Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

Comentários de Jose Luiz M Garcia

Caixa de Recados (23 comentários)

Você precisa ser um membro de Rede Agronomia para adicionar comentários!

Entrar em Rede Agronomia

Às 19:50 em 12 setembro 2020, Marcos Henrique da Silva disse...

Olá , através de muita pesquisa e estudos , realizei uma recomendação pelo método equilibrio de Albrecht, e fiquei surpreso com as diferenças, na recomendção de calagem , por exemplo, enquanto que pelo método de saturação de bases o resultado foi uma recomendação de 300 kg de calcario dolomítico/ ha, pelo método Albrecht foram 445 kg/ha de Calcário Dolomítico mais 500 kg/ha de Calcário calcítico, visto que o solo possui 472,9 kg/ha de Ca e o equilíbrio seria de 841,68 kg/ha. O que você me diz, será que está correto? Agora , irei apresentar este projeto a uma instituição bancária para fins de financiamento para aplicação em uma área de pastagem. Será que o método será aceito, de acordo com as normas do Crédito Rural?

Às 22:46 em 25 junho 2017, Jardel Ernesto Pansini disse...

Boa Noite, vi alguns tópicos sobre o método Albrecht, gostaria de saber se tem algum material, de como aplicar realmente este método, desde ja agradeço.

Às 10:07 em 1 fevereiro 2017, João Francisco Neto disse...

Como você também estou na defesa de um modelo alternativo para o cultivo do solo. Até escrevi um manual que foi editado pela Nobel e cuja reedição foi suspensa, pq suposta-mente hoje tá tudo na Internet. Entretanto que história é essa de que "permanecer no erro é goiano?". Poderia ser gay, muçulmano, lésbico, baiano...numa retórica que está preocupando o mundo tendo como porta-voz o Trump. Reflita sobre o que está escrevendo e permaneça na defesa de uma alternativa aos modelos insustentáveis sem entrar e retóricas de natureza preconceituosas. Por Favor.

João Neto. Agrônomo, nascido em Goiás, autor do Manual de Horticultura Ecológica.

 

Às 0:30 em 24 setembro 2016, Gustavo Maicon disse...

José, tudo bem?

O Agrobusca é uma plataforma online de venda de defensivos agrícolas. Através dela você pode disponibilizar um serviço completo para o produtor, desde a prescrição até a entrega dos agroquímicos.

Para você oferecer o menor preço, nós negociamos com a indústria e disponibilizamos tudo em seu celular e computador. Durante a negociação, garantimos todo o suporte necessário e depois que o pedido é realizado, depositamos sua comissão. Pra você não se preocupar, cuidamos da entrega.

Comece a negociar, cadastre-se em: www.agrobusca.com

Se tiver dúvidas, fale conosco em: contato@agrobusca.com

Às 0:13 em 9 setembro 2016, Fernando Eovídio da R Figueiredo disse...

Fala Garoto... olha só onde vim te achar de novo... havia perdido os seus contatos (perdi todos os dados do pc com virus e foi punk a coisa...) e não consegui mais te achar nos últimos tempos... espero que agora não perca mais. Espero que esteja tudo bem com Vc.

Às 14:52 em 2 setembro 2015, Gilberto Fugimoto disse...

Ola José Luiz,

Grato pela msg.

Vc tem muito a ensinar à galera na Rede Agronomia.

Não se furte a compartilhar o que sabe, a Rede é um esforço permanente de comunicação.

abração

Às 18:39 em 10 julho 2015, André Signori disse...

Ok, conversei com a empresa e preciso do valor do curso todo para propor ao Paulo D'Andrea e toda a diretoria, podes me enviar por Email: andre.signori@microgeo.com.br.

abraço

Às 17:39 em 10 julho 2015, André Signori disse...

Tranquilo José, gostaria de ver quanto a esse curso que falaste, quais os assuntos que abordas e qual o numero minimo de participantes alem do valor de investimento pois a possibilidades de juntarmos alguns proficionais para que seja viavel este curso.

Às 15:32 em 10 julho 2015, André Signori disse...

Boa tarde José,

Sou André Signori, academico do ultimo semestre de agronomia na Faculdade de Itapiranga - SC. Moro em São Pedro das Missões - RS, e li seu comentario sobre o uso do refratômetro para medição do BRIX e também que o Senhor faz na lavoura a medição do K+, Ca, Mg, pH e NO³ da seiva da planta. Gostaria de saber qual método usa e se podes me disponibilizar essa metodologia. Trabalho na Microbiol detentora da Tecnologia Microgeo(R) e essas analises me ajudaram muito a reforçar o uso de Microrganismos no solo para as culturas em geral.

Desde ja Agradeço pela atenção. obrigado

Às 9:46 em 1 julho 2015, Dhiego César Oliveira Riva Neto disse...

Bom Dia José,

Bom sou Acadêmico de Agronomia no IFMT Campus Confresa - MT

Estou finalizando o 5º Período.

moro na região do Vale do Araguaia, interior do Mato Grosso, aonde está tendo uma expansão enorme da agricultura, as culturas predominantes aqui na minha região é a Soja, Milho e Arroz.

Minhas áreas de interesse é a revenda e atuar fixo na propriedade, um bom dia pra ti. 

ATT: Dhiego Riva. 

Às 11:40 em 5 junho 2015, Maria Alcinda Jardim disse...

Estou feliz por ter colegas da área tão próximos a mim. Agradeço imensamente ao carinho de acolhida, quero receber informações, dicas e compartilhar o que sei com todos vocês do grupo.

Às 18:59 em 2 junho 2015, Maria Alcinda Jardim disse...

 

Colega, participei do curso  Asseagri onde aprendi a trabalhar com Geo com Arcgis e Qgis p/ o CAR o legal é que após o curso o prof. nos encaminhou material, exercícios para reforçarmos o que foi visto  no curso. Vale a pena conferir www.asseagrimg.com.br Abriram novas inscrições, tenho certeza que irá gostar.

Nova turma dias 12 e 13 de junho. Recebi o folder do curso agorinha. As vagas são limitadas. Consegui fazer porque fiquei na lista de espera.

Às 18:59 em 2 junho 2015, Maria Alcinda Jardim disse...

Às 22:48 em 6 maio 2015, Francisco Lira disse...

Desculpas aceitas Ilustre colega Jose Luiz, muitas vezes no fervor das situações isso acontece, abraços.

Às 16:06 em 1 maio 2015, José Leonel Rocha Lima disse...

Caro colega,

Agradeço o seu oferecimento e disposição.

Também estamos à disposição na nossa associação profissional AEARJ.

Atenciosamente,

José Leonel

Às 13:53 em 23 abril 2015, Gilberto Fugimoto disse...

Ola José Luiz,

A ideia é compartilhar sua experiência com os colegas da Rede Agronomia.

Pensei em postar no Blog para a chamada dessa experiência. O debate mais amiúde serve o para os Grupos de Discussão.

Sempre mas acho importante compartilhar a experiência profissional (especialmente mais novos) na condução do manejo integrado.

abração

Às 11:16 em 23 abril 2015, Gilberto Fugimoto disse...

Ola José Luiz,

Gostei da sua postagem sobre seu trabalho de consultoria em manejo integrado (pelo que entendi) nas grandes culturas.

Se possível, poste um blog aqui na Rede compartilhando suas experiências.

Grato pela atenção.

abração

Às 21:50 em 16 dezembro 2014, Paulo Renato Morales Vaz disse...

Bacana... avise a data sim .. se for possível quem sabe participe.... Abraços

Às 12:57 em 10 dezembro 2014, Paulo Renato Morales Vaz disse...

Os conceitos de Albrecht são a base dos trabalhos que faço com produtores assistidos aqui na região oeste do Paraná, tenho uma coleta de dados de resultados, que tem me servido de parâmetro para afinar as duvidas que surgem, utilizo ainda do DRIS para confrontar as respostas. Com isso tenho conseguido encontrar boas respostas  nas recomendações. Mas sempre procuro acumular novos conceitos e pontos de vistas. Gostaria de saber como podemos trocar estas experiências?

Às 9:11 em 26 novembro 2014, Gustavo Santa ClaraRoque da Mata disse...

Mestre Garcia,

Preciso me atualizar na questão de equilibrio das bases e lembro que quando o senhor me enviou aquele saquinho plástico com algumas gramas de ácido húmicos e fúlvicos, para mim foi uma revolução e quando mostrei para o pessoal da cana-de-açúcar eles nem sabiam o que poderiam fazer e o potencial. Mas agora vejo que várias empresas estão colocando o termo ác.humico em suas apresentações e nem sempre vendem o que anunciam.

Prazer novamente em dialogar com vossa senhoria e mande um abraço para seu filho filho. e preciso receber um novo material do senhor neste email groquedamata@gmail.com estou no fone celular(tim) 81-9971.1736 

© 2020   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço