Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

Ponto de vista: Integração Lavoura Pecuária Floresta, uma ferramenta de valorização profissional.

Fonte foto :http://sfagro.uol.com.br/ Foto:Gabriel Rezende

O mundo caminha para a integração dos conhecimentos agronômicos objetivando aumento da produtividade no espaço tempo com sustentabilidade.  Assim com o País assumindo compromissos a nível internacional para o controle e redução das emissões de carbono surgiu o programa ABC Agricultura de Baixa emissão de Carbono e com ela a ILPF uma das ferramentas mais importantes nesse processo com produção de grãos, forrageiras e madeira e a pecuária integrada obtendo os benefícios da ambiência florestal e de pastagens com alta qualidade fruto de uma base com solos bem manejados.  

Assim a recuperação ate 2020 de 15 milhões de hectares de pastagens degradadas e a implantação de 4 milhões de hectares no modelo ILPF (MAPA 2012) tem permitido mudanças animadoras na agricultura brasileira e cabe ao Engenheiro Agrônomo a condução desse processo com sua formação plena e visão ampla dos conhecimentos e seu potencial de integrar de forma econômica e pratica aquilo que aprende nas faculdades na união da  produção vegetal, produção animal, engenharia rural, meio ambiente, energia e fibras a serviço da sociedade.

Nesse sentido torna-se imprescindível a criação de grupos de estudo nessa nova ‘’forma’’ de fazer agricultura nos cursos de Agronomia buscando a integração dos conhecimentos e o estímulo ao exercício profissional nessa promissora área, sendo assim peço aos estudantes  que lutem  por cursos de excelência, sejam os  protagonistas de sua formação cobrando de suas faculdades, colegiados e centros acadêmicos a bandeira da  formação plena condizente com o Decreto 23.196/33 complementada com demais leis, resoluções e as diretrizes curriculares do MEC bem como se atualizando as novas tecnologias.  Busquem assim ampliar seu leque de visão, visitando propriedades, exercitando a teoria na pratica e buscando ocupar os inúmeros espaços profissionais em nossas especialidades se possível valorizando o empreendedorismo. O mercado existe e sua evolução é constante. Não percam o ‘’bonde’’ ou ele será pego por profissionais de outras áreas.

Francisco Lira

Engenheiro Agrônomo Esp.

CREA-PI 18.222/D

Bibliografia recomendada

http://www.fca.unesp.br/Home/Graduacao/23196-33.pdf

http://catsorriso.com.br/noticia/sistema-integracao-lavoura-pecuari...

http://sfagro.uol.com.br/aprenda-a-calcular-sombreamento-em-sistema...

http://www.agricultura.gov.br/desenvolvimento-sustentavel/plano-abc

http://www.agricultura.gov.br/arq_editor/download.pdf

Exibições: 921

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Agronomia para adicionar comentários!

Entrar em Rede Agronomia

Comentário de Gilberto Fugimoto em 11 outubro 2016 às 10:04

Eu vejo grandes extensões de terra no Rio de Janeiro com um pasto que suporta 0,5 cab/ha. 

Vejo crédito rural disponível e vejo engenheiro agrônomo sem trabalho. 

Só não vejo por que não há um casamento de iniciativas que beneficiem a todos!

© 2022   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço