Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

SOBRE A FUSÃO DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA COM O DO MEIO AMBIENTE.

Sobre FUSÃO dos MINISTÉRIOS DA AGRICULTURA E MEIO AMBIENTE.

Essa ideia ressurgiu com o Novo Presidente da República. Sob o ponto de vista da competência e valorização da Profissão do Engenheiro Agrônomo, quero dizer que SOU TOTALMENTE FAVORÁVEL. Somando, integramos atividades que são essencialmente nossas.

Essa ideia, aliás, não é nova. Antes era assim. Em 1964 foi convidado a Ministro da Agricultura o Professor Eng. Agr. Hugo Leme, da ESALQ, que nesse mesmo ano, elaborou o texto da LEI DO CÓDIGO FLORESTAL. Considero magistral esse texto sob o ponto de vista conceitual. Ou seja, Agricultura e Meio Ambiente unidos na mesma plataforma.

E não é nova, essa ideia, inclusive, porque a Secretaria da Agricultura do ESP, funcionava de maneira integrada com o meio ambiente, até lá pelos anos de 1980. Sumariamente, tínhamos duas Coordenadorias: a da ’Produção Agrícola’ e a da ‘Pesquisa dos Recursos Naturais’. Pois, como fazer agricultura sem uma base profunda de manejo do solo, da água, do clima, da flora e da fauna? Base que faz parte de nossa atribuição. Na Coordenadoria da Produção Agrícola estavam o IAC- Instituto de Agronomia de Campinas e o IE- Instituto de Economia Agrícola. Na ‘Coordenadoria da Pesquisa dos Recursos Naturais’ estavam: o ‘IGG – Instituto Geográfico e Geológico’, o ‘IBo – Instituto de Botânica’ e  o ‘IF- Instituto Florestal’. Tudo integrado e funcionando MUITO BEM, sob a liderança de engenheiros agrônomos.

IMPORTANTE CONSIDERAR, que sob esse enfoque, a atividade dos engenheiros agrônomos não está restrita à zona rural e, SIM, ABRANGE IGUALMENTE A ZONA URBANA e de expansão urbana. Pois, claro, que o manejo dos recursos naturais renováveis implica a implantação do Código Florestal também nas zonas urbanas e na preservação das partes altamente vulneráveis geomorfologicamente. Além da crescente atividade agrícola em pequenas áreas e não nos esquecendo do potencial da ‘agricultura vertical’ cada vez mais significativo nas zonas urbanas.

Bem, vamos continuando esse assunto através dos debates, que ora estamos propondo.

Exibições: 85

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Agronomia para adicionar comentários!

Entrar em Rede Agronomia

Comentário de Rodolfo Geiser em 25 janeiro 2019 às 14:19

Pois é, Manoel, Está tudo muito quieto. Passivos. O que precisamos fazer para botar lenha nessa fogueira? Tema da máxima importância para nós...

Comentário de Manoel José Sant´Anna em 25 janeiro 2019 às 13:54

Obrigado!. Aguardo a inflamação do assunto!. Passividade ! Quando as chamas ardem, incomoda e agiliza até as tartarugas!.

Comentário de Rodolfo Geiser em 25 janeiro 2019 às 7:54

Colega Manoel,Gostei de seus comentários. Tudo de bom, Rodolfo.

Comentário de Manoel José Sant´Anna em 25 janeiro 2019 às 7:24

UM CONTEÚDO ADICIONAL, SOBRE A UNIÃO AMBIENTAL A AGRICULTURA:-

O Brasil  ONDE MUITO SE COBRA,E  POR AINDA NÃO TER SIDO DEGRADADO, pois ainda tem 61% do seu território coberto por vegetação nativa. Os Estados Unidos têm 23% e a Europa - que “tanto se preocupa” ( com os outros) ,com o tratamento que damos ao nosso ambiente – tem nada mais do que 1%.

Do total de 851 milhões ha do território brasileiro,  e temos apenas 55 milhões de hectares que estão sendo cultivados e dos 340 milhões de hectares considerados aptos para a agricultura, sendo mais de 200 milhões que são Reserva Legal obrigatória, resultado da retenção pelo Código Florestal - a depender da sua localização - de 20%, 35% ou 80% da área da propriedade, com mais de 4 módulos, e desta forma ainda podemos produzir em 85% desta nossa pátria, temos o AGRO para o mundo, portanto é só conciliar com a economia mundial, para ser um BRASIL emergente, cujo papel é muito  nosso ENGENHEIROS AGRÔNOMOS, e isto não precisará ser mostrado, pois todos poderão ver!.

Comentário de Manoel José Sant´Anna em 25 janeiro 2019 às 7:13

  ENGENHEIRO AGRÔNOMO - MANOEL JOSÉ SANT´ANNA - Fone 17-3524.1174   

                           - O MEIO AMBIENTE – “Debate pela junção  a Agricultura”

 

Para as Nações Unidas, MEIO AMBIENTE é o conjunto de componentes físicos, químicos, biológicos, e sociais capazes de causar efeitos diretos ou indiretos, isto em um prazo curto ou longo, sobre os seres vivos e as atividades humanas.  Enfim MEIO AMBIENTE, é tudo que existe em nosso meio, do qual convivemos e sobrevivemos, usando-o ou não, mas o qual faz parte, e deve permanecer da forma mais imutável possível, ( sendo que já existia, e nunca foi nocivo), pois a natureza não foi criada para apenas uma geração.

 

             -  O NOSSO BRASIL - (Quanto a qualidade de vida e o nosso meio ambiente)-

 

                BRASIL - O País reduziu o índice de desmatamento, o consumo de gazes que provocam o buraco de Ozônio, e aumentou sua eficiência energética, com o maior uso das fontes renováveis de energia.

                NO MUNDO - O acesso à água potável, deve ser universalizado, mas a meta de melhorar as condições de moradia e do saneamento básico ainda vão depender de investimentos, a serem realizados de acordo com as prioridades adotadas pelos países. O ( O.D.M./7 ) -  ( Objetivos de Desenvolvimento do Milênio para os próximos 7 anos), é considerado um dos mais complexos para o Brasil, principalmente na questão de acesso aos serviços de saneamento básico, em regiões remotas e zonas rurais.

                O QUE AINDA NÃO FOI CUMPRIDO - Promover o desenvolvimento sustentável, reduzir a perda da diversidade biológica, pelo menos pela metade, proporcionar a população acesso a água potável e evitar o esgotamento sanitário até 2.016. ( Já venceu o prazo ).

 

EXEMPLO  DA CIDADANIA: - Afinal do que estamos falando - Isto ocorreu a mais de quarenta anos - Em uma Faculdade da UNESP, os alunos se reúnem para montar uma República, que pela divisão das tarefas e despesas, torna suas vidas mais baratas e sustentáveis para o período dos 4 anos. Bem Uma delas tinha o banheiro do lado de fora, sem forro, mas encostado a estrutura da casa. Para não terem que limpar e higienizar o que sujavam, passaram a usar o vaso e deixar ao lado o papel higiênico utilizado. Isto ia aumentando dia a dia, a faxineira também como esta fora da residência pouco se importava, um belo dia não deu mais para entrar no banheiro para fazer as necessidades fisiológicas, então como solução um deles colocou fogo nestes papéis, bem não viu que a estrutura que suportava o telhado era de madeira, daí já entenderam né... pegou fogo no banheiro, e em parte da casa, os bombeiros evitou que alastrassem para  as casas vizinhas. ( Desleixo, Preguiça, inconseqüência, Irresponsabilidade, DESCASO COM O MEIO AMBIENTE, eis um exemplo da educação do nosso povo e isto, só muda com a maioridade cultural de cada um, E ACONTECE PELA EVOLUÇÃO  .

 

          NÃO ACEITAREMOS A EVOLUÇÃO, PARA UM BRASIL EMERGENTE!. Se não educamos nossos filhos, sobre como deve comportar-se na sociedade!. Não existe vantagens em tudo, e o maior malandro que existe, vai ter seu dia de otário! Nada pode ser bonito ou engraçado, se vai existir prejuízos a outros ou a si próprio!. Educar são atos contínuos... diários e todos nós somos educadores, não adianta deixar para outros, ou cobrar de terceiros, se na educação de nossa família, não exercemos nossa obrigação.  Se assim acontecer, vamos então considerar NOSSO BRASIL , um país emergente, que também quer dizer em evolução.

 

         Nós ENGENHEIROS AGRÔNOMOS, que temos uma das profissões mais diversificadas, e talvez menos valorizadas, devemos ser muito mais aplicados culturalmente!. Pois... obter diversas funções de capacitação, nos imprime também diversas responsabilidades a serem cobradas!. Isto se aplica em maior carga cultural!. Implica em mais educação!. Implica em mais aperfeiçoamentos!. Implica em mais cidadania!. ISTO ENVOLVE O AMBIENTE!. Dai talvez seja nossa depreciação!. Assim pois expor-se neste cabedal de conhecimento e participação profissional na sociedade, requer o fato de agradar a ela, que é assegurarmos por  bom trabalho nosso, PRODUZIR, SATISFAZER, DAR SUSTENTABILIDADE E PRESERVAR O AMBIENTE, então estamos envolvidos diretamente com agricultura e meio ambiente.

© 2019   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço