Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

O REFLORESTAMENTO E A REDUÇÃO DA VAZÃO DE RIOS

No meu Facebook de hoje surgiu um tema interessante (vide abaixo). Um estudo científico teria comprovado que o plantio de árvores não é tão benéfico como propalado (*). Ou seja, encontraram uma correlação positiva entre esse plantio e a redução da vazão do rio da bacia onde se localizava.

Na verdade, trata-se de avaliar o custo/benefício do plantio. Há que considerar no consumo de água: o clima, o porte da árvore e a espécie, entre outros parâmetros. Em todo caso, devemos levar em conta, que a árvore em si já é formada por mais de 50% de água (vide abaixo) e que dos benefícios da presença da mesma, devemos descontar a parcela da interceptação (porção de água da chuva que evapora das folhas antes de tocar o chão, e que é de cerca de 17% na Amazônia); bem como a falta de proteção do solo devido à arquitetura (inclinação) das folhas, como ocorre com o eucalipto (isso sem falar da sua fama de abrigar poucas espécies de animais, afetando a biodiversidade).

A Figura abaixo mostra como a árvore se utiliza da água da chuva.

(*) Algo semelhante àquela velha discussão que aponta a árvore do eucalipto como uma bomba consumidora de água e que seca o solo onde é plantado.

Exibições: 38

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Agronomia para adicionar comentários!

Entrar em Rede Agronomia

Comentário de JOSÉ LUIZ VIANA DO COUTO em 22 janeiro 2020 às 15:37

© 2020   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço