Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

URGENTE: PL 1016/2015 que prejudica a classe agronômica tem parecer do Deputado Alberto Fraga (DEM-DF) pela sua aprovação.

A  Agronomia curso de extrema importância nacional  vem sofrendo com a fragmentação e sombreamento com outras profissões. Com os zootecnistas não é deferente, embora essa área exercida no passado unicamente por profissionais de Agronomia e Veterinária vem sofrendo com ações de ordem apelativa como projetos de lei visando tirar da classe Agronômica um importante e histórica área de atuação que emprega milhares de colegas.

Cabe destacar ainda que a zootecnia construída no seio agronômico com atribuições muito bem destacadas no Decreto 23.196/1933, bem como na resolução 218 de 1973 respaldada pela lei 5194/1966 e bem como na resolução 01 de fevereiro de 2006  para as diretrizes curriculares do Ministério de educação para os cursos de Agronomia mostram a importância da produção animal(zootecnia) na formação plena e holística  para nossa profissão.

O reflexo dessa importante área tem sido visto nos relevantes serviços que os Engenheiros Agrônomos tem mostrado a mais de 100 anos nessa área multidisciplinar, sendo estes maioria em Embrapas como Gado de Corte e Leite e em instituições de ensino como a Esalq, onde o departamento de zootecnia é vinculado a um dos melhores cursos de Agronomia do mundo, assim como no meu curso de formação Agronomia-CCA-UFPI onde o departamento de zootecnia a grande maioria dos docentes são Engenheiros Agrônomos bem como em outras dezenas de centros de ensino, pesquisa, extensão e na iniciativa privada contribuído para tornar a produção animal brasileira forte e competitiva.

Nesse sentindo faz-se necessário  mobilização nacional de todos os profissionais, estudantes, docentes, lideranças bem como Médicos  Veterinários no sentido de acordar para a realidade do momento e lutar contra essa afronta que buscando reserva de mercado para um profissão especifica, o que é inadmissível haja visto que a zootecnia é uma área multidisciplinar. Assim ou defendemos com fervor nossas atribuições ou aos poucos seremos substituídos por zootecnistas, engenheiros de horticultura, florestais, agrícolas tecnólogos e profissionais de ensino médio.

É preciso então acordar, enquanto a grande força profissional do setor produtivo primário brasileiro temos plenas condições de exigir o devido respeito a nossa profissão.

É preciso construir a defesa profissional de nossa profissão, de nossos profissionais pelo bem da Agronomia brasileira.

PETIÇÃO CONTRA O PL ASSINE:http://www.peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=BR82803

PL 1016 :http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/fichadetramitacao?idProposi...

Contato Deputado:http://www.camara.leg.br/Internet/Deputado/dep_Detalhe.asp?id=73579

Facebook Deputado:https://www.facebook.com/albertofraga.oficial/?fref=ts

Parece contrario a Agronomia:http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/prop_mostrarintegra?codteor...

Francisco Lira

Engenheiro Agrônomo Esp.

CREA-PI  18.222/D

 

 

Exibições: 563

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Agronomia para adicionar comentários!

Entrar em Rede Agronomia

Comentário de Manoel José Sant´Anna em 4 setembro 2017 às 16:58

Podemos assinar quantas vezes for necessária!!!???. Afinal os técnicos da foto, estão avaliando volume de massa ???!!, Estão avaliando infestação de cigarrinhas??!!. Ou resultados de métodos rotacionais??!!. Qualquer que seja a resposta, vão precisar de um Engenheiro Agrônomo!. ( Especialista em desenvolvimento de gramíneas e teor proteico do capim, ou de um especialista em entomologia, para identificação da praga e sua forma de controle, um especialista em corretivos e adubações, para recuperar o pasto na rotação!) 

Comentário de CESAR ROSA em 3 setembro 2017 às 21:43

Já consta a minha assinatura de n°32.

Comentário de Eduardo B. Teixeira Mendes em 19 agosto 2017 às 22:39
Já havia assinado uma vez

© 2017   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

Offline

Vídeo ao vivo