Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

Engo. Agro. JOSÉ LUIZ VIANA DO COUTO

jviana@openlink.com.br

.

Por sugestão de um amigo, participei ontem à tarde de uma reunião no Clube de Engenharia, para discutir as alternativas da construção de um túnel extravasor de drenagem ou de piscinões, com vistas à solução dos problemas de drenagem aqui no Rio de Janeiro (capital).

.

A NOVELA DO TÚNEL

Li na web (*) nota de O Globo, de 15/1/11 dando conta que uma comissão do Clube de Engenharia se deteve durante alguns meses sobre um projeto para o Rio elaborado na década de 70, pela antiga Superintendência de Urbanização e Saneamento – SURSAN: o Túnel Extravasor, que chegou a ser iniciado em 1971 mas parou em seguida. Depois de atualizado, o projeto foi encaminhado ao atual prefeito Eduardo Paes para implementação em caráter de urgência, ainda no 1o. semestre de 2010. Mas parou de novo. Com cerca de 7,5 km de extensão e escavado em rocha sã, o túnel atenderia alguns bairros das zonas Norte (Tijuca, Andaraí, Maracanã, Estácio e Pça. da Bandeira) e Sul (Horto, Jardim Botânico, Lagoa e Gávea). Veja croqui na Figura abaixo. O pequeno círculo branco próximo ao extremo superior é o estádio do Maracanã, e a seta pra baixo, o sentido do escoamento.

.

.

DESVANTAGENS DOS PISCINÕES

Apesar de serem bem mais baratos de construir do que um túnel quase todo em granito, foi demonstrado na reunião do Clube que:

a)     eles retêm um volume bem menor do que o transportado pelo túnel;

b)     não há áreas nas redondezas propícias para a sua construção; e

c)      acumulariam muito lixo, encarecendo a manutenção.

.

Uma solução engenhosa aventada pelo Eng. Paulo Canedo, da COPPE/RJ, que fazia parte da banca, sugeria a utilização dos canais do Mangue e do Maracanã como piscinões, após fechada comporta que seria instalada na saída para o mar (próximo ao antigo cais do porto, a Nordeste da foto) e o bombeamento das águas cerca de 2 horas antes das chuvas intensas, de modo a prepara-los como bacia de retenção.

.

CONCLUSÕES

1 – Numa visão global, as duas soluções devem ser consideradas;

2 – O projeto do túnel, por ser antigo, deve ser completamente revisado;

3 – Os piscinões deveriam ser projetados com moto-bombas extravasoras;

4 – O lixo jogado nas ruas é um grande entrave para os piscinões; e

5 – Outras alternativas técnicas devem ser estudadas.

.

(*) http://mundodaimpermeabilizacao.blogspot.com/2011/01/rio-de-janeiro...

 

Exibições: 663

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Agronomia para adicionar comentários!

Entrar em Rede Agronomia

© 2019   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço