Confea (24)

CCEAGRO Rigor aos Cursos EAD

Agronomia EAD: Restrição e Rigor 

Aconteceu a 2ª Reunião Ordinária da Coordenadoria de Câmaras Especializadas de Agronomia (CCEAGRO), no plenário do Crea-GO entre 22 e 24 de maio. A CCEAGRO é a instância que reúne as Câmaras de Agronomia dos CREAS de todos os Estados.

10637614081?profile=original

Os conselheiros reunidos, apontaram questões relacionadas à educação e sinalizaram que podem não ser reconhecidos integralmente as atribuições de egressos dos cursos EaD que não atendam aos requisitos necessários previstos nas Diretrizes Curriculares Nacionais (Resolução CNE 1/2006).

O debate tratou da Lei de Diretrizes e Bases da Educação, e do Decreto 23.196/33. O Decreto que regulamenta o exercício da Agronomia, proíbe cursos por correspondência, conforme Parágrafo único do Art. 1º.  Além disso, a Resolução CNE que dispõe sobre as Diretrizes Curriculares prevê que o projeto pedagógico deverá contemplar integração entre teoria e prática

Com base nesses entendimentos, os Creas deverão visitar os Cursos EAD em Agronomia a fim de observar a qualidade do serviço prestado e esclarecer aos alunos e formandos desta modalidade sobre os riscos quanto a eventuais restrições de atribuição profissional caso haja limitações nos projetos pedagógicos. 

10637614684?profile=original

Livro de Ordem

Foi sugerido também a aplicação do Livro de Ordem sobre assistência técnica agronômica e a adaptação da experiência do Crea-GO para os demais Regionais.

O Livro de Ordem eletrônico já vem sendo adotado pelo Crea-GO especialmente para a modalidade de engenharia mecânica, mas também para aviação agrícola; controle de qualidade na indústria de alimentos; execução de pesquisa mineral; serviços de execução de lavra e beneficiamentos minerais; serviços de perfuração tubular; e obras públicas.

Trata-se de um registro obrigatório de atividades técnicas. A não adoção do documento nos casos obrigatórios será impeditivo para emissão de Certidão de Acervo Técnico (CAT) e pode ser considerado indício de acobertamento profissional, nos termos previstos na Resolução nº 1.094/2017 do Confea, que trata da adoção do Livro de Ordem de obras e serviços das profissões abrangidas pelo Sistema Confea/Crea.

Download

Veja aqui a íntegra da Resolução CNE 01/2006, institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de graduação em Engenharia Agronômica ou Agronomia.

Resolucao CNE 01 2016 Agronomia.pdf

Saiba mais…

Encontro Brasileiro de Entidades da Agronomia

CONFAEAB Promove Encontro Coordenadores Curso de Agronomia

10637594491?profile=original

Um encontro inédito na Agronomia Nacional e em plena pandemia, mas com todos os protocolos de higiene, distanciamento e taxa de lotação reduzida, a CONFAEB promoveu o Encontro de Coordenadores de Curso de Agronomia em Curitiba, PR, em 18 a 20 de novembro último.

O evento contou com o patrocínio do Confea e teve apoio da Mútua, do Crea-PR e da Federação dos Engenheiros Agrônomos do Paraná (FEA-PR).

O Encontro tratou de diversos temas como:

  1. EAD na Agronomia, Certificação Profissional,
  2. TCC Inovador,
  3. Fazenda Experimental e Dias de Campo,
  4. Experiências de Internacionalização do Ensino da Agronomia,
  5. Qualidade no Ensino da Agronomia,
  6. Entidades de Classe,
  7. Atribuições e Formação Profissional,
  8. Programa de Residência Profissional e Agrícola do MAPA.

Ao final uma Mesa Redonda promoveu debate entre os presentes e a CONFAEAB obteve da grande maioria do público presente apoio para representar as grandes questões da formação e exercício profissional.

10637595096?profile=original

 

Conclusões
Entre as conclusões promovida pelo debate na Mesa Redonda foram acordadas as seguintes propostas:

•    criação de um grupo permanente no Wattzap reunindo os Coordenadores de Cursos  de Agronomia;
•     definição de um espaço/ fórum de Coordenadores no CBA 2021;
•     tratativas com MEC, CNE e Confea, visando inserir a Confaeab nas decisões relacionadas ao ensino de Agronomia no Brasil (cadastramento, recadastramento, registro cursos, qualidade dos Cursos); 
•    estabelecer quais os conteúdos legais (decretos, leis, DCN) essenciais a serem trabalhados presencialmente – considerando também posicionamento de manter as atuais DCN estabelecidas por meio da Resolução CNE n º 1/2006;
•     analisar a viabilidade da implantação do Programa de Certificação Profissional na Agronomia;  
•    encaminhar às Câmaras de Agronomia destaque para   o Decreto 23.196/33 como referência na análise de concessão de atribuições (além da análise do projeto político pedagógico);
•     estimular parcerias dos cursos de Agronomia com organizações (entidades de classe, empresas e conselho profissional), visando fortalecer ações de ensino-pesquisa-extensão na formação profissional da agronomia e trabalhar junto ao Confea sobre a escolha dos pareceristas sobre análise de demanda de novos cursos de Agronomia.

Saiba mais…

Aprovada Audiência Pública

Audiência Pública Exorbitância de Atribuições Profissionais sobre a Agronomia

10637595289?profile=original

A CONFAEAB agradece o apoio dos Conselheiros Federais e do CONFEA na aprovação da Audiência Pública para tratar do problema de Conflitos de Atribuições Profissionais com Técnicos de Nível Médio.

Uma conquista de articulação da CONFAEAB e uma resposta à demanda da Categoria na luta pela Valorização Profissional

Saiba mais…

CEF Paga Menos à Agronomia

Entidades Nacionais Protocolam Documento na CEF Pela Isonomia do Valor da Hora Técnica

10637591685?profile=original

Na tarde desta quarta-feira, dia 06/11, as entidades nacionais, CONFAEAB, FNE, FISENGE e CONFEA, representadas respectivamente pelos Engenheiros Kleber Santos, José Luiz Azambuja, Fabio Rezende e João Bosco Lima Filho, estiveram em reunião em Brasília, na CEF com a equipe responsável pelos editais para credenciamento de empresas especializadas para contratação de serviços técnicos de Engenharia, Arquitetura, Agronomia e Geologia composta por Angélica Djenane Philippe Correa, Superintendente Nacional S.E. - Rede Executiva de Habitação; Thatiane Pales Machado, Gerente Executiva S.E – GN Padrões e Empreendimentos Críticos; Filipe Neri Gerente nacional da área de Contratação; e Renato Luiz Fernandes, Gerente Nacional S.E. - Fábrica de Crédito PJ e Agro.

O objetivo da reunião foi requerer a alteração dos editais corrigindo e diferença de valores da hora técnica para atividades de agronomia e demais atividades de engenharia (vejam abaixo o inteiro teor do documento subscrito pelas entidades nacionais).

A equipe da CEF apresentou suas considerações fundamentadas em pesquisas de valores que teria amparo legal. Informaram também que tais valores vêm sendo mantidos desde 2014 e que não haveria prejuízos para os engenheiros agrônomos uma vez que as contratações consideram os orçamentos elaborados pelos próprios profissionais da agronomia.

Os representantes das entidades reforçaram posicionamento pela isonomia uma vez que todos os profissionais da engenharia são regidos pela mesma legislação e tem as mesmas responsabilidades técnicas. Mantiveram a solicitação de revisão dos valores, considerando que os mesmos estariam desatualizados e que existe uma referência de valores com base na Lei 4950-A/66. Foi sugerido levar em conta a tabela de honorários do SENGE-RS onde a hora técnica é fixada em 2% do salário mínimo profissional que a valores atuais chega a 180 reais.

Como encaminhamentos a CEF responderá formalmente ao documento protocolado e se comprometeu de encaminhar ao setor competente solicitação para atualização da pesquisa que serve de base aos valores da hora técnica fixados nos editais.

Vamos aguardar o retorno para definirmos os próximos passos.

Fonte: Confaeab

https://confaeab.com/acontece-agronomia

Saiba mais…

Campanha de Regularização de Empresas da Agronomia

Confaeab em Campanha junto a Empresas da Agronomia

10637592066?profile=original

Com a saída dos Técnicos Agrícolas do Sistema CONFEA / CREA haverá um vácuo jurídico especialmente nas empresas do grupo Agronomia registradas nos CREAs. 

Muitos órgãos públicos exigem que empresas estejam registradas no CREA para exercer as atividades profissionais como Crédito Rural, Georreferenciamento, emissão de laudos etc. 

Ocorre que empresas que tenham RT como Técnico Agrícola, embora uma minoria, deverão se regularizar caso queiram permanecer no CREA, contratando profissional de Nível Superior.

Uma questão pouco comentada é que com a baixa da responsabilidade técnica junto ao CREA, o contrato social precisa ser alterado, do contrário a empresa fica irregular inclusive perante a Receita Federal e a Lei Federal 6938/81, que exige o registro de empresas que desenvolvam atividades ligadas a profissões regulamentadas.

Em razão disso a CONFAEAB iniciou uma Campanha de Divulgação junto à categoria e empresas da Agronomia de forma a contratar Engenheiros Agrônomos regularizando sua atuação profissional junto ao CREA e órgãos licenciadores e contratantes.

A mensagem da Confaeab se resume:

Empresas da Agronomia registradas no CREA: É necessário procurar o CREA para regularizar o RESPONSÁVEL TÉCNICO.

Após 17 de Fevereiro de 2020 somente Nível Superior poderá ser Responsável Técnico no CREA. Empresa de Agronomia registrada no CREA: procure um Engenheiro Agrônomo.

Com a saída dos Técnicos Agrícolas do Sistema Confea Crea, empresas registradas no CREA que tenham esses profissionais como Responsável Técnico precisam se regularizar para manter seu registro válido.

Saiba mais…

CBA Rio Inscrições Abertas!

10637590064?profile=original

O maior evento da Agronomia do Brasil está de volta!

De 20 a 23 de agosto será realizado o XXXI Congresso Brasileiro de Agronomia, no Rio de Janeiro - RJ. 

Esta edição promete ser histórica!! Os maiores especialista do agro brasileiro estarão reunidos para discutir as tendências, inovações e futuro do setor.

Não perca esta chance única!

Inscreva-se e garanta sua vaga: http://bit.ly/2xddHmb

Realização: AEARJ
Promoção: CONFAEAB

Saiba mais…

Audiência Contaminação da Água por Agrotóxicos

Comissão Debate Contaminação da Água por Agrotóxicos

Audiência na Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados debate sobre contaminação de água por agrotóxicos. 10637574459?profile=original

No dia 12 de junho de 2019, a Coordenadoria de Câmaras Especializadas de Agronomia (CCEAGRO) representou a presidência do CONFEA na audiência pública da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, sobre contaminação de água por agrotóxicos (considerando a divulgação de dados de análises no sistema Siságua).

Na ocasião Kleber Santos, presidente da Confaeab, representando a CCEAGRO e CONFEA, fez parte da Mesa Expositora e se pronunciou a respeito. Participaram da Audiência como expositores na Mesa: Ministério da Agricultura, Ministério da Saúde, IBAMA, Associação Brasileira de Saúde Coletiva, Associação Brasileira de Agroecologia, Ministério Público do Trabalho.

10637574878?profile=original

Engenheiro Agrônomo Kleber Santos, Coordenador da CCEAGRO, Presidente da CONFAEAB, se pronunciou na ocasião:

Enquanto CCEAGRO e CONFAEAB destacamos a grande importância da valorização da responsabilidade técnica do Engenheiro Agrônomo. Da efetiva aplicação do Receituário Agronômico.

Que o Movimento Agronômico tem histórico de luta pela sustentabilidade da agricultura brasileira.

Destacamos os trabalhos de fiscalização por parte do Conselho Profissional e a necessidade de aplicação do Código de Ética sempre que necessário!

Defendemos a aprovação do PL que cria a Política Nacional de Apoio à pesquisa, produção e uso de Defensivos Naturais.

Que o Engenheiro Agrônomo é o profissional com capacidade para manejo sustentável do agroecossistema, com emprego do manejo integrado de pragas e doenças.

Saiba mais…

Network no CBA

NETWORK no CBA

Espaço de articulação de contatos profissionais.

Além das palestras, CBA é um momento de ampliação de contatos e oportunidades entre profissionais com diferentes experiências e vivências.

Teremos um espaço dedicado a essa troca e articulação de Network especialmente voltado a novas ideias e empreendedorismo.

Será 22 de agosto à tarde. Se liga na programação!

Vagas limitadas!
https://cba-agronomia.com.br

10637573292?profile=original

Saiba mais…

Assembléia Anual da CONFAEAB

CONFAEAB:

Assembléia Anual e o Planejamento da Entidade

10637570858?profile=original

Convocados por edital, os dirigentes de Associações Estaduais e do Distrito Federal, vinculadas à Confederação dos Engenheiros Agrônomos do Brasil (Confaeab), participaram da assembléia anual da entidade, realizada na quinta-feira, 04/04, na sede do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), em Brasília. Entre as decisões tomadas, a programação do 31º   Congresso Brasileiro de Agronomia (CBA), agendado para o Rio de Janeiro (RJ), de 20 a 23 de agosto próximo.

10637571473?profile=original
“Com o tema central falando sobre a Agronomia do presente: cooperativismo, empreendedorismo, tecnologia e inovação, e com as contribuições vindas das associações pretendemos refletir e agir para defender os melhores interesses da categoria Agronômica e principalmente, as contribuições dos Engenheiros Agrônomos para o país”, adianta Kleber Santos, presidente da entidade, que complementa:  “a qualidade do ensino, assistência técnica e extensão rural, os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, a equidade de gênero, as inovações tecnológicas e a interface com o Confea, também terão destaque no CBA”.  


Ladeado pelo vice-presidente Raul Zucatto, pelo tesoureiro Arício Resende da Silva, e por Maria Helena de Araújo, 1ª secretária da entidade,   Kleber  coordenou os trabalhos e comemorou o superávit do caixa que teve aprovadas as contas referentes ao exercício de 2018. Outro item aprovado, foi o orçamento da Confaeab para 2019, no montante de R$ 261 mil reais.

10637571664?profile=original
Com os temas definidos, a organização do evento passa a contatar palestrantes e preparar a infra-estutura necessária ao evento que reúne Engenheiros (as) Agrônomos (as) , alunos de graduação e pós-graduação, os profissionais de Agronomia que trabalham  como professores, pesquisadores, extensionistas, consultores técnicos.

Fonte: CONFEA  

Relato do Vice-presidente

Assembléia Geral Confederação dos engenheiros agrônomos do Brasil - CONFAEAB, 04/04/19, auditório CONFEA, Brasília/DF, tivemos importantes discussões e deliberações interesse Confederação, Entidades Estaduais filiadas e Engs agrônomos brasileiros, destaques: aprovação relatório atividades e balanço geral prestação de contas exercício 2018; proposta orçamentária e valor anuidades entidades filiadas a CONFAEAB exercício 2019, plano trabalho Metas Gestão CONFAEAB 2019/2021 e, como principal debate, decisões e encaminhamentos programação, organização e realização XXXI CBA (Congresso Brasileiro Agronomia), 20 a 23/08/19, Rio de Janeiro. Maior evento Engs agrônomos país. Avaliamos Assembleia muito criativa, objetiva e deliberativa

Eng Agr Raul Zucatto,Vice presidente CONFAEAB e delegado representante FEAGRO-SC.

Saiba mais…

CONFAEAB Barragens Rurais

10637565291?profile=original

Comunicado à Sociedade sobre o Risco das Barragens Rurais


A CONFAEAB – Confederação dos Engenheiros Agrônomos do Brasil, vem expressar seu profundo pesar às vítimas do rompimento da barragem de Brumadinho/MG, no último dia 25 de janeiro. Eventos como esse que levam destruição à população, ao meio ambiente e à produção de alimentos, não podem se repetir.


Neste momento que a sociedade brasileira clama por ações que possam evitar novas tragédias, a CONFAEAB lembra a todos no país que, além das grandes barragens (a exemplo das barragens de contenção de rejeitos de mineração), que viraram alvo de denúncias, há milhares de pequenas barragens espalhadas pelos rincões do país, construídas principalmente em imóveis rurais.

Estas pequenas barragens, possuem múltiplos usos, principalmente para abastecimento de água para as atividades rurais. Elas são bem menores que as grandes barragens e, portanto, não são alvo do Sistema Nacional de Segurança de Barragens. Mas se não seguirem critérios técnicos em sua construção, podem levar riscos à população e ao meio ambiente, mesmo que em pequena escala.


A CONFAEAB, destaca que os Engenheiros Agrônomos, que ela representa, são profissionais capacitados e habilitados para a realização de projetos de construção, manutenção e  regularização de barragens de uso rural, conforme definido na alínea “o”, do artigo 6º do Decreto-Lei Federal 23.196/1933, que regulamenta a profissão do Engenheiro Agrônomo.


Desta forma se conclama a sociedade civil e os Engenheiros Agrônomos a exigir das autoridades competentes o fortalecimento das instituições públicas responsáveis pela fiscalização e regularização de milhares de barragens rurais existentes no país! Que as responsabilidades sejam devidamente apuradas! Além disto, é imperativo, para a população e para o meio ambiente, que a manutenção das barragens existentes e as novas a serem construídas sigam os critérios técnicos da boa engenharia, buscando evitar que eventos trágicos como os de Mariana/MG, Brumadinho/MG, Paragominas/PA e outros não se repitam em nosso país!

Brasília-DF, 13 de fevereiro de 2019.


Atenciosamente,
Diretoria da CONFAEAB

Saiba mais…

Homenagem ao Engenheiro Agrônomo

Video em Homenagem ao Engenheiro Agrônomo

Para os negócios irem longe, o segredo é ter um Engenheiro Agrônomo por perto:

Na plantação, colheita ou criação de animais

No manejo do solo ou na gestão de Negócios

Video produzido pela CCEAGRO com apoio do CONFEA e MÚTUA

Saiba mais…

Relatos do 9º CNP em Brasília

Agronomia em Defesa Profissional no 9º CNP

10637531872?profile=original

A 2ª fase do 9º CNP ocorreu em Brasília em 1 e 2 de dezembro. Um Congresso sui generis, uma vez que sua dinâmica não permitia apreciação de propostas já aprovadas na primeira fase em Foz do Iguaçu. Assim, foram convocados 600 profissionais (500 delegados e 100 convidados) para reunirem-se num Congresso não deliberativo.

10637532287?profile=original

Mesmo assim, a Agronomia encaminhou uma moção propondo a apreciação da Proposta 63 pelo Confea de forma a adequá-la aos "princípios constituintes deste conselho e à legislação vigente". A mesa, sob pressão contrária, não aceitou a moção sem ao menos apresentá-la ao plenário. A PNS 63 propõe alteração da tabela de títulos incluindo a Engenharia Florestal e outras carreiras no Grupo Engenharia.

Articulamos para que a moção fosse lida em plenário, marcando a posição política da Agronomia. Como presidente da Confaeab, Angelo Petto pediu a aprovação da moção, no que foi negado pela mesa diretora. Este passou então a fazer uma declaração com base na moção.

10637532699?profile=original

Angelo Petto, presidente da Confaeab, defendendo a Agronomia

Neste momento fomos atacados com a declaração do presidente da SBEF repudiando a atitude da Agronomia em querer invalidar a proposta aprovada.

Em seguida formou-se uma fila de E. Florestais junto ao microfone deo público, para atacar a manifestação da Agronomia. Para contrabalançar as manifestações, o colega Moisés Fernandes, conselheiro do Crea-RO e eu, nos levantamos em defesa da Agronomia. Moisés ainda conseguiu garantir sua palavra solicitando à mesa a leitura da moção, no que foi mais uma vez negada. 

10637532887?profile=original

Moisés Fernandes, Conselheiro do Crea-RO, pedindo a palavra

Entendemos que a PNS 63 é prejudicial ao Sistema Confea / Crea ao subverter a lógica de formação acadêmica das Ciências Agrárias dividindo em Grupos distintos. Vale dizer, se aprovada em definitivo a PNS 63, Engenheiros Agrônomos ficarão no Grupo Agronomia e Engenheiros Florestais no Grupo Engenharia, os mesmos que Engenheiros Mecânicos, Civis, Elétricos, etc.

O relato merece registro na Rede Agronomia, como o único momento do 9º CNP em que se polemizou e politizou o debate. Na política, como na vida, nem todas ocasiões conseguimos êxito em nossas proposições, mas a Agronomia deixou sua marca e soube organizar sua ação. 

Saiba mais…

Eleições CONFAEAB 2015

Reeleição da Diretoria da Confaeab

10637520454?profile=original

Aconteceu nesta quarta-feira, 9 de dezembro, no plenário do Confea a eleição da diretoria e conselho fiscal da Confaeab.

10637520864?profile=original

A Comissão Eleitoral foi composta por funcionários do Confea, que acompanharam toda a votação e apuração dos votos. 

10637521291?profile=original

Leonel votando com a Medalha Pedro Ernesto conferida à AEARJ.

10637521668?profile=original

10637521883?profile=original

Apuração dos votos após eleição

10637522672?profile=original

Os Termos de Posse foram assinados após a apuração de votos e declaração da Chapa vencedora.

10637522299?profile=original

A Diretoria já começou o debate sobre o CBA 2017 a ser realizado em Fortaleza - CE, para definir o tema central, que deve ser concluído na assembléia geral em março de 2016.

10637523473?profile=original

Um panorama da votação

10637523867?profile=original

10637524266?profile=original

Voto do Emílio Mouchrek, SMEA

10637524669?profile=original

Leonel, da AEARJ e Kleber, Coordenador Nacional da CCEAGRO / CONFEA.

Assim ficou a Diretoria eleita da Confaeab:

Diretoria Executiva

 

  1. Presidente: Angelo Petto Neto (SP)
  2. Vice-Presidente: Emílio Elias Mouchrek filho (MG)
  3. Vice-Presidente da Região Norte: Carminda Luzia Silva Pinheiro (AC)
  4. Vice-Presidente da Região Nordeste: Naum de Araujo (SE)
  5. Vice-Presidente da Região Sudeste: Helder Paulo Carnielli (ES)
  6. Vice-Presidente da Região Centro Oeste: Cleberson Carneiro Zavaski (DF)
  7. Primeiro Secretário: Raul Zucatto (SC)
  8. Segundo Secretário: Maria Helena Araújo (CE)
  9. Primeiro Tesoureiro: Arício Resende Silva (SE)
  10. Segundo Tesoureiro: Odilon Newtácio Cruz (CE)

 

Conselho Fiscal Titular

  1. José Leonel Cortez Diniz Rocha Lima (RJ)
  2. Anníbal Lacerda Margon (GO)
  3. Moisés Vieira Fernandes (RO)

 

Conselho Fiscal Suplente

  1. Antonio Carlos Albério (PA)
  2. Ivo Lessa Silveira Filho (RS)
  3. Eliézer de Souza Campos (RR)

Departamentos

  1. Política Profissional: Kleber Souza dos Santos (DF)
  2. Relações Institucionais: Dirson Artur Freitag (MS)
  3. Técnico Científico: Francisco Auricélio de Oliveira Costa (RN)
  4. Relações Internacionais: João Sebastião de Paula Araújo (RJ)
  5. Assessoria Parlamentar: José Adilson de Oliveira (ES)
  6. Meio Ambiente: Antonio Joaquim do Espírito Santo Oliveira (AM)
  7. Cursos, Eventos e Logística: Marcos Roberto Marcon (PR)
Saiba mais…

Regulamentação da Profissão de Paisagista

PROJETO de LEI Nº 2.043 de 2011 Regulamenta Profissão de Paisagista

Projeto de Lei do deputado (economista) Ricardo Izar pretende regulamentar a profissão de paisagista. Um tema de conflito histórico entre engenheiros agrônomos e arquitetos. 

O projeto original prevê que será permitido ao engenheiro agrônomo o exercício da profissão, como especialização, conforme texto do projeto abaixo:

Art. 3º O exercício da profissão de paisagista, em todo o território nacional, é privativo dos portadores de:

(...)

III – diploma de pós-graduação, mestrado, ou doutorado em Paisagismo ou Arquitetura da Paisagem, expedido por

instituições regulares de ensino superior, ou por instituições estrangeiras e revalidadas no Brasil, de acordo com a legislação, desde que o profissional apresente conjuntamente diploma de curso superior em uma das seguintes áreas: arquitetura, agronomia, engenharia florestal, biologia ou artes plásticas;

a) Aos egressos de cursos superiores das áreas de arquitetura, agronomia, engenharia florestal, biologia e artes plásticas, cuja data de graduação seja de até cinco anos após a data da aprovação desta lei, não será exigida apresentação de diploma de pós – graduação;

 

Agora foi produzido uma Complementação de Voto, reconhecendo a formação recebida na graduação:

Art. 3º O exercício da profissão de paisagista, em todo o território nacional, é privativo dos portadores de diploma de curso reconhecido, se expedido por instituição de ensino no País, ou revalidado, se expedido por instituição de ensino do exterior, nos seguintes casos:

I - curso superior de graduação em Paisagismo ou Composição Paisagística; ou

II - curso superior de graduação em Arquitetura, Urbanismo, Agronomia, Engenharia Florestal ou Artes Plásticas.

Compartilho ainda o Projeto de Lei e seu Substitutivo para análise e manifestação de todos. O colega Kleber dos Santos, Coordenador nacional das Câmaras de Agronomia dos CREAs - CCEAGRO, está recolhendo avaliações e manifestações para um posicionamento da categoria.

Projeto de Lei 2043 2011

Substitutivo Aprovado em Maio

Aguardamos manifestação dos colegas interessados!

Grande abraço

Saiba mais…

Petição Conselho de Engenharia para Engenheiros

Pela Rejeição ao Projeto de Lei 6765/2013

http://www.peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=BR68345

10637458086?profile=original

Diante das manifestações contrárias ao Projeto de Lei 6765/2013 abrindo à participação dos profissionais de nível médio a cargos eletivos no Sistema CONFEA / CREA.

Considerando a Diretiva ao Congresso Nacional dos Engenheiros Agrônomos reunidos no XXVIII Congresso Brasileiro de Agronomia em Cuiabá.

Criamos a presente Petição a ser encaminhada ao Congresso Nacional reunindo apoio à rejeição do Projeto de Lei 6765/2013, nos seguintes termos:

Tramita na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 6765/2013, cuja origem foi o Projeto de Lei do Senado 356/2013, de autoria do Senador Fernando Collor. O objetivo é alterar dispositivos legais que tratam das eleições e composição dos Plenários dos Conselhos Federal e Regionais de Engenharia e Agronomia, visando dar igualdade de oportunidade e tratamento para os técnicos de nível médio, hoje não participantes nos Plenários. Tais mudanças atenderiam “(...) o princípio da proporcionalidade entre as diversas modalidades profissionais integrantes de níveis médio e superior, garantida a representação das instituições de ensino técnico de nível médio e das escolas de engenharia e de agronomia.(...)”. Além disso, “(...)os Presidentes dos Conselhos Regionais de Engenharia e Agronomia serão eleitos pelo voto direto e secreto dos profissionais registrados e em dia com suas obrigações junto aos respectivos conselhos, podendo candidatar-se quaisquer desses profissionais, desde que brasileiros, devidamente habilitados e aptos.(...)” 

Em um exame superficial do tema, pareceriam justas as mudanças propostas pois se os técnicos de nível médio são compulsoriamente registrados nos Conselhos Regionais, deveriam integrar seus Plenários, podendo ser eleitos Presidentes, tanto no âmbito federal quanto no regional! Contudo, Conselhos Profissionais não são entidades de classe ou sindicatos, nos quais a representatividade proporcional aos seus filiados deve ser exercida em sua plenitude. Conselhos são instrumentos da Sociedade para fiscalizar o exercício profissional e é fundamental preservar a qualidade dessa função. Supor que um Técnico em Edificações possa julgar se o cálculo estrutural realizado por um Engenheiro Civil está correto é de uma inversão total de valores, trazendo riscos indesejados para a população. A quantidade de Técnicos de nível médio, naturalmente, tende a ser maior que a de profissionais de nível superior e, caso esse Projeto de Lei seja aprovado, a decadência dos Conselhos que hoje primam pela qualidade do exercício profissional será irreversível. 

Estivesse o autor do projeto efetivamente preocupado com a defesa da categoria dos Técnicos de nível médio, poderia ter encaminhado projeto para criação de Conselho próprio dessa categoria, sem contribuir para o desvirtuamento de Conselho, cuja existência desde há 80 anos tem sobejamente demonstrada a sua atuação responsável e seus compromissos com a nação. 

Com a segurança que a experiência profissional lhes confere, os signatários do presente documento expressam sua confiança que a decisão serena dos Deputados Federais será pela rejeição do Projeto de Lei 6765/2013.

Saiba mais…

Eleições 2011 - Resultados do Rio de Janeiro

Eleições do Sistema CONFEA / CREA

Resultados do Rio Janeiro

 

Agostinho Guerreiro reeleito presidente do CREA-RJ

 

Com o encerramento da apuração da votação no Rio de Janeiro, o engenheiro agrônomo Agostinho Guerreiro foi reeleito para a presidente do CREA-RJ com 33,8% dos votantes totalizando 2.616 votos. O segundo lugar ficou com Reynaldo Barros com 26,9% das preferências totalizando 2.087 votos. Em terceiro lugar José Chacon teve 12.9% totalizando 996 votos. Ambos, segundo e terceiro colocados, são ex-presidentes do CREA-RJ.

 

Veja abaixo o quadro com a apuração dos candidatos a presidente do CREA-RJ:

10637425259?profile=original

Eleição para o CONFEA no Rio de Janeiro

 

José Tadeu foi o mais votado no estado com 34,6% totalizando 2.682 votos. O engenheiro agrônomo Álvaro Cabrini foi o segundo mais votado com 32,8% alcançando 2.543 votos, uma diferença de 139 votos.

 

Veja o quadro com apuração dos candidatos a presidente do CONFEA

10637426063?profile=original

Rio de Janeiro elege Conselheiro Federal da Agronomia

O engenheiro agrônomo Arciley Alves Pinheiro foi eleito conselheiro federal com 29.7% dos eleitores alcançando 2.303 votos. Arciley foi presidente do CREA-RJ entre 85 e 87, sendo o primeiro presidente do CREA-RJ eleito pelo voto direto após a abertura democrática. Em segundo lugar ficou Jorge Antonio com 13,9% das preferências com 1.074 votos. O engenheiro agrônomo Jorge Antonio é ex-presidente da AEARJ. Além o meteorologista Alfredo Silveira com 13,3% dos votos seguido do engenheiro florestal Glauber Pinheiro teve 12,6% e do engenheiro agrônomo Luiz Freire com 10,8% dos votos. Luiz Freire é professor do departamento de solos da UFRRJ.

 

Somados os candidatos agrônomos, a agronomia obteve 54,4% da votação para Conselheiro Federal.

 

10637426482?profile=original


CREA-RJ QTD %
20 - JOSÉ CHACON 996 12,9%
22 - FERNANDO ANNIBOLETE 183 2,4%
23 - AGOSTINHO GUERREIRO 2616 33,8%
25 - UIARA 400 5,2%
28 - MIGUEL FERNANDEZ 818 10,6%
29 - REYNALDO BARROS 2087 26,9%
Branco 187 2,4%
Nulo 462 6,0%
TOTAL 7749 100,0%
Saiba mais…

Eleições CONFEA CREA - 8 de novembro - TERÇA-FEIRA

O Sistema CONFEA CREA está em processo eleitoral.


Engenheiros, agrônomos, geólogos, geógrafos, meteorologistas, tecnólogos e técnicos de nível médio destas áreas registrados no Crea e que estiverem com a anuidade paga até 7 de outubro terão o direito de escolher seus representantes nas próximas eleições do maior sistema profissional do país.

 

Temos até 4 eleições:

A eleição será realizada no dia 8 de novembro serão eleitos os presidentes do Conselho Federal (Confea), dos Conselhos Regionais (Crea) e os diretores geral e administrativo da Caixa de Assistência dos Profissionais (Mútua) e Conselheiros Federais em alguns estados.


Vários engenheiros agrônomos são candidatos a presidência de CREAs. Além disso o engenheiro agrônomo Álvaro Cabrini, presidente licenciado do CREA-PR é candidato à presidência do CONFEA com amplo apoio das entidades representativas da engenharia, arquitetura e da agronomia.

10637423891?profile=original 

 

Uma oportunidade de mostrar a força da AGRONOMIA em nível nacional.

Quem são os candidatos do seu estado?

Saiba mais…

Assembléia Eleitoral AEARJ elege nova Diretoria

Um relato fotográfico da Assembléia Eleitoral

 

10637417488?profile=originalGilberto Fugimoto, Álvaro Cabrini e Jorge Antonio assistindo à Assembléia

 

 

10637418062?profile=original 

Leonel Rocha Lima (presidente eleito da AEARJ), Álvaro Cabrini e Jorge Antonio

 

10637418100?profile=originalJorge Antonio fala observado por Agostinho Guerreiro e Álvaro Cabrini

 

10637418885?profile=originalA mesa na Assembléia Eleitoral: Agostinho Guerreiro, Aloísio Granato, Sérgio Cenci e Álvaro Cabrini

 

 

10637419479?profile=original

Mário Lúcio discursa observado pela mesa com os colegas Agostinho, Aloisio, Cenci e Cabrini

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

10637420077?profile=original

Alberto Figueiredo discursa e conclama à reflexão observado pela mesa da Assembléia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

10637420499?profile=originalNa sua fala, Álvaro Cabrini lembra sua participação da CONFAEAB como a última eleita por voto direto dos engenheiros agrônomos.

 

 

10637420868?profile=originalAgostinho Guerreiro lembra o II EBAA - Encontro Brasileiro de Agricultura Alternativa ocorrido em Petrópolis em 1982 e de tantos colegas que ajudaram em tantas lutas da agronomia.

 

 

10637422053?profile=originalO presidente do SENGE-RJ Olímpio Alves dos Santos dando as boas vindas à categoria, que realiza sua Assembléia no auditório do SENGE, defende o voto ao colega Álvaro Cabrini para presidente do CONFEA e Agostinho Guerreiro para o CREA-RJ

 

Confraternização após a Eleição

 

10637422271?profile=original

Vicente, Leonel Rocha Lima, Álvaro Cabrini e Luiz Freire ao final da Assembléia

 

 

10637422665?profile=originalEntre agrônomos a colega Alda Oliveira

 

 

10637421700?profile=originalJorge Antonio, Leonel, Diana, Angela, Gilson e Luiz Freire

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

10637423067?profile=original

Leonel, Cristiana, Jorge Antonio. Mário Lúcio, Cenci, Felipe e Fernando

 

Larysse Guimarães - estudante de Agronomia de Manaus - prestigiou nossa Assembléia

10637423652?profile=original 

Participante da Rede Agronomia aproveita vinda ao Rio e participa de debates e da Assembléia eleitoral da AEARJ

Larysse ao lado do colega Alberto Figueiredo

 10637423097?profile=original 

 

 

 

 

 

 

 

Gilberto Fugimoto, Larysse Guimarães, Sérgio Cenci, Felipe Brasil e Jorge Antonio

 


Saiba mais…

4º FNEA – 4º FÓRUM NACIONAL DE ENGENHEIROS AGRONOMOS

4º FNEA – FÓRUM NACIONAL DE ENGENHEIROS AGRONOMOS

10637421880?profile=originalHotel Intercity.  Av. Paulo Fontes 1210 Centro de Florianópolis,

26 de setembro de 2011, segunda-feira, no horário das 14 às 20 horas, Florianópolis-SC.

 

PROGRAMAÇÃO

14h - ABERTURA


14h30m-17h30m - MESA REDONDA - AGRICULTURA BRASILEIRA

Diagnóstico, Agricultura Empresarial, Agricultura Familiar, ATER, Sustentabilidade, Segurança Alimentar.

Moderador: JORGE ANTONIO/SENGE-RJ Relator SERGIO CENCI/AEARJ

DEBATEDORES CONVIDADOS: VALTER BIANCHINI/EMATER-PR;

ROBERTO RICARDO VIZENTIN- Secretario Extrativismo e Desenvolvimento Rural Sustentável do MMA

 

17h30m-20h - MESA REDONDA

MERCADO DE TRABALHO, ORGANIZAÇÃO E MOBILIDADE DA CATEGORIA. 

Moderador: ALVARO CABRINI       Relator: EDUARDO PIAZERA

DEBATEDORES CONVIDADOS: JORGE DOTTI CESAR/SEAGRO-SC; JORGE ANTONIO/AEARJ;

JONAS DANTAS/CREA-BA; JOÃO ARAUJO/CCEAGRO; KLEBER SANTOS/CONFEA, FEAB

 

COMISSÃO DO 4ºFNEA:

Jorge Antonio, Sergio Cenci, Jonas Dantas, Vivaldo, João Araujo, Kleber Santos, Jorge Dotti Cesa,

Eduardo Piazera, José Leonel Lima, Gilberto Fugimoto, Alvaro Cabrini, Luiz Caldani

 

LOCAL:

Hotel Intercity.  Av. Paulo Fontes 1210 Centro de Florianópolis, Telefone.: 48-30272200

Seguem abaixo os valores especiais para hospedagem.

Pedimos que reservem com antecedência.

 

Hospedagem:

Categoria

quantidade

 

Tarifa (diária)

 

Período

SGL

DBL

Check-in

Check-out

Luxo

 

R$ 165,00

R$ 195,00

25/09/2011

27/09/2011

Superior

 

R$ 205,00

R$ 225,00

 

 

Hospedagem não se encontra em caráter de bloqueio

CORTESIA: Café da manhãInternet: Acesso banda larga nos apartamentos;

Taxa de Turismo: R$ 1,20 a diária (opcional)  ISS = + ISS 2,5%.;

Estacionamento: R$ 17,00 a diária, por carro

Check-In: Iniciam às 12hs;  Check-Out: Encerram às 12hs;

Aptos Triplos: não possuímos;

Saiba mais…

Política Profissional

Engenheiro Agrônomo é candidato à Presidência do CONFEA

10637414473?profile=original 

Álvaro Cabrini discursando no lançamento da campanha no Clube de Engenharia no Rio

 

Particpei do lançamento da campanha do engenheiro agrônomo Álvaro Cabrini à presidência do CONFEA e achei importante compartilhar com os colegas da Rede Agronomia detalhes do que ocorre no processo político profissional.

 

Vale a pena informar que o processo eleitoral do Sistema CONFEA / CREAs está em curso. Candidatos a presidência dos CREAs nos Estados já se apresentaram. Muitos são colegas engenheiros agrônomos. As eleições se estendem também a Conselheiros Federais.

 

10637415075?profile=original 

 

 

 

 

Lideranças da engenharia no país marcaram presença no lançamento da campanha

 

 

 

 

 

 

 

 

 

10637416056?profile=original

 

Na mesa do evento engenheiro agrônomo Agostinho Guerreiro (candidato à reeleição do CREA-RJ), engenheiro agrônomo Carlos Bittencourt (Presidente FISENGE), Murilo Pinheiro (Presidente da FNE), engenheiro agrônomo Álvaro Cabrini, Marcos Túlio de Melo (Presidente do CONFEA) e Amaury Hernandes (candidato à presidente do CREA-SP).

 

 

 

 

10637416852?profile=originalUma visão da plenária e da mesa do evento

 

10637416666?profile=original

 

 

 

 

Carlos Bittencourt da FISENGE com engenheiro agrônomo Jorge Antonio candidato a conselheiro federal CONFEA.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

No seu discurso, o presidente da FISENGE engenheiro agrônomo Carlos Bittencourt, membro da Rede Agronomia, falou da trajetória do candidato Álvaro Cabrini. Ambos foram colegas desde os bancos escolares da UFPR. Compartilham militância político-profissional desde então, passando pela Associação de Engenheiros Agrônomos até chegarem ao CREA-PR (Cabrini) e à FISENGE (Bittencourt).

 

10637417678?profile=originalCabrini discursa junto ao público. Folego para percorrer todos os 27 estados.

 

 

10637417898?profile=originalPlatéia animada para a campanha

 

Confraternização

10637418069?profile=original

 

 

engenheiros agrônomos Osvaldo Neves e Luiz Freire, professor da UFRRJ e candidato a conselheiro federal CONFEA.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

10637419060?profile=original

 

 

 

 

 

Fernando Elias Jogaib  SENGE Volta Redonda, engenheiro agrônomo Agostinho Guerreiro, candidado à reeleição do CREA-RJ, engenheiros agrônomos  Carlos Bittencourt da FISENGE e Álvaro Cabrini candidato ao CONFEA

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

10637419282?profile=original

 

 

Engenheiros agrônomos Jorge Antonio, candidato a conselheiro federal CONFEA, Jonas Dantas, presidente do CREA-BA, Álvaro Cabrini, Cleude Pereira da Silva, diretora da AEARJ, Gilberto Fugimoto, da Rede Agronomia e Agostinho Guerreiro, candidato à reeleição do CREA-RJ.

 

 

 

 

 

 

 

10637419687?profile=original

 

 

 

 

Trocando ideias com Cabrini sobre a Rede Agronomia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

10637420095?profile=original

 

 

 

 

 

 

O geógrafo Vagner Fia com engenheiro agrônomo Arciley Alves Pinheiro, candidato a conselheiro federal CONFEA.

 

10637420497?profile=original

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O engenheiro agrônomo Jonas Dantas, presidente do CREA-BA confraternizando com engenheiro agrônomo Luiz Freire, professor da UFRRJ e candidato a conselheiro federal

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O lançamento da campanha ocorreu na última quinta-feira, 1º de setembro no Clube de Engenharia no Rio de Janeiro.

Saiba mais…