Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

ATER - Assistência Técnica e Extensão Rural

Informação

ATER - Assistência Técnica e Extensão Rural

Grupo voltado para discussões sobre o atual modelo de ATER no Brasil.

Local: Brasil
Membros: 79
Última atividade: 15 Ago

Fórum de discussão

Livro sobre Extensão Rural e Assistência Técnica

Bom diaEm anexo Livro sobre Assistência Técnica e extensão RuralAbraçoContinuar

Iniciado por Marcelo Antonio Araldi Brandoli 15 Ago.

Senado aprova a criação da Anater

19/11/2013 - 19h10 Plenário - Votações - Atualizado em 19/11/2013 - 20h26Senado aprova a criação da Anater …Continuar

Iniciado por Marcus Peixoto 22 Nov, 2013.

PLC nº 81/2013 (PL n° 5.740-E, de 2013, na Câmara dos Deputados) - cria a ANATER

O momento é de discussão do conteúdo do , que tramita no Senado Federal e autoriza o Poder…Continuar

Iniciado por Marcus Peixoto 24 Out, 2013.

Auditoria do TCU sobre a PNATER e PRONATER

Caros membros do Grupo,Percebendo uma falta de tópicos neste importante momento para a ATER no Brasil, sugiro uma leitura e debate do relatório de de auditoria operacional realizada em conjunto pela…Continuar

Iniciado por Marcus Peixoto 24 Out, 2013.

Caixa de Recados

Comentar

Você precisa ser um membro de ATER - Assistência Técnica e Extensão Rural para adicionar comentários!

Comentário de Carlos Magno Marcelino Santos em 29 novembro 2020 às 22:51

Por favor, já existe documento referente a este estudo? "MAPA prioriza o atendimento ao"Médio Produtor". Neste sentido está em andamento pesquisa sobre características e demandas dos "Médios Produtores" em todo País"

Comentário de Eduardo B. Teixeira Mendes em 31 março 2017 às 1:57

Kléber, é muito importante esta informação que você está passando sobre o desenvolvimento de uma política de ATER para médios produtores. Acredito que existam várias formas de facilitar o acesso a assistência técnica, desde convênios, como você disse. Mas recentemente tenho pensado muito na assistência vinculada ao crédito rural.

Sabemos, inúmeros produtores somente tem o contato com profissionais não ligado a revendas, quando eles buscam financiamento nos bancos. O MCR, trata a assistência técnica como opcional... e se ela fosse tornada obrigatória?

Comentário de KLEBER SOUZA DOS SANTOS em 26 março 2017 às 5:08

Certamente, Eduardo. Precisamos lembrar que o "Médio Produtor", que tem importantíssimo papel social, está carente de ATER. Entre os órgãos federais o MAPA, considerando objetivo de universalizar ATER para agricultores familiares e "médios produtores", o MAPA prioriza o atendimento ao"Médio Produtor". Neste sentido está em andamento pesquisa sobre características e demandas dos "Médios Produtores" em todo País; em função desta pesquisa foram efetivados convênios, até o momento, com 14 unidades federativas estaduais mais o DF. Em relação aos escritórios de planejamento (ATER "privada") o MAPA está elaborando critérios para credenciamento de prestadores de ATER (públicos e privados).

Comentário de Eduardo B. Teixeira Mendes em 20 fevereiro 2017 às 0:32

Caro Kleber, a discussão sobre ATER é fundamental. Devemos lembrar que além dos pilares colocados pelo PNATER, que é fundamentalmente destinado ao atendimento do pequeno agricultor.

Mas eu digo, que hoje uma das categorias, mais desassistidas de apoio técnico é o médio agricultor, pois em geral ele não é alvo de políticas públicas, que corretamente atendem os menores, mas em geral o médio produtor também não pode contratar os serviços especializados de grandes empresas de assessoria, como os grandes produtores.

Infelizmente este médio produtor, fica a mercê dos técnicos e agrônomos de balcão ou de vendas a domicílio, que não tem compromisso com produção econômica e ambientalmente sustentável.

Eu atuo como ATER privado, buscando atender tanto pequenos como médios produtores. Como meu trabalho não é vinculado a nenhuma atividade de venda ou promoção de produtos, tenho muito compromisso com o meu cliente.

E digo que nesta discussão sobre a ATER, não podemos deixar de lado a ATER Privada.

Comentário de KLEBER SOUZA DOS SANTOS em 19 fevereiro 2017 às 19:45

Realmente, temos muito para conversar sobre ATER. Ainda mais com atual momento vivenciado pelo País. A ANATER continua a existir por lei, mas está em fase de estruturação; entaõ, o que esperamos e queremos sobre o atuação da ANATER para dinamizar a ATER no País? Quais Ministérios teriam capacidade de dinamizar a ATER? Como as entidades de classe poderiam influenciar o processo de ATER, com as condicionantes de universalizar o atendimento com prioridade aos pequenos produtores rurais, com atenção à qualificação dos Extensionistas?

Comentário de Eduardo B. Teixeira Mendes em 2 fevereiro 2017 às 0:16

Caros colegas... será que não temos nada para discutir sobre a ATER no Brasil??? Os debates estão paralisados há meses.

Comentário de KLEBER SOUZA DOS SANTOS em 5 fevereiro 2016 às 1:31

A ANATER está em processo de implementação com a designação de membros após a posse do presidente, engenheiro agrônomo Paulo Guilherme. Importante discutir criticamente o atual momento visando a contribuição da categoria agronômica para a implementação de ATER de qualidade como instrumento de desenvolvimento sócioeconômico!

Comentário de Maria Alcinda Jardim em 1 junho 2015 às 16:26

Pessoal, participei do curso  Asseagri onde aprendi a trabalhar com Geo com Arcgis e Qgis p/ o CAR o legal é que após o curso o prof. nos encaminhou material, exercícios para reforçarmos o que foi visto  no curso. Vale a pena conferir www.asseagimg.com.br Abriram novas inscrições, tenho certeza que irão gostar.

Comentário de Gustavo Santa ClaraRoque da Mata em 24 novembro 2014 às 11:12

 Estou comercializando um produto já consagrado Europa e EUA, na agricultura orgânica- TORTA de Neem Indiano e Óleo de Neem indiano."

Comentário de Marcus Peixoto em 7 julho 2014 às 17:58

Para quem ainda não sabe, saiu o DECRETO Nº 8.252, DE 26 DE MAIO DE 2014 da Anater foi editado. Vai demorar "um pouco" até serem instituídos a Diretoria-Executiva, o Conselho de Administração, o Conselho Fiscal, o Conselho Assessor Nacional.

Depois de constituídos, segundo o Decreto, teremos de esperar por:

  • aprovação do estatuto social (pelo Conselho de Administração, 60 dias após criado)
  • política de atuação institucional,
  • planejamento estratégico,
  • plano de trabalho anual,
  • proposta do orçamento-programa e o plano de aplicações,
  • plano de gestão de pessoal e ao plano de cargos, salários e benefícios, e o quadro de pessoal;
  • regulamento para o credenciamento de pessoas físicas e jurídicas para a prestação de serviços de assistência técnica e extensão rural; e o regulamento de licitações e contratos, convênios e instrumentos congêneres relativos a obras, serviços, inclusive de publicidade, compras, alienações e locações (até 26 de setembro).

  • valor da remuneração dos membros da Diretoria-Executiva

  • contrato de gestão com o Ministério do Desenvolvimento Agrário
  • seleção para admissão de pessoal (concurso público)

Além disso a Anater terá que ter uma sede plenamente instalada, e terá que definir os padrões de atuação dos técnicos, treina-los, supervisionar os trabalhos, etc.

Me palpite é de que, na melhor e mais otimista das hipóteses, seus trabalhos se iniciarão somente em 2015.

 

Membros (79)

 
 
 

© 2021   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço