Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

CÂMARAS ESPECIALIZADAS DE AGRONOMIA DECIDEM QUESTÕES ESTRUTURAIS PARA A FORMAÇÃO DO ENGENHEIRO AGRÔNOMO

 

                Considerando o desafio de discutir as questões que impactam a qualidade do Ensino na Agronomia, com foco na formação de profissionais necessários para trabalhar sobre os grandes paradigmas do País, entre 17 e 19 de setembro de 2014, em Natal-RN, ocorreu a 3ª Reunião Nacional das Câmaras Especializadas de Agronomia dos Creas.

                Além de coordenadores representam instituições de ensino superior e entidades de classe nas Câmaras Especializadas de Agronomia, a reunião contou com palestras e participação de diversas instituições, representadas pelo Secretário Executivo Adjunto do Ministério da Educação-MEC, Vice Presidente da Confederação Nacional dos Engenheiros Agrônomos-CONFAEAB, Presidente da Associação Brasileira de Ensino Agrícola Superior-ABEAS, Conselheiros Federais.

                A reunião ocorreu sob os princípios democráticos do amplo debate e resultou em decisões significativas tomadas pelas Câmaras Especializadas de Agronomia dos Creas:

                - a padronização na denominação dos cursos de “Agronomia”, com o entendimento de que o Engenheiro Agrônomo tem formação sistêmica, eclética e holística, própria para problematizar e trabalhar soluções nos diversos campos do desenvolvimento tecnológico, das ciências sociais e humanas;

                - a manutenção das Diretrizes Curriculares Nacionais atuais diversificadas e amplas, mas com a determinação de labutar sobre conteúdos mínimos necessários para o título de Engenheiro Agrônomo;

                - a recomendação para a incorporação da “Residência” como instrumento para formação continuada, em nível de Especialização , após a Graduação em Agronomia;

                - o incentivo ao empreendedorismo nos cursos de Agronomia, inclusive mediante fomento às empresas juniores; além do conselho profissional elaborar normativo para estas iniciativas; e

                - o consenso de que é inapropriado o ensino à distância para a Graduação em Agronomia.

Exibições: 55

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Agronomia para adicionar comentários!

Entrar em Rede Agronomia

Comentário de Francisco Lira em 28 setembro 2014 às 13:34

Seria bom aproveitar e começar a ver a situação de algumas universidades irresponsáveis que vem reduzindo a grade curricular de nossos curso agronômicos a apenas atividades ligadas a fitotecnia uma verdadeira aberração, o exemplo disso vem da própria UFV  no campos florestal com uma grande que não atende  as nossas atribuições garantidas pelo decreto 23.196 de 12 de Outubro de 1933.

© 2018   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

Offline

Vídeo ao vivo