Agrotóxicos

No site da uol sob o titulo ¨Paraiso dos Agrotóxicos ¨ escrito por Henrique Kuglerem 13.09.2012 ele diz Brasil lixeira do planeta.Desde 2008 o maior consumidor de insumos quimicos para a agricultura, substancias proibidas em outros paises tem mercado fertil em terras Brasileiras descorre sobre o tema e cita  dados do IBGE  que dizem que para cada dolar gasto na compra de agrotóxicos podem ser gastos pelos cofres públicos 1,28 dolares com a saúde e de acordo com Vagner Soares estes custos referem-se a intoxicações agudas e se levar em conta a contaminação ambiental os casos cronicos as cifras podem ser assustadoramente maiores diz Henrique que seja na agricultura familiar ou em grandes propriedades, o impacto na saúde pública abrange vasto território nacional e diferentes grupos populacionais, afirma ele que de acordo com o ¨Dossie ¨publicado em abril pela Associação Brasileira  De Saúde Coletiva-ABRASCO.Isto é um resumo apenas do que esta pessoa escreveu sob este titulo.

Já no site Yahho escrito por Tatiana Achcar o titulo é ¨Veneno Esta na Mesa ( e o antidoto Tambem) Ela cita que há 3 anos o Brasil é o campeão mundial no uso de agrotóxicos, são 850 milhões de litros por ano, 1/5 do que todo o planeta consome, diz ela que na ponta do lapis esta a disposição de cada individuo 5 litros de veneno por ano,sob os agrotóxicos banidos em outros paises e que o coquetel ingerido no consumo de frutas e verduras pode causar o mal  de parkisom e alzheimer e outras doenças degenerativas, puros ou associados aumentam os casos de cancer,abortos,doenças neurologicas,e mal estar entre agricultores e consumidores.Isto é apenas um resumo do que esta pessoa escreveu sob este titulo.

Coloco este resumo se cert ou errado mas esta nos sites a disposição para qualquer internalta ter acesso, não conheço os citados mas pelos titulos realmente acho que eles se baseiam em dados retirados de fontes seguras para pubicarem isto nos sites citados.

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Rede Agronomia.