Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

No aproveitamento de pequenas quedas d´água, potências inferiores a 50 kW não são viáveis economicamente e, até o limite de 100 kW, são consideradas Micro-usinas. O limite máximo da PCH é 30.000 kW ou 30 mega watts.

Exibições: 162

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Agronomia para adicionar comentários!

Entrar em Rede Agronomia

Comentário de JOSÉ LUIZ VIANA DO COUTO em 20 novembro 2019 às 6:54

SELEÇÃO DA TURBINA

Para quedas acima de 10 m é recomendável que a turbina Francis possua caixa espiral, normalmente feita em chapa de aço soldada ou em ferro fundido. Suas dimensões são usadas no dimensionamento da casa de máquinas e do canal de fuga.

As dimensões básicas da turbina constam do Anexo 5.6.2/F do Manual de Microcentrais Hidrelétricas da Eletrobrás, 1985, pág.236. Todas as medidas são obtidas multiplicando-se os coeficientes da Tabela pelo valor do diâmetro nominal de saída do rotor da turbina (Dn), dado pela equação:

Dn = 0,3*H^1/8*Q + 1,05*H  onde H é a queda bruta (m) e Q é a vazão nominal (m³/s).

Dados:

  1. a) Queda bruta = 18 m (baixa, segundo a Eletrobrás)
  2. b) Vazão = 600 L/s = 0,6 m³/s

No caso, o diâmetro nominal será Dn = 19,2 m.

Indicação (ábaco): Turbina Francis (caixa em espiral)

© 2020   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço