Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

RESÍDUOS DE CONSTRUÇÕES E DEMOLIÇÕES – RCD´s

Engo. Agro. JOSÉ LUIZ VIANA DO COUTO

jviana@openlink.com.br

.

Considerada a maior geradora de resíduos de todos os setores produtivos, a construção civil causa grandes impactos ambientais, como o consumo de recursos naturais, a modificação da paisagem e a geração de resíduos. A indústria da construção civil é responsável por cerca de 50% do peso total dos resíduos sólidos urbanos (RSU) produzidos diariamente em grandes cidades brasileiras com mais de 500.000 habitantes (CONAMA, 2000). A quantidade produzida é estimada em 50 kg/m2 de área construída (Andrade e aux., 2001), ou 0,5 t/hab.ano em 313 dias úteis. A madeira é o material predominante no volume de resíduos gerados em novas construções, e o concreto, nas demolições (Pinto, 1999).

.

Na Figura abaixo, resumimos as etapas de um Programa de Gerenciamento de RCD, as Leis que regulam a matéria, as Classes de resíduos segundo o Conama, os danos que causam ao meio ambiente e as soluções dos problemas.

.

.

TIPOS E DESTINAÇÃO

A: alvenaria e concreto (agregados) e solo são reutilizáveis e recicláveis, com destino em estradas, pisos, calçadas, fabricação de tijolos e bloquetes (para piso intertravado), aterros de jazidas abandonadas e brechós.

B: plástico, papel, vidro, madeira, ferro são outros recicláveis (voltam ao ciclo produtivo).

C: gesso, não reciclável.

D: tintas, solventes, óleos e vernizes, são resíduos perigosos.

.

PARTICIPAÇÃO EM RELAÇÃO AOS RSUs

No Brasil, varia de 41 a 70% (Pinto, 2003). Em Belo Horizonte-MG é de 30 a 50% e em São Paulo-SP é de mais de 50%. O aumento do poder aquisitivo do brasileiro na última década e a proximidade da Copa do Mundo de Futebol e das Olimpíadas, certamente deverão contribuir para aumentar ainda mais esta relação.

.

O material reciclado (nas Estações de Reciclagem de Entulho – vide foto no ramo de SOLUÇÕES, na Figura acima) tem sido utilizado pela Prefeitura de Belo Horizonte-MG, em obras de manutenção de instalações de apoio à limpeza urbana, em obras de vias públicas e, ainda, em obras de infra-estrutura em vilas e favelas.

.

Leitura interessante sobre os RCDs você encontra neste texto do Ministério Público do Estado de São Paulo:

www.mp.go.gov.br/portalweb/hp/9/docs/rsudoutrina_27.pdf

Bom proveito!

Exibições: 479

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Agronomia para adicionar comentários!

Entrar em Rede Agronomia

© 2019   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço