Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

A Embrapa Meio Ambiente acaba de desenvolver um pulverizador costal (próprio para o pequeno produtor e a Agricultura Familiar) dotado de uma pequena bateria, que confere carga elétrica às gotas dos produtos, exatamente no bico do pulverizador (*). Assim, as gotas (eletrificadas) passam a funcionar como ímãs, ou seja, ao invés de se dispersarem no ar, elas 'grudam' nas superfícies (folhas) das plantas, o que aumenta em 70% a eficiência da aplicação.

Na pulverização convencional, cerca de 70% do agrotóxico aplicado acaba no solo ou é levado pelo vento. Nesta, o inverso acontece: 70% do produto fica grudado (eletricamente) na planta.

Outra vantagem: devido à dimensão das gotas (tipo neblina), o produto atinge também a face debaixo das folhas, o que é importante para combater certas pragas e doenças que preferem essa face mais protegida para se alojarem.

(*) http://g1.globo.com/economia/agronegocios/noticia/2016/05/embrapa-c...

Exibições: 572

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Agronomia para adicionar comentários!

Entrar em Rede Agronomia

Comentário de Gilberto Fugimoto em 22 maio 2016 às 21:04

 Muito bom resumo José Luiz!

Comentário de JOSÉ LUIZ VIANA DO COUTO em 22 maio 2016 às 15:34
Comentário de JOSÉ LUIZ VIANA DO COUTO em 22 maio 2016 às 13:47

(Divulgado no Globo Rural de hoje, 22.5.2016).

© 2020   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço