Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

O que acontece com os cafés especiais do Brasil

Por José Luiz Tejon Megido, Conselheiro Fiscal do Conselho Científico para Agricultura Sustentável (CCAS), Dirige o Núcleo de Agronegócio da ESPM, Comentarista da Rede Estadão.

O Brasil tem cafés especiais extraordinários e em alta qualidade, mas precisamos tomar cuidado com a realidade versus a percepção. Marketing significa arte mental, a percepção deve sempre ser ampla e criar um superávit de foco e priorização, porém se não for acompanhado por um sutil fio umbilical com a realidade, a coisa toda espana, e o que poderia ser uma boa intencionada valorização do café brasileiro pode o tiro sair pela culatra.

Na ótima rede social do café, Peabirus - do professor Sergio Pereira, o analista Bruno Souza comenta que estamos inventando uma banalização nacional do café especial. Ou seja, até 2008 os finalistas dos concursos internacionais de baristas no mundo usavam café brasileiro. Ultimamente apenas os competidores brasileiros usam café brasileiro.

A razão, perigosa, houve uma proliferação de café brasileiro vendido como especial, no processo lavado, que contém 70% de café no processo natural. Quer dizer, produtores compram café de outras regiões preparados com processos diferentes, com características distintas. São vendidos como puros, mas não são. Não são do mesmo terroir.

Atenção, o alerta para os cafés especiais brasileiros. Nada de apresentar um bom café, café bom, como se fosse maior e acima do bom e com preços de especiais. O especial precisa ser especial, senão vira banal. E aí fico com o analista. Vira commoditty de novo. De olho no café realmente especial.

Sobre o CCAS

O Conselho Científico para Agricultura Sustentável (CCAS) é uma organização da Sociedade Civil, criada em 15 de abril de 2011, com domicilio, sede e foro no município de São Paulo-SP, com o objetivo precípuo de discutir temas relacionados à sustentabilidade da agricultura e se posicionar, de maneira clara, sobre o assunto.

O CCAS é uma entidade privada, de natureza associativa, sem fins econômicos, pautando suas ações na imparcialidade, ética e transparência, sempre valorizando o conhecimento científico.

Os associados do CCAS são profissionais de diferentes formações e áreas de atuação, tanto na área pública quanto privada, que comungam o objetivo comum de pugnar pela sustentabilidade da agricultura brasileira. São profissionais que se destacam por suas atividades técnico-científicas e que se dispõem a apresentar fatos concretos, lastreados em verdades científicas, para comprovar a sustentabilidade das atividades agrícolas.

A agricultura, apesar da sua importância fundamental para o país e para cada cidadão, tem sua reputação e imagem em construção, alternando percepções positivas e negativas, não condizentes com a realidade. É preciso que professores, pesquisadores e especialistas no tema apresentem e discutam suas teses, estudos e opiniões, para melhor informação da sociedade. É importante que todo o conhecimento acumulado nas Universidades e Instituições de Pesquisa seja colocado à disposição da população, para que a realidade da agricultura, em especial seu caráter de sustentabilidade, transpareça. 

Mais informações no website: http://agriculturasustentavel.org.br/
Acompanhe também o CCAS no Facebook: http://www.facebook.com/agriculturasustentavel

 

Exibições: 103

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Agronomia para adicionar comentários!

Entrar em Rede Agronomia

© 2021   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço