Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

OS DESAFIOS DA QUALIDADE DO SOLO NO DIA NACIONAL DA CONSERVAÇÃO DO SOLO

Os desafios da qualidade do solo     15 de abril de 2021

Importância da adoção de práticas de manejo, políticas públicas e novas tecnologias serão temas do debate sobre a preservação do solo de forma sustentável

 

Convidados: Engenheiro Agrônomo, Dr. Celso Moretti - Presidente da Embrapa ;  Fernando Camargo - Secretário de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação do MAPA ;  Tim Thoden - Líder Global de Nematóides da Corteva Agriscience, Engenheiro Agrônomo, Dr. Pedro Luiz de Freitas - Pesquisador da Embrapa Solos, Engenheira Agrônoma Lúcia Anjos - Presidente da SBCS ; Gustavo Goretti - Coordenador de Geral de Irrigação_DEPROS/MAPA.   Moderação: Andressa Machado - Pesquisadora do Instituto Agronômico do Paraná

Embrapa Solos, Corteva Agriscience e Sociedade Brasileira de Ciência do Solo

                 Evento no Dia Nacional da Conservação do Solo.  

                 Em: http://www.youtube.com/watch?v=Yqk6PUynV-Y

 

O solo está na essência da agricultura e é um recurso indispensável para a manutenção da vida no planeta. Em 15 de abril, dia em que se celebram os esforços para a sua conservação, a Corteva Agriscience, a Sociedade Brasileira de Ciência do Solo (SBCS) e a Embrapa Solos promovem o evento “Os Desafios da Qualidade do Solo”, uma reflexão sobre a importância de realizar ações para preservar o solo e contribuir para o aumento da produção de alimentos com sustentabilidade.

Os caminhos para a conservação do solo - A conservação do solo representa o conjunto de princípios e práticas agrícolas destinadas a preservar a fertilidade química e as condições físicas e microbiológicas do solo. Importante componente dos ecossistemas, o solo integra o ciclo de produção de água e é a base dos biomas e de quase toda a produção de alimentos do planeta. Mesmo com tantas funções vitais para a sobrevivência humana, os solos sofrem um constante processo de degradação.  Estudos da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO/ONU) apontam que a erosão está entre os principais fatores de degradação dos solos. A erosão é o processo de perda de solo causada pelo efeito das chuvas e do vento, podendo ser agravada em solos agrícolas mal manejados e em pastagens degradadas. A inadequada cobertura vegetal e o baixo enraizamento nessas áreas, acabam contribuindo para o agravamento da erosão.  A boa notícia é que os esforços empreendidos nos últimos anos, associados ao crescente interesse das instituições de pesquisa e à conscientização dos produtores e de todos os envolvidos nas cadeias de produção agropecuárias têm gerado avanços na conservação dos solos.  No segundo semestre de 2020 (de julho a dezembro), a área de pastagens recuperadas atingiu a marca de mais de 372 mil hectares, o que corresponde a um crescimento de 98% da área em comparação ao mesmo período de 2019. O investimento, considerando somente a tecnologia de recuperação de pastagem, foi superior a R$ 876 milhões, 35% maior que o registrado anteriormente. O Plano ABC - responsável por fomentar tecnologias sustentáveis na pecuária para reduzir a emissão de Gases de Efeito Estufa - já investiu quase R$ 2 bilhões apenas nesse semestre, somando-se todas as 10 linhas de financiamento.

Exibições: 14

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Agronomia para adicionar comentários!

Entrar em Rede Agronomia

© 2021   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço