Abordagem sobre a necessidade de ampliação dos recursos disponibilizados pelos governos (federal, estaduais e municipais) e pela iniciativa privada, destinados à implantação das tecnologias já disponíveis, objetivando a produção pecuária sustentável.
104 Members

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Rede Agronomia.

Os comentários estão fechados.

Comentários

  • Sim, mas justamente o que tenho dito, a falta de iniciativas até hoje, só mostra oportunidades não exploradas!

    Ainda sobre o tema, espero postar nos próximos dias, artigo que derruba a visão que eu tinha sobre pastejo rotacionado.

  • Acho que me expressei mal. Gostaria de ter dito Assistência Técnica pública.

    Com exceção do Sul e Sudeste, a situação dos colegas é muito ruim.

    Os conhecimentos técnicos existem desde o final da década de 50. Infelizmente o setor não propiciou ganhos para os Engenheiros Agrônomos, por isso, não evoluímos nisto. Então, em relação ao case, me refiro a colocar uma área para produzir com o objetivo de fazer o pecuarista entender que é possível investir com altos lucros. Muito mais do que se consegue nas áreas de agricultura de commodities. Isto falando em lucro liquido. 

  • Caro Francisco,

    Tudo que você está dizendo está coberto de razão (menos qto a misturar política, até pq os temas de debates sao separados). 

    A falta do estudo e publicação de um case de sucesso so mostra que ainda há grandes oportunidades de trabalho!

  • Trabalhar com agricultura é extremamente rentável, com pecuária, rentável e prazeroso. Com integração para carne e leite, o refino da técnica, mas que nunca vi um case de sucesso.

  • Obrigado, Gilberto.

    Sou profissional de campo e acumulei muita experiência nestes 37 anos de Assessoria/ Consultoria em solos do Cerrado brasileiro com grãos, fibras e pastagens.

    Infelizmente quando você mistura trabalho com política a coisa desanda. Acho linda e legítima estas iniciativas de vocês. Alerto apenas que nossas escolas foram excelentes em passar a técnica mas, pífias, pra não dizer zero, em avaliar as condições financeiras de um investimento. Então, começar uma iniciativa destas sem se atentar para detalhes extremamente importantes, pode ser mais uma iniciativa sem justificativas. 

  • 569 cabeças em 55 ha? 

    Excelente Francisco!

  • 1490417322?profile=RESIZE_1024x1024

  • Sistema rotacionado com 11 piquetes, num total de 55 há, com pilheta de 60 mil l de água, abastecidos com reservatório com 60 mil l de água.

    Pastoreio de 569 cabeças. Foi solicitado ao proprietário animais com era de 10 1 14 meses. Foi adquirido os animais acabados com 2,8 anos e peso médio de 21 @. Isto não dá dinheiro.

  • 1490411488?profile=RESIZE_1024x1024

  • Os que ainda insistem na pecuária extensiva desaparecerão do processo produtivo. Fatos a serem considerados:

    Quem faz a diferença são os consumidores que buscam gado exclusivamente a pasto e precoce.

    São 17 sintomas que são tratados no rebanho com remédio e dizem respeito exclusivamente a desnutrição.

    Não conheço o rebanho da região, mas, quem fornecerá reposição porque o rotacionado exige um volume muito grande de animais.

    O capim terá que ser tratado como cultura e, para tanto, precisará de recursos para implantar novos projetos.

    Os investimentos poderão ser feitos em parceria com investidores através de arrendamento ou como opção para o proprietário.

    Precisa evoluir, além do acabamento, a cria e o leite.

    Mão de obra especializada no manejo do gado e assistência técnica com profundos conhecimentos da formação, manutenção do capim e da exploração do capim pelos animais.

    Necessário fazer um case de 50 ha rodando, com controle de custos e produtividade para que os pecuaristas entendam de onde retornará seu dinheiro investido. Etc...

This reply was deleted.

Curso de "Preparação de Documentos da Qualidade para Indústrias de Alimentos"

Apresentação Curso QUALI03 "Preparação de Documentos da Qualidade para Indústrias de Alimentos" Datadia 12/02 - 08h às 12hdia 12/02 - 13h às 17hdia 13/02 - 08h às 12h LocalAuditório CRMV/MG (Uberlândia, MG)RealizaçãoAgropec Pesquisa, Extensão e ConsultoriaConselho Regional de Medicina Veterinária de Minas GeraisInstituto Mineiro de Agropecuária Localização LocalAuditório CRMV/MG EndereçoRua Santos Dumont, 562 - AuditórioBairro CentroUberlândia - MG Programação A Portaria nº 1.323/2013 do…

Saiba mais…
0 respostas

Nova Praga das pastagens e cultivos.

ESTA PRAGA VEM PROVOCANDO DANOS EM VÁRIAS LAVOURAS. TRATA-SE DE UM MICRO COLEÓPTERO DE HÁBITOS NOTURNOS QUE INICIA SEU ATAQUE APÓS AS 3 h DA TARDE. É MUITO RÁPIDO E DIFICIL DE SE DETECTAR. POR SEU VOO LIGEIRO, NA COSTA RICA É CHAMADO DE AVIONITO PELOS AGRICULTORES E TAMBÉM DE PULGA SALTONA. SEU ATAQUE INICIA QUANDO AS PLANTULAS ESTAO IMERGINDO. RASPA E SUGA AS FOLHAS INJETANDO UMA SUBSTANCIA QUE TALVEZ SEJA PARA FACILITAR A RASPAGEM QUE TEM UMA AÇAO LETAL A CULTURA MATANDO AS PLANTAS COM IDADE…

Saiba mais…
0 respostas