Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

Com a recente escassez de água no Brasil, o mito da abundância de água quase caiu por terra e tivemos de apelar – pelo menos em estudos de viabilidade – para a salvadora dessalinização da água do mar, recorrendo a países que detêm a tecnologia, como a Espanha e Israel. Nem passou pela cabeça dos nossos dirigentes, buscar ajuda no Oriente Médio.

Acontece que é lá que essa técnica (também por questão de sobrevivência, como Israel) se desenvolve há décadas em sua plenitude. Ao ponto dos Emirados Árabes Unidos (além da opulência arquitetônica de Dubai) exibirem o terceiro maior consumo per cápita de água potável do mundo. Usando a energia térmica do gás de petróleo, a água é evaporada e se torna potável, através da destilação. Qualquer semelhança com a proximidade do mar e a abundância de petróleo na camada do pré-sal, no Rio de Janeiro, é mera coincidência. Um detalhe técnico é que a tecnologia que será vendida ao Brasil não é essa, mas aquela em que a água do mar passa sob grande pressão, em tubos revestidos por membranas.

Quatro anos atrás estive em Abu Dhabi, a capital dos EAU, para visitar minha filha, netas e genro, que moravam lá. E fiquei impressionado com a abundância de água, na irrigação extensiva das ruas (tinham executado recentemente o maior programa de arborização urbana do mundo), nos chafarizes públicos (para dessedentação e lavagem dos pés para a chamada do povo às mesquitas 5 vezes por dia) e até em cascatas nos shoppings (também os maiores do mundo).

Como sou especialista em irrigação, fotografei muita coisa e, na volta ao Brasil, resolvi elaborar uma apresentação em PowerPoint (vide anexo), que mostrei num Seminário de Arborização que ocorreu dias depois no Instituto de Florestas da UFRRJ, campus de Seropédica-RJ, onde me formei e lecionei por duas décadas.

Os lindos olhos da mulher de burca (*) que encabeça este tópico, significam que precisamos olhar com mais atenção e sem preconceitos, exemplos de tecnologia que não dominamos e que, às vezes, estão lá do outro lado do mundo.

Aqui está o meu trabalho:

Bom proveito.

P.S.: (*) Sabe o motivo do traje ? No início da Guerra do Golfo, os sheiks dos Emirados procuraram um dos Generais americanos presentes, se queixando que seus soldados estavam dando muito em cima das mulheres árabes, e a resposta do militar foi: “Só tem um jeito de evitar isso, cubram as suas mulheres da cabeça aos pés”. O que foi feito.

Exibições: 436

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Agronomia para adicionar comentários!

Entrar em Rede Agronomia

Comentário de JOSÉ LUIZ VIANA DO COUTO em 13 novembro 2015 às 17:58

Um interessante site sobre ÁGUA;

http://www.iagua.es/

Bom  proveito.

Comentário de JOSÉ LUIZ VIANA DO COUTO em 11 abril 2015 às 9:57

Marco Antonio,

Não fui aos Emirados para estudar a água, mas para rever minha família. Li sobre suas técnicas de dessalinização após a volta ao Brasil, pela Internet. Em princípio, a evaporação deixa a água literalmente limpa: só H2O e, assim, essa reposição de minerais parece que se torna, de fato, uma necessidade. Aliás, nesse processo (ou no de dessalinização), os árabes devem ter feito alguma besteira pois, em Abu Dhabi (onde fiquei), era grande o consumo de água potável vendida em garrafões para o consumo das famílias. Alguns diziam que era problema com Sódio, mas não posso garantir. Grato pelo depoimento.

Um abraço.

Comentário de JOSÉ LUIZ VIANA DO COUTO em 7 abril 2015 às 18:29

Aviso:

Os colegas que não conseguirem abrir a apresentação em PowerPoint e desejarem fazê-lo, enviem-me o seu e-mail que eu o anexarei.

Um abraço cordial,

José Luiz

© 2019   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço