente que o gás carbônico e quase não o aproveitamos para movimentar motores e gerar energia elétrica.

2 – Usamos vassoura d´água com água potável e nossas Companhias de Saneamento desperdiçam mais de 40% da água tratada. Isso sem falar da água da chuva, que só tem servido para gerar enchentes urbanas.

3 – Desmatamos para plantar monoculturas e, por não usarmos a tecnologia adequada (irrigação, no caso), estamos sempre ameaçando a invasão dos biomas e desperdiçando terras produtivas.

4 – O conhecimento tecnológico hoje disponível é suficiente para nos tornar um país desenvolvido (se o déficit de saneamento básico fosse preenchido, é claro) mas, nós o utilizamos com a mesma parcimônia do pacote Office da MS (Word, Excel, PowerPoint e Access), ou seja, apenas 10% do seu potencial.

.

Nos sites de relacionamento acontece a mesma coisa: falamos, falamos mas, cadê os resultados ? Temos massa crítica para fazer uma revolução (se cada qual fizesse a sua parte) mas, infelizmente, só sabemos nos lamentar e reclamar do Governo.

Exibições: 303

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Agronomia para adicionar comentários!

Entrar em Rede Agronomia

© 2020   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço